Página 2 de 4 PrimeiroPrimeiro 1234 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #21

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Isso, MAX TX em MCS13, mas automatic marcado então.

    Mas o principal é baixar o datarate Nos clientes. Coloca os Airgrid em MCS3 (Equivale a um MCS10, só muda o numero de chains), e o que for MIMO coloca em MCS10.

  2. #22

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Valeu amigos. Procedendo com as mudanças. Devo alterar as grids e Nanos ? Deixo no auto tb no cliente ubnt? Na sxt deixo marcado MCS 10 No HT supported e Basic como na imagem?
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         SXT.png
Visualizações:	233
Tamanho: 	125,7 KB
ID:      	58604



  3. #23

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Na configuração de MCS13 e auto marcado na rocket, as SXTs ficaram com RX de 6Mbps. Todas elas. Desmarca o auto as grids não conectam.

  4. #24

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    O RX é meio irrelevante, 6M é o menor datarate em 802.11A então está caindo nisso (O modo no SXT não está em N-only?), é normal dar isso quando não tem tráfego (Hora que der trafego deve ir pra MCS10).

    "O que importa" é não ter RX grande tipo 65M ou 130M, poderia até usar MCS0 nos Airgrid e MCS8 nos SXT que não faria tanta diferença, esses datarates tem throughput de 4 e 8Mbps respectivamente, e você deve vender upload de no máximo 1Mbps, então ainda tem banda sobrando pro upload.



  5. #25

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    @rubem, aproveitando seu gancho e sua explicação, tenho um PTP de 600 metros com um par de SXT AC

    Frequência usada: 5290 (a única livre aqui)
    Canal: 20mhz
    Wireless Protocol: NV2

    Na aba DATA RATES eu coloquei em "configured" e habilitei em SUPPORTED RATES A/G marquei a opção 6mbps
    Na aba HT, marquei todos os Chains e em AMPDU Priorities apenas o 0 (zero).

    Na aba HT MCS em HT Supported MCS estão marcados os MCS de 8 até 23

    Em HT Basic MCS marquei apenas o MCS 8

    Potencia: 8dmb
    Nivel de sinal: -52/-53
    SNR: 51db

    Neste PTP eu preciso REALMENTE do MÁXIMO de banda que puder e mais um pouquinho. Esta configuração é a ideal ou você poderia me sugerir algo ?

  6. #26

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Caro Rubem, agradeço imensamente pelas palavras coerentes e paciência.

    Respondendo a suas perguntas, quando falo RX 6M, é o RX na antena cliente equivalente ao TX no AP. As SXTs estão todas em N-only. Esperei alguns cliente trafegarem e atingirem o máximo do plano e o 6MB ficou inabalável. O que eu fiz para teste é deixar o AP em MCS5 sem deixar o auto marcado. Também alterei as configurações de todos os clientes Nano e Airgrid para respectivamente MCS10 e MCS3 como você sugeriu. Tirem um print de como ficou os cliente na torre e as configurações que ficaram o AP e os clientes para que você analise e faça suas valiosas considerações apontando o que pode ser melhorado. Pois vc disse para que eu trabalhasse em MCS13 Auto no AP (Sensibilidade -90) e eu deixei MCS5 sem auto (Sensibilidade -83) por conta do RX de 6 MB dos clientes. Queria tentar corrigir isso. Segue imagens (Cliente A = SXT e AB = NANO/AIRGRID):
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Airgrid Config.png
Visualizações:	360
Tamanho: 	323,7 KB
ID:      	58608Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         AP Config.png
Visualizações:	237
Tamanho: 	161,0 KB
ID:      	58609Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Clientes.png
Visualizações:	346
Tamanho: 	212,3 KB
ID:      	58610Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         NanoL Config.png
Visualizações:	214
Tamanho: 	277,1 KB
ID:      	58611Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         SXT Config 1.png
Visualizações:	310
Tamanho: 	157,6 KB
ID:      	58612Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         SXT Config 2.png
Visualizações:	204
Tamanho: 	151,1 KB
ID:      	58613Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         SXT Config 3.png
Visualizações:	180
Tamanho: 	150,5 KB
ID:      	58614Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         SXT Config 4.png
Visualizações:	215
Tamanho: 	157,9 KB
ID:      	58615



  7. #27

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Citação Postado originalmente por Zucchi Ver Post
    @rubem, aproveitando seu gancho e sua explicação, tenho um PTP de 600 metros com um par de SXT AC

    Frequência usada: 5290 (a única livre aqui)
    Canal: 20mhz
    Wireless Protocol: NV2

    Na aba DATA RATES eu coloquei em "configured" e habilitei em SUPPORTED RATES A/G marquei a opção 6mbps
    Na aba HT, marquei todos os Chains e em AMPDU Priorities apenas o 0 (zero).

    Na aba HT MCS em HT Supported MCS estão marcados os MCS de 8 até 23

    Em HT Basic MCS marquei apenas o MCS 8

    Potencia: 8dmb
    Nivel de sinal: -52/-53
    SNR: 51db

    Neste PTP eu preciso REALMENTE do MÁXIMO de banda que puder e mais um pouquinho. Esta configuração é a ideal ou você poderia me sugerir algo ?


    Eu marcaria não 6M mas sim 54M na aba datarates.

    Quanto a marcas os HT MCS até 23, não faz nenhum efeito marcar 16 a 23, já que eles são rates de sistema com 3 chains.
    (0 a 7 é de 1 chain, 8 a 15 de 2 chains, e 16 a 23 de 3 chains)

    Então se tem antena de dupla polarização marque apenas 8 a 15. Mas se quer velocidade maxima marque apenas MCS14 e 15 mesmo. -52 é sinal suficiente pra MCS14.
    (E na parte Basic MCS marque 14 e 15 também)

    Pra usar MCS15 tente conseguir sinal -50, teria que subir a potencia um pouco, 10dBm é 2dBm acima dos 8 atuais, então deve subir o sinal de -52 pra -50dBm.

    Eu particularmente marco somente 1 (um) HT MCS, só o que eu quero, trabalhando com sinal 20-25dB acima da sensibilidade se um dia algo aparecer na frente e o sinal cair, digamos cair 10dBm, ainda conseguirei acessar pra marcar um datarate mais baixo pra quebrar o galho enquanto não subo a antena. Esse negócio de marcar datarate baixo "por precaução" não tem utilidade em PTP, se o trafego normal é digamos 60Mbps, marcar um MCS8 vai limitar ele a uns 6Mbps, vai gerar uma rede lixo igual ter um MCS15 com sinal apenas 10dB acima da sensibilidade (Ou seja, se o sinal cair por alguma coisa na frente sua rede VAI ficar ruim, marcando mais datarates ou não).


    (Porque as SXT AC mostram 3 chains se na verdade só tem 2? Porque o chipset é comum as RB's 91x e 92x com 3 chains, eles preferiram deixar o RouterOS reconhecer os 3 chains dos SXT (Que não tem 3 etapas de RF) do que correr o risco de não reconhecer um dos 3 chains numa RB922 (Das AC que tem 3 etapas de RF). Então marque apenas os chains 0 e 1, porque SXT não tem 3 antenas)

    Testar marcar todos os AMPDU, em distancia pequena deve fazer diferença.
    E testa ack-timeout fixo e levemente maior nos 2 lados, pra 600m eu diria pra testar 30us.

  8. #28

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Acabei de ver aqui. Ficou perfeito durante uma hr e meia e voltou a desconectar todos. A diferença é que o CCQ das SXTs não saiu de 100% e os das UBNT desandaram todos...



  9. #29

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Citação Postado originalmente por pablozac Ver Post
    Caro Rubem, agradeço imensamente pelas palavras coerentes e paciência.

    Respondendo a suas perguntas, quando falo RX 6M, é o RX na antena cliente equivalente ao TX no AP. As SXTs estão todas em N-only. Esperei alguns cliente trafegarem e atingirem o máximo do plano e o 6MB ficou inabalável. O que eu fiz para teste é deixar o AP em MCS5 sem deixar o auto marcado. Também alterei as configurações de todos os clientes Nano e Airgrid para respectivamente MCS10 e MCS3 como você sugeriu. Tirem um print de como ficou os cliente na torre e as configurações que ficaram o AP e os clientes para que você analise e faça suas valiosas considerações apontando o que pode ser melhorado. Pois vc disse para que eu trabalhasse em MCS13 Auto no AP (Sensibilidade -90) e eu deixei MCS5 sem auto (Sensibilidade -83) por conta do RX de 6 MB dos clientes. Queria tentar corrigir isso. Segue imagens (Cliente A = SXT e AB = NANO/AIRGRID):
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Airgrid Config.png
Visualizações:	360
Tamanho: 	323,7 KB
ID:      	58608Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         AP Config.png
Visualizações:	237
Tamanho: 	161,0 KB
ID:      	58609Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Clientes.png
Visualizações:	346
Tamanho: 	212,3 KB
ID:      	58610Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         NanoL Config.png
Visualizações:	214
Tamanho: 	277,1 KB
ID:      	58611Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         SXT Config 1.png
Visualizações:	310
Tamanho: 	157,6 KB
ID:      	58612Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         SXT Config 2.png
Visualizações:	204
Tamanho: 	151,1 KB
ID:      	58613Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         SXT Config 3.png
Visualizações:	180
Tamanho: 	150,5 KB
ID:      	58614Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         SXT Config 4.png
Visualizações:	215
Tamanho: 	157,9 KB
ID:      	58615

    É muito dado pra ver, calma aí.

    Bom, coloque todos os UBNT não como 20/40MHz, mas sim apenas 20MHz.
    Não tem como colocar o modo de operação em somente N ?? (Está em A/N, por isso tem RX de 48 e 54M, isso são clientes conectados em 802.11A)

    Quanto ao Rocket M5, ele não está ligado numa antena de dupla polarização? Se sim, coloque em MCS13 mas marque a caixa "automatic" do lado. Se está com antena de polarização simples pode ser esse MCS5 atual.

    Nos Airgrid marque desmarque a caixa "auto adjust to EIRP limit", com ela ativa o Airgrid vai sempre transmitir na potencia maxima já que o ganho da antena está em branco (Aí ele entende que tem antena de 3dBi, e tenta chegar sempre no limite EIRP de 27dBm pra essa frequencia).

    Alias, em todos os UBNT desmarque o "auto adjust to EIRP limit", senão todos vão gritar na potencia maxima.

    Teste marcar o datarate module nos UBNT em Alternative.

    Nos SXT também marque canal apenas de 20MHz, e não 20/40 como está hoje. Neles tem que marcar Basic rates A/G igual os suported rates, eu marco apenas 54M (Como é alto ele nunca usa). Ative o DFS mode nos SXT, a faixa dos 5,3 a 5,6GHz precisa DFS por lei.
    (E 5,1 a 5,2GHz nem devia ter usado por provedor)

    Agora essa parte de ficar 90% com todos com CCQ em 100%, e do nada cair, pode ser excesso de cliente nos Rockets, alguém acessa com CCQ baixo, gera reenvio de pacotes demais, e isso zoneia todo o resto da rede.
    Pra evitar isso dá pra testar 2 coisa:
    1 - Aumentar o ack-timeout dos clientes (Não nos Rocket como AP, esse deixa automatico) pra um valor acima do real, se no modo auto está em 30uS marque 35, se em modo auto está em 42 marque manualmente 48us, sempre desmarcando a caixa automatic do lado
    2 - Na mesma aba Advanced dos UBNT ativa o RTS Threshold e marque um valor baixo tipo 512. Isso vai obrigar o cliente a "perguntar" antes de enviar (Request To Send) se o pacote for maior que 512 bytes. Pacote menor ele vai enviar sem perguntar. O fragmentation threeshold logo abaixo pode testar, mas um marcaria 1550 ou mais pra testar, quando testei valores menores coisa tipo MSN perdia conexão toda hora (Não sei se os messengers hoje teriam esse problema).

    O ack-timeout maior que o real eu usaria de qualquer forma. O RTS threshold só teria que testar pra definir se há melhora na SUA rede com ele e com quais valores (512, 1200, 1400, 2000...), e o Frag. threshold duvido que faça muito efeito positivo com tanto cliente conectado.

    Eu sempre usei MK como AP, adoooooro o cartão R52HN pra isso, marco HT MCS em MCS3 e MCS12, desse modo clientes single-polarization recebem em MCS3, e os com CPE de dupla polarização MCS12. UBNT infezlimente te obriga a usar OU um range enorme de datarates ou apenas 1 (um) datarate, por isso digo que é firmware pra senhorinha, muito simplificado.

  10. #30

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Muito Obrigado Rubem

    Na Rocket
    não está dando a possibilidade de alterar A/N para N. Coloquei MCS13 as SXTs estão conectando só a 6MB de download
    Experimentei marcar Basic rates A/G igual os suported rates em 2 sxt que após o procedimento não voltaram a se conectar. Lembrando que estão setadas em MCS10.
    Preciso conseguir que as SXTs se conectem acima do througput de download de 6 MB com a Rocket em MCS13 auto. Se eu coloco MCS13 sem auto elas conectam a 52Mb porem as Grids não se conectam. Se eu Marco o auto as grids se conectam e as SXTs ficam com 6Mb. Fujo de um e caio no outro. Tenho 50 clientes simultâneos nessa rocket.



  11. #31

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    O ruim da ubnt e que ela e muito travado nas configurações, ve se a possibilidade de vc deixar uma celula com rb912 e comparar o desempenho, e rb tem mais ajustes finos

  12. #32

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Bem vindo ao maldito mundo do idiota modo A/N, que mistura 802.11A, uma velharia péssima de 1999, com 802.11N, de 2009. A UBNT te obriga a usar 2 modos de eras tão diferentes, mania de quem quer simplificar, mas acaba atrapalhando.

    O pouco que dá pra fazer é na aba advanced desmarcar a opção Multicast Data, ela separa os clientes e manda pacotes pros registrados em datarates maiores, em teoria o melhor desempenho é com isso habilitado, mas... misturando marcas e com esses noobs modos automaticos que a UBNT usa as vezes o desempenho muda ao contrário da teoria.

    Os SXT mesmo em modo N-only conectam em 6M, que é um datarate de 802.11A? É lindo isso. E acredite, é culpa de UBNT. Sempre faço mais PTP's, quando coloco UBNT e MK acontece isso de variar por datarates de modo A (6, 12, 18, 24, 36, 48 e 54M), enquanto MK+MK, ou MK+Intelbras, ou MK+Engenius não cria isso, se seto somente N eles usam somente N.

    Realmente não tenho solução pra esse caso, se com o Rocket fixo em MCS5 o RX nos SXT ainda é 6M (De 802.11A) aí já foge da lógica e da teoria que conheço, e até onde eu tenha testado isso é culpa dessa opção travada nos UBNT em modo A/N.
    (Eu já ví essa opção liberada, já coloquei em N, mas não lembro se era versão de firmware ou alguma linha específica tipo unifi e cia)



  13. #33

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Caro Rubem, foi de grande valia seu conhecimento a respeito do assunto. Desisti de fazer funcionar por ter esbarrado em 2 obstáculos. O primeiro você já disse acima. Ubnt como AP é uma negação devido ao firmware travado. O segundo foi a impaciência dos clientes que com razão estão xingando minha mãe e outros entes queridos. Das outras vezes que passei por este problema, nem fui tão longe na tentativa de solução. Simplesmente acrescentei um AP MK e migrei as SXTs pra ele. Simples assim. Agora abusando da sua boa vontade. Dessa vez quero fazer diferente e romper as amarras da escravidão da UBNT, já que tenho mais de 50% de clientes sendo atendidos pela marca. Lembrando que esse POP tem 50 clientes simultâneos hoje, e sempre cresce um aqui e outro ali, o que você faria no meu lugar?

    1 - Acrescentaria um MK (Estou pensando em SXT SA) e viraria os cliente para ele ou
    2 - Substituiria a Rocket pelo MK e tentaria solucionar de maneira inversa: AP MK e Clientes SXT X NANO X GRID

    Lembrando que a primeira opção e solução certa e a segunda duvidosa...

    PS. Já voltei as configurações do AP e clientes todas para o que estava, e na minha opinião, depois das configurações que você me passou aplicadas, não eram os clientes SXT que estavam atrapalhando e sim os UBNT.

    Grande Abraço Rubem !!!

  14. #34

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Eu só uso AP se for MK, então sou suspeito pra falar.

    Com MK como AP coloquei tudo que puder imaginar em cliente, Krazer, APRouter, Abocom, GTS, Smartlan, Oiwtech, Elsys, Engenius, TPlink, Intelbras, Ubnt, isso falando em 5GHz N (De 802.11a lembro de Edimax, Kozumi, Firemax e Eternatec). Dá problema? Dá, por exemplo quem tinha APRouter, o desempenho era ruim, mas o desempenho só desse cliente era meia-boca, não afetava o resto, se manter o TX rate dos clientes baixos, e o ack-time deles meio alto eles não vão tomar muito tempo da torre, um cliente ruim não afetará muito a qualidade do resto. Mas SXT, Airgrid e NS não tem nada de ruim pra trabalharem juntos.

    Com MK como AP, e UBNT nos clientes, ocorreria isso dos UBNT transmitirem pro MK em 6M, mas... isso vai afetar apenas o upload, e datarate de 6M é suficiente pra mais de 3Mbps de trafego real (Mas na prática hora que tiver tráfego deve ir pro Max TX Rate setado, deve ficar em 6M só quando não tem trafego. Com MK como AP é isso que ocorre).

    MK pra mim nasceu pra ser AP em provedor, é tudo perfeito pra esse uso. Outros roteadores tem isso de somente um TX rate (Ou 1 ou todos, você não tem muita escolha) fora outras bobeirinhas.

    Não lembro de nenhum problema grave usando MK como AP e UBNT nos clientes.
    Alias, a UBNT demorou pra lançar os Rocket, antes dos Rocket ela só tinha equipto pra cliente, tipo Bullet e NS. Eu conheci UBNT como equipto pra cliente e ainda não consigo aceitar bem UBNT como AP (Em PTP vai, mas só graças a Airmax, idem pra iPoll, esses modos TDMA que dão algum motivo pra comprar equipto tão caro).



  15. #35

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Rubem meu amigo, não fuja há responsabilidade de mentor... Hehehe... Se fosse contigo o que faria? Acrescentaria um novo Ap mikrotik ou substituiria o atual por mk. Lembrando que já estamos com 50 clientes nesse ap...

  16. #36

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Eu acrescentaria se tivesse espaço, porque em teoria o numero de clientes sempre aumenta e sempre precisamos mais AP's.



  17. #37

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Muito obrigado rubem. Vou fazer isso...

  18. #38

    Padrão

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Eu marcaria não 6M mas sim 54M na aba datarates.

    Quanto a marcas os HT MCS até 23, não faz nenhum efeito marcar 16 a 23, já que eles são rates de sistema com 3 chains.
    (0 a 7 é de 1 chain, 8 a 15 de 2 chains, e 16 a 23 de 3 chains)

    Então se tem antena de dupla polarização marque apenas 8 a 15. Mas se quer velocidade maxima marque apenas MCS14 e 15 mesmo. -52 é sinal suficiente pra MCS14.
    (E na parte Basic MCS marque 14 e 15 também)

    Pra usar MCS15 tente conseguir sinal -50, teria que subir a potencia um pouco, 10dBm é 2dBm acima dos 8 atuais, então deve subir o sinal de -52 pra -50dBm.

    Eu particularmente marco somente 1 (um) HT MCS, só o que eu quero, trabalhando com sinal 20-25dB acima da sensibilidade se um dia algo aparecer na frente e o sinal cair, digamos cair 10dBm, ainda conseguirei acessar pra marcar um datarate mais baixo pra quebrar o galho enquanto não subo a antena. Esse negócio de marcar datarate baixo "por precaução" não tem utilidade em PTP, se o trafego normal é digamos 60Mbps, marcar um MCS8 vai limitar ele a uns 6Mbps, vai gerar uma rede lixo igual ter um MCS15 com sinal apenas 10dB acima da sensibilidade (Ou seja, se o sinal cair por alguma coisa na frente sua rede VAI ficar ruim, marcando mais datarates ou não).


    (Porque as SXT AC mostram 3 chains se na verdade só tem 2? Porque o chipset é comum as RB's 91x e 92x com 3 chains, eles preferiram deixar o RouterOS reconhecer os 3 chains dos SXT (Que não tem 3 etapas de RF) do que correr o risco de não reconhecer um dos 3 chains numa RB922 (Das AC que tem 3 etapas de RF). Então marque apenas os chains 0 e 1, porque SXT não tem 3 antenas)

    Testar marcar todos os AMPDU, em distancia pequena deve fazer diferença.
    E testa ack-timeout fixo e levemente maior nos 2 lados, pra 600m eu diria pra testar 30us.
    Rubem, primeiramente algo além do meu muito obrigado !!!

    É o seguinte, fiz as alterações que você cita e entendi a explicação sobre os MCS.

    Com potencia em 10dbm o nível de sinal ficou em -51/-51, logo, coloquei 1dbm a mais e fez com que o enlace fosse fechado a -49/-50 tudo bem?

    Lá na aba DATA RATES em Supported Data Rates A/G, só deixei marcado o 54mbps.

    Na aba HT, deixei marcado todos os AMPDU Priorities, alias, para que propriamente serve esta função?

    Na aba HT MCS em:

    HT Supported MCS deixei marcado 14 e 15 (sim, você disse para deixar apenas um deles mas por questão psicologica deixei os dois assim por 24 horas para ver como o enlace se comportaria).

    HT Basic MCS deixei marcado também o 14 e o 15. Faz-se necessário?

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Signal.JPG
Visualizações:	188
Tamanho: 	170,9 KB
ID:      	58625

    Quanto ao ACK, onde fica esta config?



  19. #39

    Padrão

    Citação Postado originalmente por pablozac Ver Post

    1 - Acrescentaria um MK (Estou pensando em SXT SA) e viraria os cliente para ele ou
    2 - Substituiria a Rocket pelo MK e tentaria solucionar de maneira inversa: AP MK e Clientes SXT X NANO X GRID
    Pablo, seus planos são de qts MB?

    Sei que a pergunta foi para o Rubem mas vou dar pitaco rs.

    Cambium. ePMP com GPS como AP e ePMP 1000 nos clientes. Até 120 clientes por setor com sincronização por GPS.
    Nunca mais você vai ter sofrimento na vida e pode oferecer planos BEM maiores.

    Sim é mais caro. Mas se vc está crescendo, se sua celula está crescendo... profissionalize-se.

  20. #40

    Padrão Re: AP Ubiquiti x Cliente Mikrotik = Sofrimento de mais de 1 ano

    Caro @Zucchi,

    Muito obrigado pela dica, quando eu crescer talvez consiga padronizar dessa forma. Hehehe. Talvez o investimento correto daqui pra frente seja a Fibra...