+ Responder ao Tópico



  1. Hoje você planeja ter 20 clientes, mas por mais baixo que a renda seja rapidamente dobra correndo o risco de 2,4 não dar conta. Os preços em 5.8 não são tão caros, melhor reservar os 2.4 para clientes e dispositivos móveis. Antena, equipamento é suspeito dizer, por que depende muito da torre( triangular, quadrada; montagem no canto, centro, topo etc). À priori tipo nano ou cpe é o mais indicado.

  2. Muito obrigado pelas respostas.
    estou pensando em colocar uma RB 750GL para receber o link e autenticar Hotspot
    a nanostation m2 para servir de ap
    e essa antena aqui para os clientes se conectarem na nanostation.
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         antena grade 2.4.jpg
Visualizações:	553
Tamanho: 	94,1 KB
ID:      	59182

    o que acham ?



  3. Mas vai comprar antenas de grade novas em 2015? Deve ter 1 milhão de usadas a venda no brasil.
    Se já tem elas, então use mesmo.

    Mas vai usar que radio nessas antenas? Se for usar roteador de mesa lembra que eles tem potencia bem baixa e sensibilidade ruim pra caramba, usando uma CPE qualquer como AP talvez o AP use digamos 12M em G, mas o roteador do cliente responda com potencia de 8 ou 10dBm com datarate de 54M, alguns fazem isso. Já quando você usa MK ou UBNT como AP o normal é o roteador do cliente responder no datarate do AP, ou seja, os mesmos 12M (Que tem mais potencia, tipo 14 ou 15dBm, e é um datarate que o AP tem sensibilidade uns 10-20dBm maior).

    Se vai usar roteador de mesa, mais um "ponto" pra usar 802.11b: O maior datarate de B é 11M, nesse datarate os radios tem a maior sensibilidade e a maior potencia.
    Quando falo "maior potencia" não é 27dBm como UBNT tem em B, é míseros 15 ou 18dBm, enquanto em G no datarate de 54M a maioria dos radios tem potencia tipo 11 ou 12dBm, isso é uma diferença de apenas 6dBm na potencia, e só 6dBm de margem já é suficiente pra B ter CCQ quase bom, mas a maior diferença é que a sensibilidade em 11M deve estar na casa dos -85dBm, e em 54M deve estar nuns -65dBm, isso aumenta a diferença de MARGEM pra 26dBm. Ou seja, onde 54M pode nem conectar, 11M não só conecta como fica com CCQ perto de 100%.

    (Quando fala em baixo custo penso em roteador de mesa de R$ 70, não tem nada de "baixo custo" em usar algo tipo Bullet ou WA5210g em cliente. Radinho barato tem potencia pra lá de baixa em altos datarares, e conforme a configuração da torre eles USAM altos datarates (Usando MK (Nada automático) geralmente usam o datarate da torre))

    O pouco que tem pra configurar manualmente nos clientes é ack-timeout, algo tipo 60us em área sem zona de fresnel limpa com cliente até 1Km tá bom.

    Pelo preço dos bons roteadores N 2,4GHz acho que pro futuro é melhor colocar um omnitik ou SXT SA5 em cima e ir colocando os clientes que quiserem mais banda (1Mbps já compensa), porque com roteador de mesa N você vai ficar preso em MCS3 ou MCS4, que dariam 10-15Mbps com alcance tipo 4Km, mas o problema é zona de fresnel, em 2,4GHz ela é grande e a maioria dos clientes não terá ela limpa (Em periferia o que mais tem é casa baixa e arvore alta), uma duzia de clientes de 1Mbps conectados num NS em MCS3 só ficará usavel se todos tiverem visada muito boa, senão sei lá se trafegará mais que uns 500Kbps por cliente (Se todos tiverem digamos só 50% da zona de fresnel limpa).

    CPE de 200 gramas é fácil colocar em mastro de 4m acima das casa, antena de grade também não é difícil, mas em periferia não falta casa com telhado tão mal-feito que é capaz de derrubar a casa em um vendaval com uma antena grande em cima (Aqueles telhados que hora que você sobe de um lado ergue do outro, ou as casas de madeira que você apoia a escada de uma lado e o outro lado inclina uns 20cm até apoiar numa arvore). Não é difícil ter zona de fresnel limpa em 2,4GHz, mas segundo a lei de Murph os clientes com telhado alto não usarão internet, só os 20 com o telhado mais baixo é que vão querer, e os 4 com o telhado mais baixo de todos é que vão querer 5Mbps daqui uns meses.

  4. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Mas vai comprar antenas de grade novas em 2015? Deve ter 1 milhão de usadas a venda no brasil.
    Se já tem elas, então use mesmo.

    Mas vai usar que radio nessas antenas? Se for usar roteador de mesa lembra que eles tem potencia bem baixa e sensibilidade ruim pra caramba, usando uma CPE qualquer como AP talvez o AP use digamos 12M em G, mas o roteador do cliente responda com potencia de 8 ou 10dBm com datarate de 54M, alguns fazem isso. Já quando você usa MK ou UBNT como AP o normal é o roteador do cliente responder no datarate do AP, ou seja, os mesmos 12M (Que tem mais potencia, tipo 14 ou 15dBm, e é um datarate que o AP tem sensibilidade uns 10-20dBm maior).

    Se vai usar roteador de mesa, mais um "ponto" pra usar 802.11b: O maior datarate de B é 11M, nesse datarate os radios tem a maior sensibilidade e a maior potencia.
    Quando falo "maior potencia" não é 27dBm como UBNT tem em B, é míseros 15 ou 18dBm, enquanto em G no datarate de 54M a maioria dos radios tem potencia tipo 11 ou 12dBm, isso é uma diferença de apenas 6dBm na potencia, e só 6dBm de margem já é suficiente pra B ter CCQ quase bom, mas a maior diferença é que a sensibilidade em 11M deve estar na casa dos -85dBm, e em 54M deve estar nuns -65dBm, isso aumenta a diferença de MARGEM pra 26dBm. Ou seja, onde 54M pode nem conectar, 11M não só conecta como fica com CCQ perto de 100%.

    (Quando fala em baixo custo penso em roteador de mesa de R$ 70, não tem nada de "baixo custo" em usar algo tipo Bullet ou WA5210g em cliente. Radinho barato tem potencia pra lá de baixa em altos datarares, e conforme a configuração da torre eles USAM altos datarates (Usando MK (Nada automático) geralmente usam o datarate da torre))

    O pouco que tem pra configurar manualmente nos clientes é ack-timeout, algo tipo 60us em área sem zona de fresnel limpa com cliente até 1Km tá bom.

    Pelo preço dos bons roteadores N 2,4GHz acho que pro futuro é melhor colocar um omnitik ou SXT SA5 em cima e ir colocando os clientes que quiserem mais banda (1Mbps já compensa), porque com roteador de mesa N você vai ficar preso em MCS3 ou MCS4, que dariam 10-15Mbps com alcance tipo 4Km, mas o problema é zona de fresnel, em 2,4GHz ela é grande e a maioria dos clientes não terá ela limpa (Em periferia o que mais tem é casa baixa e arvore alta), uma duzia de clientes de 1Mbps conectados num NS em MCS3 só ficará usavel se todos tiverem visada muito boa, senão sei lá se trafegará mais que uns 500Kbps por cliente (Se todos tiverem digamos só 50% da zona de fresnel limpa).

    CPE de 200 gramas é fácil colocar em mastro de 4m acima das casa, antena de grade também não é difícil, mas em periferia não falta casa com telhado tão mal-feito que é capaz de derrubar a casa em um vendaval com uma antena grande em cima (Aqueles telhados que hora que você sobe de um lado ergue do outro, ou as casas de madeira que você apoia a escada de uma lado e o outro lado inclina uns 20cm até apoiar numa arvore). Não é difícil ter zona de fresnel limpa em 2,4GHz, mas segundo a lei de Murph os clientes com telhado alto não usarão internet, só os 20 com o telhado mais baixo é que vão querer, e os 4 com o telhado mais baixo de todos é que vão querer 5Mbps daqui uns meses.
    Rubem, você é realmente um "Mestre" kkk, muito obrigado pelas informações,
    então nesse caso, dando referencia aos equipamentos, o que você recomenda, incluindo RB, ap na torre, e conexão do cliente incluindo roteador de mesa ?

    muito obrigado pelas suas informações.



  5. Eu sou usuário de RB com cartão, em modo B dá pra conseguir muita coisa com velharia tipo EMP8602 ou R52H (Ou R52-350, mesma coisa), dá pra entregar 3Mbps pra 10 clientes com antena de grade e roteador de mesa.

    Se quer algo mais barato, realmente NS Loco M2 pode ser uma boa, o hardware é sem capacidade de processamento mas modo B não requer muita coisa (Muuuuuito gatonet usa PCBA com algo muuuuuuito mais pobre tipo RTL8186, é 10 anos mais velho que o AR7240 dos NS Loco M2).

    Uma CPE boa que permitiria eventual migração pra 802.11n no futuro é o NS M2 (Não Loco). Mas é caro.

    Ai o que me vem a mente é: Groove A52HPN, pode ser usado hoje em 2,4GHz, em B ou N, ou no futuro em 5GHz.
    Pra começar com o Groove em 2,4GHz tem opções de antenas baratas pra setorial tipo:
    http://www.aquario.com.br/?action=produto&id=24
    Deve estar uns R$ 50 hoje. Foram muito usadas como setoriais (Aqui do lado de casa tem meia duzia, já tiveram 20-30 clientes em cada), não são ótimas, mas pra modo B estão de bom tamanho.

    Bullet M2 não está muito mais barato que Groove level4, e Bullet M2 ia te atravancar a vida em 2,4GHz, enquanto Groove a52hpn pode ser usado em 5GHz no futuro (É só colocar uma setorial 5GHz de R$ 200 de 120°).

    Nos clientes os radios mais em conta que conheço são TP-Link, Gothan, C3Tech, e Aquario.
    Coisa tipo isso:
    http://produto.mercadolivre.com.br/M...120-gothan-_JM

    Isso em B tem mal e mal 15dBm de potencia, mas com antena de grade de 20dBi, já descontando 5dBi de perda em 10m de cabo, dá 30dBm EIRP, que é suficiente pra ter sinal tipo -60dBm a 1Km, com sinal desse dá pra ter 100% de CCQ em 11M em B, 18M em G, ou 26M em N.

    Se colocar nos clientes apenas roteadores novos (Se for comprar agora), pode usar modo N, usando MCS2 ou MCS3 na torre.

    Tem roteador TP-Link que no firmware original não tem modo cliente, mas pessoal usa eles trocando o firmware, é o caso do TL-WR741ND (Ou é o 740? Tô por fora, eu sempre usava o 743, que tem modo cliente de fábrica).

    O TP-Link 701nd acaba sendo melhor, já que vem de fábrica com modo cliente, tem a mesma potencia ridícula tipo 15dBm, e custa o mesmo que 740 ou 741 (A vantagem é que eles vem com adaptador POE se quiser usar, e aceitam alimentação via POE, pode colocar em caixa hermética ao lado da antena, ou colocar algo tipo 5m de cabo RGC58 até ele no forro da casa, e depois 10m de cabo POE, onde precisa antena longe de tomada eu uso isso, sempre use o 743 por isso, POE nativo e vem com adaptador, não precisa gastar mais R$ 15 numa fonte POE).


    Os Aquario APR-2411 acho que sairam do mercado, em B tinha 20dBm. Em G ou N só uns 15 ou 16dBm. Cuida que os APR-2410 até tem modo cliente, mas a antena não é removível (Teria que fazer gambiarra pra plugar antena externa, a diferença de preço não compensa a mão de obra).

    Os Intelbras Win240 tem potencia bem alta em B (Mas em G e N denovo menos de 18dBm), mas estão uns R$ 140, não compensa, junta mais R$ 40 e compra uma CPE 2,4GHz logo (WOG212 ou TPLink WA5210ag). O Intelbras WRN150 não tem modo cliente e a antena é fixa, esse só serve como AP pra cliente que quer wifi dentro de casa (E pra isso ele é muito bom, configura também em modo B pra ver se não alcance vizinho a 30m. As vezes é bom nem usar eles assim configurados, deixar em G a 48M pra não ter tanto alcance).

    Os C3Tech R2000n não são baratos, R$ 80 ou mais, e não tem nada de fantástico pra justificar o preço, não acho eles uma opção muito boa, fora que eles não tem modo cliente, mas sim bridge (Ou seja, teria que autenticar no pc, o que mata a utilidade de um roteador. A função do roteador é ELE autenticar na sua torre, entregando pro cliente internet livre de necessidade de autenticar).

    Alias, estou ignorando outros roteadores que tem modo bridge em cliente, acho isso uma besteira, se está obrigando o cliente a colocar roteador, coloque o roteador autenticando, aí o cliente poderá plugar nesse roteador qualquer notebook de visitante sem precisar configurar nada.

    Os OIWTech APGN tem quase 20dBm em B, mas só 15dBm em G ou N, também são "comuns" então também não vejo porque pagar quase R$ 100 neles (Afinal essa é a potencia dos Gothan de R$ 70).

    E não lembro de mais nenhum AP abaixo de R$ 100 (Exceto usados).

    Acho que não compensa comprar caixa hermética de R$ 20 pra colocar eles do lado da antena, melhor usar cabo RGC58 mesmo, a perda em 2,4GHz pode chegar a 1dBm por metro, em 8m então 8dBm, mas com grande de 20 ou 25dBi você ainda assim teria potencia EIRP total de 30 a 35dBm, isso é suficiente pra conectar num AP com antena de 10 ou 12dBi a 1Km. O problema é cliente sem visada, B funciona sem visada mas o sinal cai, aí sim o cabo longo pode ser problema, 300m sem visada pode dar sinal tipo -90dBm no ar, com 25dBi da antena, mas com perda de 10dBi no cabo isso dá ganho de 15dBi no geral, e -90 + 15 = -75dBm, que sem visada gera CCQ de mal e mal 80%, aí é a situação que o CCQ ruim de um cliente atrapalha os outros clientes (Se for algo pobre tipo Bullet 2 atrapalha 10x mais, se for em omni atrapalha 20x mais, e por aí vai).

    Então te recomendo qualquer antena mas tem que ser ALTA, faça dar visada a qualquer custo, um mastro de 4m acima de um telhado custa aqui no interior R$ 20 (Tubo 1" e arame pra estaiar), isso é muito mais eficiente que colocar a antena sem visada mas com caixa hermetica de R$ 20 pra colocar roteador do lado de antena (1m de cabo versus visada: Visada ganha).

    Se já tem grades velhas seu custo será cabos RGC58 pra subsituir eventuais cabos rachados, e R$ 70-80 por roteador. É um custo menor que CPE nova, que dá pra vender 1Mbps pra 20 clientes pagantes usando uma setorial em 802.11n isso dá, usei MCS3 durante um tempo e em teste de banda sempre conseguia 5 ou 6Mbps mesmo com mais 7 ou 8 conectados.

    Só tem que cuidar que o problema de grade e roteador barato é sinal baixo por culpa de falta de zona de fresnel, a perda de 10dBm em 10m de cabo não é NADA já que a antena tem 20 ou 25dBi (Isso dá ganho total de 10 a 15dBi), em 1Km o sinal em 2,4GHz cai apenas 101dBm, se a torre transmitir em 30dBm EIRP (18dBm no radio + 12dBi de antena) você tem 30 - 101 = -71dBm no ar, mais ganho de 10 a 15dBi você tem sinal de -71 + 10 = -61dBm com antena de 20dBi, ou -71 + 15 = -56dBm.
    O problema é que se tiver só 1m de zona de fresnel em 1Km o sinal não vai chegar em digamos -61dBm, vai chegar em -75dBm, que mal dá pra modo B ter CCQ de 100%. O problema não é nem distancia, nem perda em cabo, o problema de antena de grade sempre foi instalação porca, sem levar em conta a zona de fresnel.
    (Que em 1Km é menos de 6m, ou seja, fazer a linha de visada passar 3m acima dos obstaculos já tá bom. Aqui no interior todo mundo tem arvores então isso sempre foi inviável, mas pelo menos 2m acima dá, é só não ter medo de colocar antena alta. Instalador que tem hábito de colocar NS Loco M5 em tubo de apenas 1m, preso em apenas 1 parafuso em aba de casa, esse vai fazer instalações porcas em 2,4GHz, esse tem que voltar pra escola e aprender sobre zona de fresnel porque senão ele vai criar uma rede lixo sejá lá qual equipamento use)






Tópicos Similares

  1. Qual a melhor forma de dividir os links?
    Por leoneoliveira no fórum Redes
    Respostas: 1
    Último Post: 21-04-2010, 11:47
  2. Respostas: 6
    Último Post: 12-09-2007, 12:33
  3. Respostas: 1
    Último Post: 19-06-2007, 12:22
  4. Duvida sobre qual a melhor forma de atribuir ips aos clientes...
    Por cleciorodrigo no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 9
    Último Post: 29-04-2006, 10:32
  5. Qual a melhor forma de montar uma VPN ?
    Por Rurouni_Kenshin no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 8
    Último Post: 22-06-2004, 15:05

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L