Resultados da Enquete: Enquete. Qual fabricante vc NÃO usaria hoje para montar um provedor via radioN

Votantes
35. Você não pode votar nesta enquete
  • Ubnt (tecnologia Airmax)

    2 5,71%
  • Ubnt (diversos fabricantes como cliente)

    1 2,86%
  • Mikrotik (tecnologia nv2)

    2 5,71%
  • Mikrotik (diversos fabricantes como cliente)

    1 2,86%
  • Intelbras (tecnologia ipoll) (com wom)

    14 40,00%
  • intelbras(Delliberant) tecnologia ipoll (sem wom)

    3 8,57%
  • Intelbras(Delliberant) (diversos fabricantes como cliente)

    7 20,00%
  • Cambium epmp 1000 (tecnologia proprietaria)

    5 14,29%
Página 2 de 7 PrimeiroPrimeiro 123456 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Mesmo ficou faltando a Computech.

  2. Tá complicado mesmo escolher qual equipamento. Faz tempo que reclamo de alguns. Até tenho dito que brincamos de provedor com as opções que temos.
    Logicamente que fatores como custos acabam influenciando nas decisões da grande maioria ao começar.
    Mas depois que ganha um fôlego financeiro tem que pensar seriamente em profissionalizar. Não dá para ficar dependendo de Ubiquiti ou Mikrotik. Cito estes porque usamos e sei dos problemas que eles geram.

    Quando cito o Mikrotik o faço pensando nos recursos de rádio. Como um sistema de roteamento, gerenciamento de rede, ele cumpre bem o papel. O problema é na área de radiofrequencia.

    Ubnt tem aqueles problemas que todos nós já conhecemos. Param do nada.

    Transmitem, cumprem o papel mas não dão segurança. De um momento para outro eles acabam parando. Ah! alguém vai dizer que todos equipamentos eletrônicos estão sujeitos a isso. Sim, mas não com a frequencia que se apresentam.
    E hoje não basta ter link e tudo está resolvido.
    Uma rede instável, com paradas frequentes é pior que uma rede estável com pouco link. Cliente quer estabilidade tanto quanto banda.

    O Cambium epmp 1000 não tem ainda muita gente usando, mas quem usa já relatou aqui mesmo no forum o sucesso inicial.
    Parece uma mudança da água para o vinho. E não é tão proprietário assim, pois tem opção para permitir uma migração suave com o que já está instalado.

    Falem com o @Zucchi sobre ele.
    Parece tudo aquilo que um provedor gostaria de ter a disposição.



  3. Vixe a intelbras vai ganhar esta disputa disparado e campeão e campeão.



    Aee intelbras parabems

  4. Interessante que há alguns meses atrás, sugeri de apresentar aqui neste portal uma lista negra de fabricantes, mas não aceitaram, agora colocam em check marcas de produtos "Enquete ou lista negra".

    Via de regra, de uns os moderadores aceitam, de outros não, assim é estranho que uma enquete negra (lista negra), pode gerar dolo ao detentor da marca registrada no INPI.

    E, de fabricantes de torres (estruturas metálicas), não aceitaram a criação da lista negra, ao que se pressupõe que no Under Linux, muitos não se enquadram como fabricantes, e sim como artesões daqueles que constroem torres, estariam sendo velados a serem banidos, e assim não poderiam fabricar devido ao não atendimento as normas e não possuindo licença como fabricante artesanal isolado, ou como particular se sua única torre ser atuado, por construir um artefato metálico que poderiam gerar desconforto em area urbana, ou de vizinhaça, haja vista, que sabemos que existem muitos particulares que constroem suas torres sem qualquer conhecimento técnico da estrutura metálica, podendo ser um soldador desqualificado, que pode construir um artefato que irá colocar em risco, quem passa nas proximidades da sua torre.

    O mercado é prolixo, que não atendem as normas, cair uma torre parece pouco importar, mas gerar lista negra de marcas de produtos, é indiretamente a mesma coisa, tudo é lista negra, votou aqui no enquete a favor de uma marca (detentor da marca posto a prova perde no ranking nacional e sua credibilidade fica comprometida), de forma leviana!

    Detentores de marcas no Instituto de Propriedade Industrial INPI, possuem direitos comerciais e, expor a marca de um produto, sem sua livre e espontânea autorização, ou que aceitou autorizar que sua marca seja denegrida (!!!), a enquete negra pode gerar processo judicial em que participou dela, é um cúmplice confesso.

    Nos anais causísticos: expor marca ou nome de produtos, sem autorização de seu fabricante.

    Segue ai alerta de direitos autorais de marcas de produtos, a quem de direito e, quem votou e se apresenta aqui a favor de uma marca (produto), incorre a se auto eleger autor de difamação, calunia e causar aos fabricantes dolos morais e financeiros, e assim um dia serão inclusos em contendas judiciais, que virão a passar como réu.

    http://www.administradores.com.br/ar...u-claro/47022/

    Meu comunicado aqui é um alerta, que expor ao ridiculo detentores de marcas, mesmo que o autor da marca, ou fabricante do produto autorizem, eles tem direitos registrados no INPI, que pode gerar dolo moral e financeiro, e quem acusa poderá ser sentenciado a pagar indenizações como reparo do esbulhado causado, e perca de mercado, por colocar a marca de forma escusa.

    Tudo que se expressa a um nome, dominio de sites, marcas de produtos tem suas leis, assim tatear e pensar que esteja ajudando o grupo de forma que aqui quem é membro, não se sabem quem seja quem, pode ter um auditor fiscal do INPI infiltrado aqui, quem pode saber, assim todo cuidado é pouco, quando se exprime algo com escritos ou palavras, tem que ser medido antes por que depois que veiculou na internet alguém grava e usa como prova da difamação de sua marca, é um prato cheio para alguém ganhar uma boa grana, hoje.



  5. Paulo, tu sabes que te respeito. Me permita utilizar o "tu" pois devemos estar na mesma faixa etária.

    As normas do Portal não permitem post que venham a envolver empresas quando há rupturas nas relações comerciais entre as partes. Porque isso? Porque fica muito difícil para qualquer um dos lados "provar isso ou aquilo".
    Tem um site que foi feito exatamente para isso. O reclameaqui.com.br.
    Se é correto ou não expor relações comerciais, cabe a justiça decidir. Mas a realidade é que este site existe a tempos e até hoje não houve quem contestasse.
    Mas ele foi criado com este objetivo.
    Já o Portal Underlinux tem outro objetivo que não o debate comercial. O debate aqui é técnico.

    Então quando se cita marcas a questão envolvida não é comercial mas sim desempenho.
    Se não pudermos comentar sobre estas questões então estaremos a um passo de um sistema social que ninguém quer, que é o da mordaça.
    Eu vejo as críticas como um instrumento de pressão para que os fabricantes se empenhem nas melhorias necessárias.
    E neste aspecto já que citaram a Intelbrás, vejo que seu "staff" se apresenta seguidamente nas redes e foruns para ajudar a dirimir conflitos técnicos. Isto é elogiável e saudável.

    Este posicionamento meu é pessoal e não representa o pensamento oficial do Portal. Se a administração e o corpo de moderadores achar que o tópico infringe o regulamento do Portal eles se pronunciarão.






Tópicos Similares

  1. Respostas: 10
    Último Post: 21-02-2017, 20:04
  2. O que preciso para montar um provedor via rádio
    Por FoxScreen no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 28
    Último Post: 16-12-2016, 10:19
  3. Respostas: 7
    Último Post: 13-11-2015, 15:41
  4. Respostas: 5
    Último Post: 01-07-2014, 08:03
  5. Respostas: 6
    Último Post: 02-05-2009, 16:47

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L