+ Responder ao Tópico

  1. Citação Postado originalmente por Arthur Bernardes Ver Post
    Poxa, fiz confusão, rsrs.
    O que vale é a intenção de ajudar!
    To pensando em voltar pro BrazilFW pra testar... mas tem uns 4 anos que não uso ele...
    acho que ele precisa de menos hardware que o MK...
    Se eu estiver engando, me avisem...

  2. Uma sugestão eficiente é a Ubiquiti Edgemax Router Lite 3. Consome pouco e com certeza daria pra fazer o roteamento que precisa. São não sei como fica o balanceamento dos links. Outra opção out of box é o TP-link TL-ER5120.

    Essas opções de servidor com certeza dariam pra o seu caso, o problema que vejo é o consumo e o barulho.




  3. O balanceamento do EdgeRouter tem se mostrado muito bem, mas tem que ter uma amizade com a CLI dele, pela GUI só adiciona dois LINKs, mais do que isso tem que usar a CLI.

  4. Eu diria que se a intenção é usar servidor que já tem, realmente é melhor testar outras distros.

    Comparar PowerPC com IBM-PC complica, dá pra resumir que PowerPC tá mais pra Risc e IBM-PC tá mais pra Cisc, mas acho que um grande problema do desempenho meia-boca de RouterOS x86 é ser x86, ou seja, usar instruções IA-32 basicamente.

    Não dá pra comparar clock e memórias de PC com RB pro RouterOS, o modo de processamento é totalmente diferente e isso influencia até no uso de ram, até em MIPS (BE ou LE) é diferente, dá pra resumir porcamente que o que uma RB450G com 0,6GHz de proc. e 256MB de RAM faz um RouterOS x86 precisa de dualcore de 1,6GHz e 2GB de Ram pra conseguir. E... RB450G é Mips, de 64 bits. Agora imagine se fosse um MIPS de 1,6GHZ com 2GB de Ram, ia dar provavelmente na mesma que um PowerPC de 1,6GHz e 2GB de Ram.

    O comparativo a meu ver tem que ser: RouterOS em Mips versus RouterOS em PowerPC versus BFW/Debian/FreeBSD em IBM-PC 64 bits.
    RouterOS é carta fora do baralho pra levar a serio em grandes servidores de maneira geral. Nuns usos parece que ainda tem vantagem pra alguns (Talvez border) mas isso perde feio pra RouterOS em PPC de 1/3 do preço.

    PPC e Mips tem instruções predefinidas geralmente, não dependem do sistema operacional, o enfileiramento das ações dita muito do desempenho final do equipamento, por isso uma bobeirinha em regra mal-implementada consegue derrubar capacidade de processamento de Risc, até travar (Cisc não trava, quem trava é Windows :-).

    Eu sempre comento sobre gasto de eletricidade:
    Xeon 2,4GHz me complica a memória, com barramento de 400MHz deve ser da primeira familia com HT, da época dos Pentium 4 HT, esses Xeon eram gastadores igual P4 HT, chegando fácil no consumo informado no TDP (60 a 75W provavelmente), mas isso é de 15 anos atras. Os dualcore tem todos barramento acima de 667 pelo que eu lembre, não lembro de dualcore de 2,4GHz mas pouco importa, todos os Xeon dualcore tem consumo maximo na casa dos 100W, mas com media perto do idle na casa dos 60W, então são bem gastadores também (Não são feitos pra economizar energia).
    Se pegar uma media de 60W então (Longe dos 100W de pico dos mais modernos, bem longe dos 150W de pico do melhores), juntando com uns 40W que deve gastar em placa-mãe e HD a gente fala em 100W, juntando com 80% de rendimento da fonte ATX (Se comprar uma com selo 80plus, o que pouca gente faz) isso dá consumo real em 125W.
    Já uma RB1100 que com RouterOS deve dar na mesma capacidade prática, falamos em consumo maximo já em AC de 25 a 30W, mas com media na metade disso, ou 15 a 20W em AC.

    24 horas x 125W dá 3KWh pro server Xeon por dia. O valor do KWh varia conforme faixa de consumo e região mas falamos algo entre R$ 0,4 e 0,7, uso R$ 0,55 como media. 3 x 0,55 = R$ 1,65 por dia.

    24h x 20W da RB1100 dá 0,48KW.h por dia, ou R$ 0,26 por dia.

    1,65 - 0,26 = 1,39 de economia por dia.

    RB1100 tá R$ 1,6 mil. O Xeon antigo e lerdo só tem usado (Novo é outro poderio, mas é outro preço, R$ 10 mil pra cima), imagino que uns R$ 1 mil. Sobra R$ 600 a pagar.
    600 / 1,39 = 431 dias, ou 14 meses pra RB se pagar na conta de luz. Sem falar que o Xeon antigo (2,4GHz 400MHz acho que só coisa de 2004) não deve ter muita vida pela frente, logo algum HD deve morrer, ou estufar capacitor em fonte. Já a RB nem tem o que dar pau, não tem nada mecanico (Tipo HD) e o consumo é baixo pra fonte.

    Se é pra subir o processamento passar pra RB100AH x2, depois pra CCR1016, depois pra CCR1036, todas elas saem mais em conta que um HP Proliant com I5 (Esquece Xeon porque quem tem RB450G tá longe de precisar de Xeon), e o consumo eletrico é muito menos que a metade em qualquer caso, geralmente a RB se paga em no máximo 2 anos na conta de luz.



    Não pensem que hardware antigo gasta menos, é bem o contrário, o pico dos processadores lixo foi a 10 anos, com qualquer porcaria domestica gastanto 150W de pico. E... equipamento x86 pra distro nova não sei se vai bem, o tchã de hardware moderno de baixo consumo é instrução 64b. Solução tipo FreeBSD não necessariamente vai usar tão bem um proc. moderno 64bits, ela fala exaustivamente de instrução EM64, EM de extended memory, ou seja, foco em suportar mais de 3GB, mas com alguma coisa usando IA32 ainda (Mas RouterOS x86 nem isso faz, é totalmente x86 ainda, uso limitado de memória e multiplos cores, que alias a CCR1036 tem mais de uma duzia de cores e usa todos). Enfim, pode tropeçar na falta de distro que "consuma" direito tudo o que um server 64 bits moderno tem, mas isso não é motivo pra usar hardware antigo que gasta 10x mais só porque vendem eles usados por R$ 1,99 as vezes, o troço é barato porque o uso é limitado, a relação de dado processado por watt de energia não compensa depois de uns meses de uso.

    Pentium 3 e Xeon dessa época realmente tinha rendimento energetico bom, os primeiros P4 (Willamete) pioraram muito, as familias seguintes foram gastando ainda mais, o pico foram o Pentium 4 HT e Xeon com HT (De 2003, se não me engano), os AMD dessa época também eram esse lixo em desperdício de energia, Core2Quad e Phenom X4 as vezes tinham clock baixo digno de P3/Duron mas com 4x mais consumo (Ou seja, dariam na mesma que uma placa mãe com varios P3. "Eu tive uma com 2 de 650MHz e era fantástica no Win98 e 2K" :-), nos últimos 6 ou 8 anos surgiram alguns proc. EE, energy eficient, mas sempre bem caros, a regra até a familia CoreI chegar era consumo absurdo tipo 150W. E esse hardware está tão defasado frente ao que temos hoje que acho que mesmo usados eles valem o que vale uma RB NOVA com MIPS que consegue o mesmo, mas com 5x menos de consumo eletrico.

    Ficar entre RB450G e RB1200, sem as firulas da RB2011, me parece que lançaram a RB850G2, um PowerPC do tamanho de RB450G. Se ela cumprir o que o proc. promete fica difícil achar outra opção tão barata no mercado pra concorrer.

    RouterOS x86 tem ainda outro problema: Plataforma fechada. Só faz o que qualquer RB faz.
    Já Debian, BFW ou FreeBSD podem fazer N coisas além do roteamento, balance ou o que for, plataforma aberta cheia de softwares pra rodar, você automatiza meio mundo usando uma distro dessa.

    (Mas se não precisa de mais nada, uma RBzinha gastando 20W (A RB450G gasta 1/3 disso) é a melhor pedida, não por MIPS ser ótimo mas porque MIPS gasta pouca energia e porque não tem distro otimizada o suficiente pra fazer um Celeron ULV que gaste esses 20W fazer o mesmo com instruções ibm-pc 64 bits. Processador x86 de baixo consumo tem, carrocinhas tipo AMD C50 a C70 de 1,1GHz em placa ATX, mas... custam o preço de uma RB450G, se acrescentar preço de ram, hd, gabinete e fonte você chega em preço teórico de RB850gx2. Não chegam no preço da RB1100AH x2, é verdade, mas... vai rodar o que nessas carrocinhas? Só dão conta de roteamento leve que uma RB450G dá, se subir o poder de processamento o preço de custo sobe junto e chega fácil no preço de uma RB1100AH x2, só que aí volta a entrar na conta a diferença de consumo eletrico, mesmo um Celeron 2GHz consome quase o dobro que essa RB, a plataforma ATX é gastadora mesmo.


    Torçam pra surgir alguma placa ARM com algo tipo quadcore 1,5GHz e 2GB de Ram, gastando míseros 20W. Tem linux pra ARM tem aos montes, só falta placa a venda que não seja toda fechada e voltada pra Android. Mas MK em ARM não é bom sonhar, a MK usa chipsets específicos pra redes, são uma melhor opção nas RB's basicas, eles são baratos porque varios roteadores de mesa compartilham. Já em maior processamento ela parte pra PowerPC, duvido que investiria em familia ARM intermediária, o mercado ARM está muito focado em multimidia, os MIPS é que estão focados em rede.

  5. No meu caso, eu já tenho um computador que fica ligado direto... Tenho alguns serviços nele como Servidor DLNA e outros... Só que este computador é um Aton D525, com 4g de memória e hd SSD. Preciso rodar o Debian e o MK, processando os 165M de internet... Acho que vou montar um Core 2 Duo com o Sphere, rodando o Debian e o MK ou BFW...
    Gosto deste Aon que tenho, pois é um Mini ITX (é um computador compacto)...







Tópicos Similares

  1. Mikrotik com cpu dando 100%
    Por str182 no fórum Redes
    Respostas: 5
    Último Post: 28-03-2017, 01:08
  2. Respostas: 1
    Último Post: 15-01-2015, 20:53
  3. Respostas: 17
    Último Post: 26-04-2013, 18:19
  4. CPU da RB433AH em 100% quando chega a 50mbps
    Por fredericoafd no fórum Redes
    Respostas: 10
    Último Post: 14-07-2011, 18:10
  5. Respostas: 10
    Último Post: 26-09-2009, 11:11

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L