Página 4 de 12 PrimeiroPrimeiro 123456789 ... ÚltimoÚltimo
+ Responder ao Tópico



  1. #19

    Padrão Re: A tendencia e migrar pra fibra ou estamos subestimando os rádios?

    Citação Postado originalmente por klabundee Ver Post
    Você acabou de reafirmar o que eu disse na minha réplica.. Não é a questão de estar poluído ou não... Você não precisa generalizar, o mundo não é a sua rede.. Quando você for dar esse tipo de opinião, diga que é a SUA opinião... você chegou afirmando sua verdade a todos como se só isso existisse, não é assim... No momento que você falar e colocar: "Pela minha experiência" ou então "Pelo que puder ver após meus testes" ou ainda: "Na região que eu atendo" tudo muda...
    E não foi uma provocação, mas você veio afirmando coisas sobre um post meu que não são bem assim e eu não gostei mesmo, desmerecendo o que alguém postou. Se você tivesse me respondido com: AQUI onde EU trabalho fica impraticável vai ter muito jitter e tudo mais, cara... blz, mas não é assim que você está agindo..
    É meio óbvio que estou falando por mim, não vou gastar energia digitando redundâncias.
    Você está fazendo tempestade em copo d'água.

    Outra coisa: você está interpretando errado. Pode notar facilmente que eu coloquei meus questionamentos e críticas dentro de um escopo supositório. Isso está claro quando digo "E quando o espectro em radiação restrita se torna inutilizável?", "quando rádio não resolve mais nem para menos de 10Mbps" e "Em casos em que rádio está impraticável". Essas situações existem e, pela quantidade de problemas e reclamações, tanto pelo lado de operadores de redes, quanto de consumidores, são comuns para muitos provedores, comuns o suficiente para serem levadas em conta nessa discussão.

  2. #20

    Padrão Re: A tendencia e migrar pra fibra ou estamos subestimando os rádios?

    A receita do provedor regional que ainda pretende trabalhar com radio: pequenos POPs de no maximo 1.5km, nada de potencia absurda, interligação de POPs na fibra óptica e estar na vanguarda da tecnologia atento as inovações do Setor Wireless.
    Essa é a minha humilde opinião.
    Minha receita de sucesso aqui tem sido dessa forma, chegando a 900 clientes 100% no rádio. e não pretendo investir no GPON no momento com a desorganização que ta os postes, to correndo de bronca.



  3. #21

    Padrão Re: A tendencia e migrar pra fibra ou estamos subestimando os rádios?

    Citação Postado originalmente por TsouzaR Ver Post
    Por curiosidade, que equipamentos usa aí no PtMP? Como está o espectro na sua região?
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         espectro.jpg
Visualizações:	148
Tamanho: 	200,5 KB
ID:      	67654

    por ser domingo de manhã esse print não vai mostrar muito bem o uso da rede, mas servirá de parametro

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         queue clientes agora pela manhã.jpg
Visualizações:	144
Tamanho: 	347,7 KB
ID:      	67655

    segue ai uma de nossas bases pra ti ter uma ideia de como é e espectro!
    obs.: Nunca coloco mais que 25 clientes por AP UBIQUITI - Utilizo BULLET M5 com paineis de polarização simples de 17DBI, e airgrid nos clientes!


    Citação Postado originalmente por TsouzaR Ver Post

    Você imagina que, em algum momento no futuro, a situação do espectro em 5GHz regredirá na sua saturação, ou que mais espectro se tornará disponível para WISPs, juntamente a equipamentos acessíveis para tal? Se nada disso ocorrer, eu não vejo futuro algum no rádio, nem sendo a empresa mais competente do mundo, porque não há milagre na física.
    Concordo com você! Por exemplo: fui a casa de um amigo meu em uma cidade vizinha, lá o provedor que atende ele ainda usa 2.4ghz, na casa do meu amigo tinha uma grade de 25db e uma plaquinha PCI, não era nem AP! Por curiosidade fiz alguns testes! estava passando 5 megas!

    como você disse já regrediu o uso do spectro 2.4, e com essa migração para fibra, já teremos o mesmo acontecendo com 5.8Ghz!

    hoje tenho 16 mini pops na minha cidade, todos com potencia baixíssima nos rádios, procurando atender com no máximo 700 metros da base, é claro que sempre tem as exceções!

    Porem assim como o espectro estará esgotado, os espaços em postes das concessionarias de energia também, então sempre existira limitações para ambas tecnologias, "não há milagre na física" caberá a cada provedor analisar as falhas e restrições de cada tecnologia e mostrar sua competência em contornar cada uma delas!

  4. #22
    Avatar de Nilton Nakao
    Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Carlos Chagas, Minas Gerais
    Posts
    1.121

    Padrão Re: A tendencia e migrar pra fibra ou estamos subestimando os rádios?

    JulianoVB; O que você está mencionando é realidade e a questão de qualificação é algo que tem muitas barreiras a serem derrubadas.

    Ministério do Trabalho e emprego aconselhava para que a cada engenheiro tenha 4 técnicos, todos com CREAs, nuca aconteceu pelo menos desde 1984 ao entrar no mercado formal. Para licitação sim era exigido, mas ao vencer pelo metade dos técnicos eram demitidos contratando no lugar técnicos menos experientes ou sem formação, o que é pior; Numa licitação ao vencer, é exigido certificado de aptidão técnica.
    Telecom pode ser considerado serviço essencial e policial não pode impedir a execução do serviço exceto a pedido do judiciário; conforme a atividade, todo o corpo técnico são investigados por precisarem de ter acesso à "área de segurança". Esses profissionais eram ou ainda são cadastrados na ANATEL, Ministério da Defesa e provavelmente em algum órgão da ONU; podendo inclusive numa eventual guerra ser convocado a prestar serviços no corpo técnico, o mesmo com médicos, enfermeiros, mecânicos etc.

    Empresas querem conter custos, contrata um engenheiro nais um técnico formados, o resto dão um treinamento porcaria só para cumprir a formalidade. As indústrias, centros de pesquisas, importadoras(algumas) sim cumprem razoavelmente as exigencias.
    A Vivo, Claro, Tim, Oi, DEFESA, Forças policiais, Construtoras etc; compram produtos dessas empresas como Motorola, Nokia, Siemens, Volvo, Saab, RollsRoyce etc e dão um treinamento básico mais sofisticado do que o manual do usuário kkkkkkk; tipo hoje, se não sabe como fazer o google ensina( desculpe Google).
    Trabalhei em uma dessas indústrias, apesar que era pequena e nosso acesso era pior do que visitar um detento na penintenciária, põe pior nisso por que podem usar até as redes sociais para impedir ou não.

    São umas dez empresas incluindo os celulares que exploram serviços de dados ou multimidia, e telefonia; sempre questiono com esses "metidos a sabidos" das empresas a cometerem erros grotescos a começar pelas tomadas ( LUZ, TELEFONE, INTERNET ETC) e não fazem nenhuma observação ao cliente. Lembro que a Telemar fez exigencias ao descobrir que tinha instalado o fax, vistoriaram e aprovaram pronto, meses depois( Oi fixo) tava nem aí.
    Hoje virou uma bagunça, por que se paga engenheiros, arquitetos, decoradores e na hora que vai ligar o telefone, internet, tv, cadê os dutos de passagem, ops faltando tomada. Ah sim, como são formados, eles se enganam jamais erram; vamos ter que reformar por que não ficou bom, hã?

    Qualquer tipo de cabeamento seja de energia, telefone,televisão, internet precisa se evitar ao máximo o seu deslocamento, mesmo que seja por 1 cm. A quem não entende vamos lá.
    1- Luz, concessionária nos garante até o quadro do medidor, ou a saída( ponto de emenda), quadro de distribuição etc.
    2- telefone; até o ponto mais próximo da rua no caso o limite do muro ou edificação.
    3- televisão: combo ou não, onde ficaria a caixa de divisão( tv, telefone, internet).
    4- Fibra; são altamente sensíveis, e se mudar a curvatura do cabo pode incidir no feixe de luz.
    Como ninguém quer usar um ponto adequado( não precisa estar num só lugar), queremos manter limpinho sempre dá defeito.



  5. #23

    Padrão Re: A tendencia e migrar pra fibra ou estamos subestimando os rádios?

    Citação Postado originalmente por Nilton Nakao Ver Post
    JulianoVB; O que você está mencionando é realidade e a questão de qualificação é algo que tem muitas barreiras a serem derrubadas.

    Ministério do Trabalho e emprego aconselhava para que a cada engenheiro tenha 4 técnicos, todos com CREAs, nuca aconteceu pelo menos desde 1984 ao entrar no mercado formal. Para licitação sim era exigido, mas ao vencer pelo metade dos técnicos eram demitidos contratando no lugar técnicos menos experientes ou sem formação, o que é pior; Numa licitação ao vencer, é exigido certificado de aptidão técnica.
    Telecom pode ser considerado serviço essencial e policial não pode impedir a execução do serviço exceto a pedido do judiciário; conforme a atividade, todo o corpo técnico são investigados por precisarem de ter acesso à "área de segurança". Esses profissionais eram ou ainda são cadastrados na ANATEL, Ministério da Defesa e provavelmente em algum órgão da ONU; podendo inclusive numa eventual guerra ser convocado a prestar serviços no corpo técnico, o mesmo com médicos, enfermeiros, mecânicos etc.

    Empresas querem conter custos, contrata um engenheiro nais um técnico formados, o resto dão um treinamento porcaria só para cumprir a formalidade. As indústrias, centros de pesquisas, importadoras(algumas) sim cumprem razoavelmente as exigencias.
    A Vivo, Claro, Tim, Oi, DEFESA, Forças policiais, Construtoras etc; compram produtos dessas empresas como Motorola, Nokia, Siemens, Volvo, Saab, RollsRoyce etc e dão um treinamento básico mais sofisticado do que o manual do usuário kkkkkkk; tipo hoje, se não sabe como fazer o google ensina( desculpe Google).
    Trabalhei em uma dessas indústrias, apesar que era pequena e nosso acesso era pior do que visitar um detento na penintenciária, põe pior nisso por que podem usar até as redes sociais para impedir ou não.

    São umas dez empresas incluindo os celulares que exploram serviços de dados ou multimidia, e telefonia; sempre questiono com esses "metidos a sabidos" das empresas a cometerem erros grotescos a começar pelas tomadas ( LUZ, TELEFONE, INTERNET ETC) e não fazem nenhuma observação ao cliente. Lembro que a Telemar fez exigencias ao descobrir que tinha instalado o fax, vistoriaram e aprovaram pronto, meses depois( Oi fixo) tava nem aí.
    Hoje virou uma bagunça, por que se paga engenheiros, arquitetos, decoradores e na hora que vai ligar o telefone, internet, tv, cadê os dutos de passagem, ops faltando tomada. Ah sim, como são formados, eles se enganam jamais erram; vamos ter que reformar por que não ficou bom, hã?

    Qualquer tipo de cabeamento seja de energia, telefone,televisão, internet precisa se evitar ao máximo o seu deslocamento, mesmo que seja por 1 cm. A quem não entende vamos lá.
    1- Luz, concessionária nos garante até o quadro do medidor, ou a saída( ponto de emenda), quadro de distribuição etc.
    2- telefone; até o ponto mais próximo da rua no caso o limite do muro ou edificação.
    3- televisão: combo ou não, onde ficaria a caixa de divisão( tv, telefone, internet).
    4- Fibra; são altamente sensíveis, e se mudar a curvatura do cabo pode incidir no feixe de luz.
    Como ninguém quer usar um ponto adequado( não precisa estar num só lugar), queremos manter limpinho sempre dá defeito.
    [emoji848]

  6. #24

    Padrão Re: A tendencia e migrar pra fibra ou estamos subestimando os rádios?

    Eu estou observando as tecnologias cabeadas tem um tempo, mas ainda estamos só no rádio, mas uma coisa eu desejo é que saiam todos que não sabem trabalhar com rádio e deixem o espectro livre pra quem sabe trabalhar! Aqui já tem um fazendo isso, até seus clientes do rádio tão mudando aos poucos pra fibra, é o maior provedor da região, destruiu a imagem da "Internet via rádio", tem um suporte que muita gente reclama e agora tá queimando a fibra tb, vendendo planos altos, com backbone saindo da cidade no rádio 802.11 e mesmo assim vendendo planos altos de até 50 Mega! Aí não né...

    EDITADO:

    Com relação a liberação de espectro que foi comentada aí pra tras, se for esperar a Anatel, esqueçam. Já a saída de provedores do 5Ghz isso pode acontecer em alguns locais, liberando um pouco mais de espaço pra trabalhar.

    Aqui em um único scan de 5 minutos encontro aproximadamente 100 redes 5Ghz, de 5000-5850Mhz e trabalhar com rádio com CCQ alto, modulando alto, quase impossível. Tem que reduzir o Data Rate pra manter um CCQ elevado.

    Trabalhar com Micro Pops e interligação de torres via fibra como foi mencionado aí pra trás é uma outra soluçao pra quem quer crescer mais no rádio pq se depender só de PTP em 5GHz não se consegue ir muito longe.

    Aí pra tras comentararam sobre empresas gringas oferecendo mais de 10Mega no rádio. Mas pra isso ser feito na bagunça que é nosso espectro, é complicado e pra isso tb precisamos de distâncias curtas e rádios mais caros tanto na ponta da torre como no cliente, CAMBIUM, MIMOSA... quem aí consegue montar Micro Pos com o valor dos Cambium?? Mas a MIMOSA até tá com alguma soluções mais em conta pra atender até 500 metros por exemplo mais em conta... O grande problema que vejo é em locais como aqui, com mais de 100 APs "berrando" pra todo lado...

    Mas postes tb tem limites e só vai permanecer mesmo quem for os melhores! Melhor não significa só quem entrega mais banda.