Página 6 de 7 PrimeiroPrimeiro ... 234567 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por emilidani Ver Post
    Muito bom, no seu caso voce pode simplificar a sua implantação adotando duas estrategias basicas:

    1) Nao instale equipamento algum nos postes. Ulitiliza eles so para comportar o cabo de FO. Todos os equipamentos devrao ir pindurado no cabo mediante fixação na cordoalha deste. Isso vai evitar a Companhia eletrica implique com sua caxinha em um poste saturado de luminarias, fontes de TV a Cabo, "Loop de FO " da teles, etc.
    tambem vai permitir so apresentar o desenho da rota dos cabos com os esforços atuantes sem necessidade de representar os equipamentos.

    2) Pode evitar a assinatura de Eng no projeto de esforços. Utiliza seu representante tecnico (que pode ser Tecnologo). Acontece que normalmente quem faz o projeto é um engenheiro então nao compensa tirar a responsabilidade dele. Ele esta te cobrando e nao custa nada ele ser responsavel pelo serviço.

    O mais complicado e caro e voce conseguir as plantas com projeto da rede eletrica da companhia . Vai ter que plotar elas em papel para desenhar a rede sua e depois digitalizar novamente para entregar an companhia eletrica.

  2. @Pirigoso qual é o caminho das pedras na AES Sul? Pergunto porque estou planejando minha rede.



  3. Citação Postado originalmente por Jadir Ver Post
    @Pirigoso qual é o caminho das pedras na AES Sul? Pergunto porque estou planejando minha rede.
    nao tem misterio pega comprovante de sua licenca SCM junto com documentacao padrao e leva ali em São leopoldo

  4. Amigo,

    Este é o problema, a profissão de Técnico em eletrônica ou telecomunicações, denominados na Lei como "Técnico industrial", prevê as competências que o CONFEA através de resoluções proíbe, ou seja revoga uma Lei e isso obviamente não pode acontecer, motivo da justiça tê-los obrigado a revogar todas as resoluções que continham restrições na atuação dos técnicos industriais, e isso de fato foi realizado porém insuficiente para cessar as dificuldades impostas aos referidos profissionais.

    Já com relação ao Tecnólogo, independente da especialidade, não é ainda uma profissão regulamentada. Existe um projeto de Lei 2245/2007 em trâmite no congresso nacional para regulamentação da Lei que regerá a profissão dos tecnólogos. Você cita que esse profissional pode executar, supervisionar e dar manutenção adequada aos sistemas de sua especialidade (praticamente mesmas atribuições dos técnicos, exceto supervisão se não me engano), mas essas atribuições tem validade por força de resolução e não por força de Lei.

    Em ambos os casos, tanto os profissionais técnicos quanto os tecnólogos, são obrigados a se registrar em um conselho profissional, no caso em questão o CREA que possui várias regras restritivas a atuação em favorecimento aos engenheiros que podem tudo.

    Se os cursos técnicos e faculdades de tecnologia não ensinam matérias de propagação de ondas eletromagnéticas, nem cálculo de esforço estrutural (matéria de física, independente de especificar se é ou não para poste), concordo que esses profissionais realmente não podem assinar projetos, assim como sequer atuar profissionalmente porque não estudaram o básico das teorias.

    Sugiro que pesquise um pouco a respeito desse assunto, a Lei não é específica para técnicos agrícolas, e as atribuições específicas da resolução de acordo o currículo escolar é criado sabe por quem? Pelo conselho, pelo CONFEA, exceto as atribuições dos técnicos em edificações e eletrotécnicos que possuem na Lei um campo citando os limites de atuação dos mesmos em projetos. Os profissionais das demais áreas, incluindo os técnicos em eletrônica e telecomunicações que não são citados específicamente na Lei são PROIBIDOS de assinar projetos, segundo a resolução do CONFEA.

    Você acha mesmo que a Cia elétrica vai contra as resoluções do CONFEA? Obviamente que a resposta não será favorável, a não ser que eu entre com um processo contra essa mesma Cia elétrica obrigando a cumprir a Lei, certamente levaria anos... E sinceramente desconfio muito das "vantagens" em comprar essa briga...

    Citação Postado originalmente por emilidani Ver Post

    Estamos falando aqui de Tecnologo em Telecomunicações ou Eletronico. Elas nao tem no programa de estudos " Estudos das Catenarias em linha de transmissao" nem "Estudo da propagação de ondas Eletromagneticas em meios fisicos" sendo portanto negado assinar projetos que envolvem as situações de "Calculo de esforços nos postes" e "Calculo de cobertura de sistemas de emissao ondas eletromagneticas" , como exemplo.



  5. dmarcio diz "Os profissionais das demais áreas, incluindo os técnicos em eletrônica e telecomunicações que não são citados específicamente na Lei são PROIBIDOS de assinar projetos, segundo a resolução do CONFEA"









Tópicos Similares

  1. [Vídeo Novo] Erros que eu cometi no meu primeiro projeto FTTH
    Por Buenano no fórum Assuntos não relacionados
    Respostas: 0
    Último Post: 21-09-2016, 18:16
  2. Duvidas sobre projeto de fibra ftth
    Por Edstein03 no fórum Redes
    Respostas: 18
    Último Post: 29-08-2016, 20:41
  3. Respostas: 7
    Último Post: 12-10-2011, 17:54
  4. Projeto de Rede. Por favor Ajudem
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 16-12-2002, 14:27
  5. Projetos no Bugzilla
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 02-10-2002, 13:49

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L