+ Responder ao Tópico

  1. E se conseguir um inversor grid tie barato, e quiser usar sem um medidor bidirecional, diminuirá a conta de luz também.

    Digamos um painel 24V 260W, de dia vai ter coisa como geladeira ligada mesmo que ninguém fique em casa, reduzindo os 90W que ela gasta a cada meia hora já é alguma coisa. Leva 15 anos pro investimento se pagar, mas reduz a conta.

    Se for um comércio, com muito consumo de dia (Ou se sempre tiver alguém em casa), a economia será maior. Os inversores grid tie operam com tensão sempre um pouco maior que a da rede, de modo que o consumo saia primariamente deles e não da rede, então SE ele tiver energia, é dele que sairá tudo.

    Se não gostar do preço dos inversores grid tie, pode usar inversor comum pra alguns aparelhos.
    Aparelho tipo ventilador, lâmpadas, geladeira, podem ser desligados por uns segundos pra "trocar" da rede da rua pra rede de um inversor. No caso da geladeira, tem que ver a corrente de partida, o inversor precisa suportar isso (Fora o consumo real defasado consumo aparente, isso ferra com a vida dos inversores), mas que dá pra usar inversor comum, ligado direto em painel, isso dá, não fica caro igual inversor grid tie mas exige muito malabarismo pra ligar tudo, como em casa de ferreiro o espeto é de pau, acho que nem um eng. elétrico teria paciência pra fazer isso em casa.

    (Colocar uma bateria pequena pra durar poucas horas, não é uma boa, se ela for descarregada até o fim todo dia ela vai durar meio ano, teria que usar um enorme banco de capacitores, coisa muito grande e cara, realmente não tem nenhuma solução simples, ou usa grid tie ou parte logo de uma vez pra grandes baterias, não tem meio termo barato)

  2. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Alias, agora li o "subdimensionado" do ponto 2:

    Se colocar um painel de, digamos, 50W, sendo que o controlador de carga consumir 55W, vai depender da quantidade exata de sol pra definir quanto vai "sair" do painel e quanto vai sair da fonte paralela ao painel.

    O painel 50W, se tiver um consumo de 10W, vai ter tensão na casa dos 16V ou 17V, se paralelo a ele estiver uma fonte de 15V esse consumo sairá todo do painel.
    (E a fonte só vai gastar o que chamamos de corrente quiescente, só o que ela consome por "estar na tomada")

    Agora... se desse painel de 50W for consumido 35W, aí a tensão nele cai pra menos de 15V, aí alguma coisa passará a ser consumida da fonte em paralelo.

    Enfim, esse uso de fonte 24x7 na tomada, paralelo a um painel, não aproveita direito a captação do painel, acaba "economizando" pouca eletricidade.

    (Mas esse uso não tem a ver com inversão grid tie, os inversores grid tie aproveitam direitinho a energia dos paineis, por isso custam R$ 3 ou 4 mil, enquanto um inversor comum de mesma potência nem chega em R$ 500. O exemplo que dei acima é o que muito provedor usa, com painel e uma fonte chaveada ligados na entrada de um controlador solar, só haverá economia de eletricidade se desligar a fonte chaveada de dia)
    Obrigado pela atenção Rubens,

    O subdimensionamento era para uso em grid tie mesmo para abater na conta, mas já explicou que os medidores têm trava para impedir isso.

    Energia solar no Brasil acho que têm futuro, no mundo todo está caindo vertiginosamente os preço dos painéis e dos equipamentos. O que está atrapalhando é o dólar.

    Pesquisei sobre esses MPPT e vi que alguns são falsos MPPT, na verdade são PWM. Uma pesquisa na flytec (http://www.flytec.com.py/?inc=lista&b=mppt&tp=1) me leva a crer que os baratos são PWM como a maioria dos conversores, mas como em energia solar eficiência é tudo, um sistema MPPT puro têm maior rendimento.

    Sobre os Grid Tie, realmente tem que ser homologados (http://www.flytec.com.py/?inc=lista&c=01.111.) A vantagem é por conta da ausência do banco de baterias que além de caro tem uma vida útil de no máximo de 5 anos se bem dimensionado (Descarga até 11,4 V e carga em 14,4V um monte de compensações e ainda a incerteza de que terá energia pois pode haver muitos dias nublados que não levou em conta). Com o preço da energia hoje e com um sistema grid tie se paga em uns 3 anos e meio com o dólar atual (usando 14 painéis + inversor 3500W).



  3. Não vou por a mão no fogo por todo produto, mas comprei um MPPT barato no ebay nesse estilo e era MPPT:
    http://www.ebay.com/itm/10A-30A-MPPT...-/251882789781

    Usei umas 2 ou 3 vezes a versão PWM que externamente é igual:
    http://www.ebay.com/itm/CMTP02-12-24...-/271927038061

    (E a parte que eu queria ver é sobre essa equalização que ele promete no modelo PWM, ela até existe, mas não consegui entender QUANDO ele usa, não é sempre)


    Acho que muita gente acha que é fake porque vê os mesmos mosfets, mas... poxa, PWM faz parte do MPPT também, os mosfets estão lá do mesmo jeito, a diferença é quem controla eles, um CI específico pra MPPT. O sinal desse CI pros mosfets é em PWM do mesmo jeito (Mas em frequência muito mais alta que nos controladores PWM).

    O esquema seria:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         energies-08-06841-g009-1024.png
Visualizações:	79
Tamanho: 	93,7 KB
ID:      	62647

    ou
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         imad1.png
Visualizações:	59
Tamanho: 	8,4 KB
ID:      	62648

    Se pegar uma placa simples dá pra ver nitidamente a coisa:
    http://www.ebay.com/itm/5A-MPPT-Sola...-/201452617443

    2 diodos, 2 mosfets... pode parecer PWM, mas é só olhar no CI no canto inferior direito, é um CN3722, que é um CI específico pra MPPT:
    http://www.consonance-elec.com/pdf/d...DSE-CN3722.pdf
    (E olha que esse nem é pequeno. Pequeno mesmo são uns da ST e OnSemi, de 8 terminais)

    Hoje um controlador MPPT (O circuito integrado) custa o mesmo, ou quase, que um amplificador operacional pra um aparelho operar só com PWM, por isso tem controlador pra carga de lithium e cia com MPPT, é só usar CI dedicado, e cada mosfet dá conta de uns 2 a 4A (O de 20A que olhei tinha 6 mosfets, enquanto os PWM de 20A tem só 4).


    Dá pra dizer que o MPPT é um PWM de frequência muito mais alta, mas o tchã não é só esse, é ajustar pulso conforme tensão de entrada e de saída (No PWM geralmente só se lê a saída), que o circuito pode parecer isso pode, mas tem que olhar qual o circuito integrado usado. Em PWM pode ser usar uma porcaria dos anos 80, o TL494 (Comum em fonte ATX até uns 4 ou 5 anos atrás), ele é até maior (Mesmo na versão SMD) que qualquer controlador MPPT.


    Não dá pra por a mão no fogo por fabricante chines, mas que tem MPPT barato isso tem, os CI's dedicados pra isso são tão baratos quanto amplificadores operacionais pra PWM.

    Mas realmente eu é que não vou falar nunca algo tipo "Compra esse, que esse é MPPT". Eu compro muito do Ebay, e quase sempre produtos diferentes, pra ver se tem variação ou correção de problemas (Meu problema com PWM é o ruído na saída, ruído que não existe em MPPT, sempre espero um PWM com um filtro LC na saída, mas nunca vi), e com a tempo se vê coisa curiosa, o último que comprei foi desse:
    http://www.ebay.com/itm/20A-12V-24V-...-/161860634098
    E... notei que ele é igual um modelo mais antigo de apenas 10A.
    Pois é, vendido como 10A ele realmente aguentava o tranco até em painel de 150W, talvez mudaram algo na frequência do PWM mas sem mudar componentes, e por isso vendem como suportando 20A, quem comprar esperando suporte a 20A provavelmente vai se dar mal.

    (Mas isso ainda está muito bom! Lá por 1997 quando mexi com isso pela primeira vez eram controladores toscos com o TL494 ou coisa ainda mais velha, tinham ruído, tinham rendimento ruim, e pifavam fácil demais, hoje o pior controlador é muito melhor que aquilo)




    Ah, e sobre a captação em dias nublados, se você está perto do Paraguai não sei bem como é, mas mais pro norte ainda tem captação tipo 20 a 30% da capacidade do painel mesmo com chuva. Um nublado sem chuva ainda dá 40 ou até 50% mesmo! De modo que "sem energia" é praticamente impossível ficar. Tá certo que se for muito pro norte começa a ter chuva todo dia, e justo na hora que o sol estaria no angulo perfeito, mas isso reduz a captação nuns 10 a 20%, não deixa ninguém sem captação.

  4. Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Não vou por a mão no fogo por todo produto, mas comprei um MPPT barato no ebay nesse estilo e era MPPT:
    http://www.ebay.com/itm/10A-30A-MPPT...-/251882789781

    Usei umas 2 ou 3 vezes a versão PWM que externamente é igual:
    http://www.ebay.com/itm/CMTP02-12-24...-/271927038061

    (E a parte que eu queria ver é sobre essa equalização que ele promete no modelo PWM, ela até existe, mas não consegui entender QUANDO ele usa, não é sempre)


    Acho que muita gente acha que é fake porque vê os mesmos mosfets, mas... poxa, PWM faz parte do MPPT também, os mosfets estão lá do mesmo jeito, a diferença é quem controla eles, um CI específico pra MPPT. O sinal desse CI pros mosfets é em PWM do mesmo jeito (Mas em frequência muito mais alta que nos controladores PWM).

    O esquema seria:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         energies-08-06841-g009-1024.png
Visualizações:	79
Tamanho: 	93,7 KB
ID:      	62647

    ou
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         imad1.png
Visualizações:	59
Tamanho: 	8,4 KB
ID:      	62648

    Se pegar uma placa simples dá pra ver nitidamente a coisa:
    http://www.ebay.com/itm/5A-MPPT-Sola...-/201452617443

    2 diodos, 2 mosfets... pode parecer PWM, mas é só olhar no CI no canto inferior direito, é um CN3722, que é um CI específico pra MPPT:
    http://www.consonance-elec.com/pdf/d...DSE-CN3722.pdf
    (E olha que esse nem é pequeno. Pequeno mesmo são uns da ST e OnSemi, de 8 terminais)

    Hoje um controlador MPPT (O circuito integrado) custa o mesmo, ou quase, que um amplificador operacional pra um aparelho operar só com PWM, por isso tem controlador pra carga de lithium e cia com MPPT, é só usar CI dedicado, e cada mosfet dá conta de uns 2 a 4A (O de 20A que olhei tinha 6 mosfets, enquanto os PWM de 20A tem só 4).


    Dá pra dizer que o MPPT é um PWM de frequência muito mais alta, mas o tchã não é só esse, é ajustar pulso conforme tensão de entrada e de saída (No PWM geralmente só se lê a saída), que o circuito pode parecer isso pode, mas tem que olhar qual o circuito integrado usado. Em PWM pode ser usar uma porcaria dos anos 80, o TL494 (Comum em fonte ATX até uns 4 ou 5 anos atrás), ele é até maior (Mesmo na versão SMD) que qualquer controlador MPPT.


    Não dá pra por a mão no fogo por fabricante chines, mas que tem MPPT barato isso tem, os CI's dedicados pra isso são tão baratos quanto amplificadores operacionais pra PWM.

    Mas realmente eu é que não vou falar nunca algo tipo "Compra esse, que esse é MPPT". Eu compro muito do Ebay, e quase sempre produtos diferentes, pra ver se tem variação ou correção de problemas (Meu problema com PWM é o ruído na saída, ruído que não existe em MPPT, sempre espero um PWM com um filtro LC na saída, mas nunca vi), e com a tempo se vê coisa curiosa, o último que comprei foi desse:
    http://www.ebay.com/itm/20A-12V-24V-...-/161860634098
    E... notei que ele é igual um modelo mais antigo de apenas 10A.
    Pois é, vendido como 10A ele realmente aguentava o tranco até em painel de 150W, talvez mudaram algo na frequência do PWM mas sem mudar componentes, e por isso vendem como suportando 20A, quem comprar esperando suporte a 20A provavelmente vai se dar mal.

    (Mas isso ainda está muito bom! Lá por 1997 quando mexi com isso pela primeira vez eram controladores toscos com o TL494 ou coisa ainda mais velha, tinham ruído, tinham rendimento ruim, e pifavam fácil demais, hoje o pior controlador é muito melhor que aquilo)




    Ah, e sobre a captação em dias nublados, se você está perto do Paraguai não sei bem como é, mas mais pro norte ainda tem captação tipo 20 a 30% da capacidade do painel mesmo com chuva. Um nublado sem chuva ainda dá 40 ou até 50% mesmo! De modo que "sem energia" é praticamente impossível ficar. Tá certo que se for muito pro norte começa a ter chuva todo dia, e justo na hora que o sol estaria no angulo perfeito, mas isso reduz a captação nuns 10 a 20%, não deixa ninguém sem captação.
    Cara, primeiro queria te falar que dá gosto ver seus comentários, já observava suas opiniões, sempre técnica e muito detalhada. Parabéns.

    Sobre essa questão de MPPT e PWM pelo que vi realmente hj estão na mesma faixa de preço, alguns inclusive com valor menor à favor do MPPT. Eu tirei uma conclusão precipitada de um vídeo que o cara abria um suposto MPPT e na placa era um PWM e disse que faltava uma peça que era grande, acho que era um capacitor, mas não sei pq o vídeo era em inglês ( ). Achei que esses baratos eram a mesma coisa.

    Na verdade não moro perto do Paraguai mas sim em Boa Vista/RR. Estou fazendo um condomínio e estava pensando em usar energia solar, mas os cálculos de excedentes são imprecisos e o preço de um banco de baterias com o tanto de sobras que pedem é de se desistir.

    Consumo será umas 9 lampadas LED de 6W no período noturno, Cerca elétrica, Modem ADSL, 2 Roteadores Wifi, 8 câmeras de vídeo e um DVR com um HD de 1TB, o consumo estimado de 1500W/Dia = 45KW mês - que dá um banco pelos cálculos que fiz de umas 5 baterias de 100A que não faço ideia quanto custam, mas deve ser uns R$ 600 reais cada, total de R$3000 a cada 5 anos que dá mais ou menos o valor da conta elétrica só pelo preço das baterias.

    Já com um grid tie não teria esse custo a cada 5 anos, mas ai a aplicação seria outra, na minha residencia, que o consumo é uns 400KW/Mês, o que aquele inversor de 3500W dariam conta com 14 painéis.

    Pelo que vi vc têm painéis solares, como tá o rendimento bruto ao longo do ano? e qual sua região?. Aqui no Brasil tem muito potencial eu acho porém tudo é muito incipiente e não há dados mais realísticos para o nosso cenário muito menos incentivos, como qualquer tecnologia. Concordo com vc que nossas hidroelétricas são ainda maioria porém como são de dificil construção e com o crescimento constante acho que seria racional incentivar esse setor pois como deve saber as termoelétricas estão sendo usadas mais do que foram projetadas e com um custo muito maior. Para acompanhar o crescimento futuro e para uma maior distribuição da "geração" energia solar com o custo que tá está muito atrativa mesmo com esse dólar à + de 4. Imagina se estivesse como antes, uns 2, a recuperação do investimento seria em menos de 2 anos por uma geração decentralizada e mantendo a precária estrutura de distribuição que temos. Hoje muito que se produz de uma região é para o consumo em outra.

    Aqui em Boa Vista estamos com um problemão, o linhão que prove nossa energia é de origem da Venezuela e agora que está quebrada estamos usando muito as termoelétricas, o linhão de Tucuruí que chegou em Manaus e agora foi liberado as linhas para cá (licença ambiental). Aqui é 2° no hemisfério Norte já, o equador passa aqui quase, sol então não falta. Seria uma possibilidade, qualquer quantidade de energia seria bom.

  5. gente.. muito obrigado... muita informação... kkkkkkkkk acho que vou optar por gerar 24v com dois painéis de 12v/150w com duas baterias... e gerar os 48v com 4 painéis de 12v/150w e com 4 bateiras... estou levantando as informações do rádio licenciado, já entrei em contato com a wi2be... qualquer novidade eu posto aqui...
    obrigado a todos...






Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L