Página 2 de 3 PrimeiroPrimeiro 123 ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por biohazzard Ver Post
    Primeiramente, certifique que os módulos estejam acoplados corretamente com ela desligada RB não é hot Swap, ou seja troca a quente. Obvio apos isto ligue a RB.
    Você não especificou a fibra que esta usando, observe que existe fibra mono modo, multi modo.

    Na RB 1 vai ficar no modulo, o cordão óptico, si for com duas pontas, TX, RX
    Na R 2 vai ficar no modulo, o cordão óptico, si for com duas pontas, RX, TX
    Um lado sempre inverso do outro.
    depois disto so configurar endereço ip nas interface, e escolher SFP.

    Bom dia amigos !!

    biohazzard, desculpa realmente não especifiquei o modelo da fibra, mais esse modelo de GBic é um par que trabalha com uma unica fibra e no modelo mono.

    o S-35LC20D é um módulo SFP óptico 1.25G Single Mode com um conector LC, TX1310nm / RX1550nm
    O S-53LC20D é um transeiver SFP óptico 1.25G Single Mode com um conector LC, TX1550nm / RX1310nm, que trabalha para conexões de até 20 km e suporta DDM.

    Como sabemos se a potencia de mais ou seja o cabo for muito pequeno não funciona ou pode queimar as GBic, mais testei com cabo de 1.500mt e ainda assim não consegui.

    detalhe muito importante que notei, no próprio site da Mikrotik diz que tem que colocar a interface como 1Gb, quando é feito isso nas duas RBs, eu consigo enxerga uma a outra pelo "neigboard" porem nada de comunicação ...

  2. @gabrilest!
    Em relação as suas dúvidas, segue respostas abaixo:

    1)Pelo que me ensinaram, mesmo na monomodo, são sempre 2 fibras, uma pra TX e outra pra RX, mas tenho visto em diversos locais apenas uma fibra ao inves de duas no monomodo. O colega Bio poderia me explicar, ou alguém??

    R: Seja multimodo ou monomodo, sempre será necessário o uso de uma fibra para TX e outra para RX uma vez que os transceiver SFP padrão usa o mesmo lambda para TX e RX. Portanto o transceiver oposto não conseguiria separar ou distinguir entre seu TX e o RX.
    Para permitir o uso Multiplexação em uma única linha de transmissão óptica é necessário o uso de Transceivers SFP Bidericionais, conhecidos como SFP Bidirectional Transceiver(BiDi). Nesse caso o SFP usa uma lambda para TX e outra para RX. Ex: 1310nm e 1550nm;

    2)Quanto a janela de onde tem que ser sempre a mesma né, tipo se um Gbic for 1350 o da outra ponta também tem que ser 1350 correto?
    R: a janela de operação deve sempre ser a mesma entre o TX local e o RX remoto. Caso contrário não será possível fazer a detecção do sinal da portadora óptica entre os participantes do circuito e nem a recuperação do sinal/mensagem original.Segue a mesma lógica da questão 1 basicamente.

    Att

    Rafael Themístocles
    [Consultor em Redes e Telecomunicações/NGN Network Project Engineer]
    http://www.telmetrics.com.br
    E-mail: rafael_themistocles@telmetrics.com.br
    rafaelthemistocles@gmail.com
    Skype: rafaelthemistocles

    Whatsapp: (11)9-5962-2128


    Citação Postado originalmente por gabrielest Ver Post
    Pessoal,
    Queria aproveitar o tópico pra uma pergunta:
    No caso, como o colega Biohazzard colocou acima, em local (como citado pelo colega antonio) interno ou curtas distiancias o que mais se usa é a fibra multimodo, mas vamos supor que esse exmplo cita acima seja pra um PTP de 5km, dai o correto seria usar fibra monomodo certo??, mas agora é que vem minha duvida:

    - Pelo que me ensinaram, mesmo na monomodo, são sempre 2 fibras, uma pra TX e outra pra RX, mas tenho visto em diversos locais apenas uma fibra ao inves de duas no monomodo. O colega Bio poderia me explicar, ou alguém?? quanto a janela de onde tem que ser sempre a mesma né, tipo se um Gbic for 1350 o da outra ponta também tem que ser 1350 correto?



  3. Citação Postado originalmente por telmetrics Ver Post
    @gabrilest!
    Em relação as suas dúvidas, segue respostas abaixo:

    1)Pelo que me ensinaram, mesmo na monomodo, são sempre 2 fibras, uma pra TX e outra pra RX, mas tenho visto em diversos locais apenas uma fibra ao inves de duas no monomodo. O colega Bio poderia me explicar, ou alguém??

    R: Seja multimodo ou monomodo, sempre será necessário o uso de uma fibra para TX e outra para RX uma vez que os transceiver SFP padrão usa o mesmo lambda para TX e RX. Portanto o transceiver oposto não conseguiria separar ou distinguir entre seu TX e o RX.
    Para permitir o uso Multiplexação em uma única linha de transmissão óptica é necessário o uso de Transceivers SFP Bidericionais, conhecidos como SFP Bidirectional Transceiver(BiDi). Nesse caso o SFP usa uma lambda para TX e outra para RX. Ex: 1310nm e 1550nm;

    2)Quanto a janela de onde tem que ser sempre a mesma né, tipo se um Gbic for 1350 o da outra ponta também tem que ser 1350 correto?
    R: a janela de operação deve sempre ser a mesma entre o TX local e o RX remoto. Caso contrário não será possível fazer a detecção do sinal da portadora óptica entre os participantes do circuito e nem a recuperação do sinal/mensagem original.Segue a mesma lógica da questão 1 basicamente.

    Att

    Rafael Themístocles
    [Consultor em Redes e Telecomunicações/NGN Network Project Engineer]
    http://www.telmetrics.com.br
    E-mail: rafael_themistocles@telmetrics.com.br
    rafaelthemistocles@gmail.com
    Skype: rafaelthemistocles

    Whatsapp: (11)9-5962-2128
    Perfeito Telemetrics,
    Vou abusar da sua boa vontade então e perguntar:

    1º- poderia me dar um exemplo de Gbic BiDi pra monomodo e multimodo/
    2º-Se bem entendi então nesse caso seria só uma fibra correto? Haveria perda de desempenho??

  4. @gabrielest

    1) 1000BASE-BX10-D and 1000BASE-BX10-U SFP for Single-Fiber Bidirectional. Esse é o padrão a ser utilizado. Os modelos e fabricantes poderá localizar na internet os de sua preferência ;

    2) Uma única fibra pra TX e RX. Os impactos e desvanecimentos ocorridos na linha de transmissão devido ao uso do transceiver é algo que é peculiar ao seu projeto e deve ser analisado de modo pontual por você mesmo que é responsável pela implementação. VOcê deve observar as características de transmissão do0 transceiver e também as características intrínsecas da sua linha de transmissão para então saber se o desempenho será ou não afetado a priori.

    è caso a caso compreendeu? Não é algo que consigamos usar uma receita de bolo pronto pra todas situações.

    Rafael Themístocles
    [Consultor em Redes e Telecomunicações/NGN Network Project Engineer]
    http://www.telmetrics.com.br
    E-mail: rafael_themistocles@telmetrics.com.br
    rafaelthemistocles@gmail.com
    Skype: rafaelthemistocles

    Whatsapp: (11)9-5962-2128



  5. Ok,
    Então no caso de duvida melhor optar pelo método tradicional né? uma pra rX e outra pra TX correto?






Tópicos Similares

  1. Respostas: 8
    Último Post: 06-04-2016, 16:30
  2. RB 750 em paralelo com cache full!!
    Por guilherme1991g no fórum Redes
    Respostas: 8
    Último Post: 28-09-2013, 12:52
  3. Respostas: 26
    Último Post: 18-07-2012, 15:31
  4. RB 750 em paralelo com cache full!!
    Por Victorbd no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 8
    Último Post: 29-11-2011, 00:55
  5. Acessando RB depois do loadbalance com DDNS
    Por peritinaicos no fórum Redes
    Respostas: 17
    Último Post: 13-10-2011, 01:55

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L