Página 2 de 3 PrimeiroPrimeiro 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Vale a pena sim.
    Principalmente para "ver" ou "rever" os conceitos de Radiofrequencia, modulação, etc etc.

    Quem faz um curso bem fundamentado em conceitos vai configurar qualquer coisa depois. Nâo pensem que um curso desse quilate vai só passar receita de bolo. Se fosse assim, os firmwares poderiam ser mais capados ainda. Se tem opções de configuração então é para usar quando necessário.
    É isso que um curso pode acrescentar.
    Tivemos no passado aqui no Underlinux verdadeiros "monstros" nisso. Só que muitos não aparecem mais, seja por crescimento profissional que impede, seja por outros motivos.
    Tinha gente que com o maior prazer chegava aqui para explicar como as coisas funcionam em cenários diversos. Só vou citar alguns apesar de serem diversos. O @sergio , o @Magal entre outros.
    Naquela época não tinha cursos e nem precisava.
    Porém os posts deles ainda estão no Under. É só pesquisar.
    Hoje ainda tem usuários com este mesmo espírito, mas são poucos, como o Rubem Enciclopédia a se fazerem presentes no dia/dia

  2. ""até que fique num mesmo patamar, defina um patamar de sinal pra TODOS os clientes, tipo -55 a -65, regule a potencia de todos (Aumente ou diminua) de forma que todos (Sem nem meia excessão) chegue na torre com sinal mais alto ou mais baixo que isso)"".
    deixar entre -55 e -65??



  3. Citação Postado originalmente por Poletto Ver Post
    ""até que fique num mesmo patamar, defina um patamar de sinal pra TODOS os clientes, tipo -55 a -65, regule a potencia de todos (Aumente ou diminua) de forma que todos (Sem nem meia excessão) chegue na torre com sinal mais alto ou mais baixo que isso)"".
    deixar entre -55 e -65??
    Veja pelo seguinte lado:
    A torre se comunica com muita gente, então nela você não meche na potencia, defina uma potencia de TX e nunca mais mecha. O ack-timeout você deixa automatico.

    Mas a CPE do cliente se comunica com apenas 1 (uma) contraparte, a torre, então você configura a CPE do cliente conforme a distancia da torre, colocando o ack-timeout um pouco maior que o ideal, e configurando a potencia de TX de modo que o sinal chegue na torre entre digamos -55 e -65 (Ou entre -45 e -55 se usar datarate alto, ou entre -60 e -70 se usar datarate ainda mais baixo). Esse é o sinal de RX na torre, TX do cliente é RX da torre. Pra que todos os clientes tenham tratamento igual é importante que todos tenham sinais de RX similares na torre, pode ocorrer de um cliente gritando a -45 tornar ilegíveis alguns pacotes de um cliente sussurando a -65.

    Se mesmo com potencia baixa o cliente continua gritando é porque você colocou antena de ganho alto demais, provavelmente o sinal torre>cliente também está alto demais.
    Solução tipo "Só uso grade de 25dBi", ou "Só uso Airgrid" é ruim por isso, em cliente próximo mesmo com a potencia no mínimo você terá cliente gritando a -40 ou -45dBm, atrapalhando a troca de dados com o cliente distante que chega (RX na torre) com sinal baixo tipo -68dBm.

  4. Era mais ou menos isso que o Gilvan chamava de "lençol digital"



  5. Hum, o "lençol" dele não era com o mesmo SSID e multiplexador (2 ou + radios numa mesma antena)? Ele sempre ficava naquele "Faça o curso que vai entender", nunca soube direito o que ele propunha.






Tópicos Similares

  1. [ Potencia x Ganho da Antena ]
    Por FMANDU no fórum Redes
    Respostas: 4
    Último Post: 11-04-2015, 02:02
  2. FOTOS das antenas e torres...
    Por alamdias no fórum Redes
    Respostas: 2
    Último Post: 01-09-2006, 10:52
  3. Respostas: 12
    Último Post: 13-08-2005, 12:00
  4. Posicao da antena
    Por moz no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 30-11-2004, 17:11
  5. Uso da antena zirok
    Por sergio no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 11
    Último Post: 12-07-2004, 20:51

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L