+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Controlador de Carga Qual Usar

    Preciso usar um controlador de carga junto com uma fonte, devido a grande falta de energia no interior e o consumo ser grande. A falta de energia ás vezes demora a retornar, por períodos de até uma semana. As fontes no-breack que conheço a carga para bateria é muito baixa não passando de 1A. Tive um controlador de carga da LEAD que controlava a carga da bateria curto-circuitando a entrada do painel quando a bateria estava carregada. Gostaria de saber se algum desses modelos trabalham do mesmo modo ou com entrada do painel aberta simplesmente interrompendo a corrente de carga.Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         controlador-de-carga2.jpg
Visualizações:	153
Tamanho: 	53,8 KB
ID:      	68097 Nome:      controlador-de-carga.jpg
Visitas:     608
Tamanho:  9,7 KBGrato.
    JMayer

  2. #2

    Padrão Re: Controlador de Carga Qual Usar

    Mestre dos Magos @rubem tens alguma dica?
    JMayer



  3. #3

    Padrão Re: Controlador de Carga Qual Usar

    Sobre no breaks DC, só marcas com merda na cabeça tipo a Volt é que tem corrente baixa rumo às baterias, tem marca que faz produto decente, por exemplo a VA:

    https://produto.mercadolivre.com.br/...onversores-_JM

    Isso tá ótimo pra bateria de 60 a 90Ah.

    Eles tem menores também, 24V, 48V, tem de tudo.

    Mas sobre qual controlador usar, esse da esquerda é um PWM barato. PWM gera um pouco de ruído na alimentação, seria bom colocar um filtro de linha ( https://under-linux.org/attachment.p...3&d=1480194444 fica assim montado: https://under-linux.org/attachment.p...2&d=1480194045 ), porque tem uns equiptos de rede que são afrescalhados (Não é o caso de 90% dos MK e UBNT).

    O da direita não dá pra ver muito bem, mas se for um desses baratos:

    https://produto.mercadolivre.com.br/...automatico-_JM

    Também tem um pouco de ruído, mete um filtro LC doméstico igual.

    Controlador sem ruído na saída é mais caro, e o que eles tem é só uma filtragem ok de saída, nada tão diferente de um filtro LC feito em casa.

    Os últimos que usei foram da EP, e não tem qualquer problema de ruído com RB's comuns (Mas coisa tipo HAP e Haplite tem circuito mais pobre, produto doméstico é sacanagem chamar de "RB" e comparar com digamos uma RB850GX2!). Desses:

    https://www.minhacasasolar.com.br/pr...-ls1024e-78507

    O problema pra mim com eles é que a tensão de entrada no controlador precisa ser uns 15 ou 16V, praticamente só fonte de notebook é barata e tem essa tensão. Mas elas não foram feitas pra corrente muito alta (Notebook não consome muito, e NÃO tem consumo fixo, eles tem picos altos, mas a média é baixa), então tem grandes chances de ficarem quentes demais e durarem pouco, talvez seria o caso de abrir a fonte e botar um fan de 80mm ventilando ela.

    Mas... pra DIAS sem eletricidade ia precisar muita bateria, não sei se vale a pena! Porque o custo de painel solar é menor que de baterias! Diminui as baterias, e mete painel. Pra ter bateria sempre com alguma carga um modo de mixar fonte AC com sistema solar é assim, usando diodos pra separar tudo:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         solar+fonte2.jpg
Visualizações:	279
Tamanho: 	87,7 KB
ID:      	68105

    Se usar sistema 24V, o problema vai ser achar fonte que dê 28V, pra manter as baterias carregadas direito, e se botar só 26,5V ou pouco menos (Que é o que muita fonte industrial 24V chega, mo trimpot de ajuste) tem grandes chances de sulfatarem por desequalização, precisa uma sobretensão as vezes pra desequalizar, e com painel solar ela existiria.

    O calculo exato do que precisa depende do consumo, aí teria que saber que equipamentos tem, mas o grosso das ideias tá aí, controlador muito barato tem ruído e precisa filtragem, tem nobreak dc bom (Nem tudo é tosco como os da Volt, feitos pra sisteminhas com baterias pra black out de 10 minutos), mas pra black out de muitos dias é mais barato investir logo nuns painéis solares e integrar (Não usar só ele) no sistema. Os painéis tem custo, mas eles reduzem o consumo durante o dia se fizer como na imagem acima, pois quando a tensão nas baterias é mais alta que na fonte, a alimentação sai das baterias (Carregadas pelos painéis). Inclusive isso é o único jeito de usar as fontes industriais baratas de 24V, ajusta pra uns 26V e pronto, vai ter baterias carregadas, e por uns 4 ou 5h por dia a alimentação virá dos painéis (4h é 16% do dia, tem potencial pra diminuir a conta de luz em 16% a 20% então, se a conta for composta só por esse consumo).

  4. #4

    Padrão

    Olá, mestre Rubens... um conversor como esse do link abaixo, resolveria essa questão da tensão ideal para carregar corretamente as duas baterias (28V), usando uma fonte de 24V?

    https://produto.mercadolivre.com.br/...-12v-a-35v-_JM

    Abraço.
    Última edição por Poemander; 19-03-2018 às 14:39.



  5. #5

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Poemander Ver Post
    Olá, mestre Rubens... um conversor como esse do link abaixo, resolveria essa questão da tensão ideal para carregar corretamente as duas baterias (28V), usando uma fonte de 24V?

    https://produto.mercadolivre.com.br/...-12v-a-35v-_JM

    Abraço.

    Olá, mestre Rubens... pode jogar um pouco de luz sobre o assunto?

    Abraço.

  6. #6

    Padrão

    Opa, foi mal a demora, sei lá porque uns emails de aviso de respostas estão indo pra caixa de spam. Bom, esses conversores DC-DC servem sim, na verdade dá pra fazer flutuação direto com eles, sem controlador de carga, é só colocar diodo pra evitar que o conversor consuma da bateria hora que a eletricidade acabar. Só tem que cuidar que esses conversores prometem muito mais que dão conta de entregar. Eu já usei esses aí com 80W de consumo e ficavam MUITO quentes, isso que eu sempre coloco fan nas coisas! Então pra usar um desse eu diria que teria que usar fonte de apenas uns 50W (E ainda assim usar fan sobre o conversor dc-dc), com fonte de potência baixa não tem risco do conversor dc-dc aquece. (50W é 2,1A em 24V. W/V=A) Pra bateria de 45Ah complica usar isso, seria fonte de uns 5A pra carga, mas 5*24 (5A 24V) = 120W, tenho quase certeza que um conversor barato desse ia aguentar poucas horas (Se com 80W parecia que ia derreter, imagina com mais que isso!). Só que era bom colocar capacitor e diodo na saída do conversor, antes de entrar no controlador PWM (PWM tem carga pulsada, o consumo não é contínuo, pesa menos em algumas fontes), capacitor 470uF 50V, diodo 10A10 de 10A, e vai ter menor aquecimento e menor risco de queima então. Fica assim minha sugestão:
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         Step-up.jpg
Visualizações:	185
Tamanho: 	94,9 KB
ID:      	68274  



  7. #7

    Padrão

    Obrigado, amigo Rubens, pela explicação... e quanto a esse modelo de conversor do link abaixo? Será que ela suportaria uma potência maior sem problema de super aquecer e "derreter"?

    https://produto.mercadolivre.com.br/...-ajustavel-_JM

    Mais uma vez, obrigado pela força...

    Abraço.
    Última edição por Poemander; 24-03-2018 às 15:44.

  8. #8

    Padrão

    Eu usaria esse conversor até uns 5A tranquilo, mas com fan.

    Só que tem que ver o preço disso, fonte + conversor dc-dc + controlador de carga, capaz de chegar no preços dos nobreaks 24V, que tem 2 fontes separadas, judia menos a fonte do que esses sistemas de fonte única

    E se for pra usar 2 fontes, usa assim, uma carrega a bateria, a outra alimenta o equipamento quando está ligada (Quando tem eletricidade):
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         fonte+fonte+diodos.jpg
Visualizações:	99
Tamanho: 	81,5 KB
ID:      	68276

    Mas eu usaria isso aí acima só pra bateria 7Ah, não pra coisa tipo 36Ah ou mais, porque bateria pequena é mais tranquilo pra fonte chaveada carregar, uma grande ia demorar demais, ia gerar um calor enorme na fonte por uns minutos iniciais, e se tem calor demais queima fácil.



  9. #9

    Padrão

    Citação Postado originalmente por rubem Ver Post
    Sobre no breaks DC, só marcas com merda na cabeça tipo a Volt é que tem corrente baixa rumo às baterias, tem marca que faz produto decente, por exemplo a VA:

    https://produto.mercadolivre.com.br/...onversores-_JM

    Isso tá ótimo pra bateria de 60 a 90Ah.

    Eles tem menores também, 24V, 48V, tem de tudo.

    Mas sobre qual controlador usar, esse da esquerda é um PWM barato. PWM gera um pouco de ruído na alimentação, seria bom colocar um filtro de linha ( https://under-linux.org/attachment.p...3&d=1480194444 fica assim montado: https://under-linux.org/attachment.p...2&d=1480194045 ), porque tem uns equiptos de rede que são afrescalhados (Não é o caso de 90% dos MK e UBNT).

    O da direita não dá pra ver muito bem, mas se for um desses baratos:

    https://produto.mercadolivre.com.br/...automatico-_JM

    Também tem um pouco de ruído, mete um filtro LC doméstico igual.

    Controlador sem ruído na saída é mais caro, e o que eles tem é só uma filtragem ok de saída, nada tão diferente de um filtro LC feito em casa.

    Os últimos que usei foram da EP, e não tem qualquer problema de ruído com RB's comuns (Mas coisa tipo HAP e Haplite tem circuito mais pobre, produto doméstico é sacanagem chamar de "RB" e comparar com digamos uma RB850GX2!). Desses:

    https://www.minhacasasolar.com.br/pr...-ls1024e-78507

    O problema pra mim com eles é que a tensão de entrada no controlador precisa ser uns 15 ou 16V, praticamente só fonte de notebook é barata e tem essa tensão. Mas elas não foram feitas pra corrente muito alta (Notebook não consome muito, e NÃO tem consumo fixo, eles tem picos altos, mas a média é baixa), então tem grandes chances de ficarem quentes demais e durarem pouco, talvez seria o caso de abrir a fonte e botar um fan de 80mm ventilando ela.

    Mas... pra DIAS sem eletricidade ia precisar muita bateria, não sei se vale a pena! Porque o custo de painel solar é menor que de baterias! Diminui as baterias, e mete painel. Pra ter bateria sempre com alguma carga um modo de mixar fonte AC com sistema solar é assim, usando diodos pra separar tudo:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         solar+fonte2.jpg
Visualizações:	279
Tamanho: 	87,7 KB
ID:      	68105

    Se usar sistema 24V, o problema vai ser achar fonte que dê 28V, pra manter as baterias carregadas direito, e se botar só 26,5V ou pouco menos (Que é o que muita fonte industrial 24V chega, mo trimpot de ajuste) tem grandes chances de sulfatarem por desequalização, precisa uma sobretensão as vezes pra desequalizar, e com painel solar ela existiria.

    O calculo exato do que precisa depende do consumo, aí teria que saber que equipamentos tem, mas o grosso das ideias tá aí, controlador muito barato tem ruído e precisa filtragem, tem nobreak dc bom (Nem tudo é tosco como os da Volt, feitos pra sisteminhas com baterias pra black out de 10 minutos), mas pra black out de muitos dias é mais barato investir logo nuns painéis solares e integrar (Não usar só ele) no sistema. Os painéis tem custo, mas eles reduzem o consumo durante o dia se fizer como na imagem acima, pois quando a tensão nas baterias é mais alta que na fonte, a alimentação sai das baterias (Carregadas pelos painéis). Inclusive isso é o único jeito de usar as fontes industriais baratas de 24V, ajusta pra uns 26V e pronto, vai ter baterias carregadas, e por uns 4 ou 5h por dia a alimentação virá dos painéis (4h é 16% do dia, tem potencial pra diminuir a conta de luz em 16% a 20% então, se a conta for composta só por esse consumo).

    Esse filtro lc seria igual a esse https://produto.mercadolivre.com.br/...uido-fonte-_JM ou esse https://produto.mercadolivre.com.br/...tro-lc-fpv-_JM O esquema ficaria assim ?


    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         esquema.png
Visualizações:	116
Tamanho: 	165,9 KB
ID:      	68698

  10. #10

    Padrão Re: Controlador de Carga Qual Usar

    O esquema é esse mesmo.

    Mas esse filtro LC de R$ 10 do ML está estranho, é pequeno então talvez não suporte muita corrente, e pelo tamanho dos capacitores não tem eletrolítico, é pra um tipo de ruído bem diferente do ripple das fontes e controladores baratos. O de R$ 17 sim tem componentes, o de R$ 10 não tem nada, só 2 capacitores cerâmicos e uma bobina de bitola fina não vale essa grana.



  11. #11

    Padrão

    Rubem tem alguma forma de medir ruido em fonte?Ou é só visualmente verificando componentes de filtragem? Eu compro aquelas fonte de cftv mais procuro sempre comprar pelo menos com alguma marca ja usada, por exemplo comprei algumas dessa https://produto.mercadolivre.com.br/...350-12-29a-_JM da marca pwm ela e muito bem construida com cooler essas são construida igual a Mean Well so que com nome diferente para ficar mais barato acho ou e copia perfeita. Aqui deixo uma foto dela aberta que tirei.
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         WhatsApp Image 2018-07-04 at 09.06.01 (3).jpeg
Visualizações:	63
Tamanho: 	91,1 KB
ID:      	68734


    Essa ja é com carregador de bateria https://www.ispshop.com.br/fonte-nobreak-ad-155a.html ta na faixa de uns 100 reais. E essa também tem um modelo igual a Mean Well ,acho que eles so trocam o nome para overteck https://www.meanwell.com/productPdf.aspx?i=504 Essa carrega a bateria em 0,5 amper ta bom essa margem de amperagem para carregamento? Tem esse outro modelo em 24v, achei só baixa a amperagem da fonte 5a. https://www.ispshop.com.br/fonte-nobreak-ad-155b.html Que é a mesma da Mean Well https://www.meanwell-web.com/content...D-155-spec.pdf aqui uma foto dela aberta


    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         WhatsApp Image 2018-07-04 at 09.06.01 (2).jpeg
Visualizações:	66
Tamanho: 	111,6 KB
ID:      	68735



    Essa não gostei muito pois quando ela entra em modo bateria ela da um pico e reinicia tudo que ta ligado nela. Mais em seguida os equipamento volta mais quando entra no modo energia não reinicia.
    Última edição por wala; 04-07-2018 às 21:16.

  12. #12

    Padrão

    O lugar perfeito pra ver ruído de fonte é OSCILOSCÓPIO.

    Pra ripple que de fato é problemático (Grande o suficiente pra incomodar) não precisa ser um osciloscópio caro (Pra eletrônica usamos uns de R$ 1 mil pra cima), tem os NanoScope de US$ 50 se vier em kit, tem osciloscópio USB (Analisador lógico) de R$ 70-120, mas dá pra usar até a placa de som de qualquer computador, isso: http://blog.novaeletronica.com.br/co...-osciloscopio/ Precisa fazer uma ponta resistiva, basicamente um resistor em série e um em paralelo, pra tensão alta tipo 12 ou 24V não chegar na placa de som. A gama de faixas das placas de som é muito baixa, mas pra ripple de fonte chaveada comum serve, a maioria oscila a 40kHz, mas o ripple aparece até em circuito que lê só até uns 20kHz.

    Aqui dá pra ver bem:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         9489e6c11889fcb275044d14dda99d24_XL.jpg
Visualizações:	74
Tamanho: 	61,7 KB
ID:      	68740

    Você vê 2 ondas grandes, isso é o ripple. E bem pequeno tem umas ondas menores, e por fim há os pequenos pulsos do chaveamento da fonte, esses só aparecem se sua placa de som (Ou osciloscópio) captar digamos os 40kHz da fonte (Ou 100kHz, que algumas fontes usam), mas enfim, as 2 ondas pequenas não são problema, o problema são essas grandonas, essas aparecem em qualquer osciloscópio caseiro.

    Só que esse ripple também dá pra OUVIR. Se tiver uma boa caixa de som e amplificador sem filtragem (Sem um capacitor eletrolítico na entrada), ao ligar uma fonte com ripple vai ouvir o ruído na caixa, isso sem ligar nenhuma entrada de som, é só ligar o aparelho e aumentar o volume, o chiado de fundo não é chiado na verdade, é um ruído que depende do tipo de ripple. Eu fiz uma caixinha de som com um TDA7003, com fonte externa, deixei sem capacitor dentro, e sem querer notei que essas fontes 12V 1A baratas davam MUITO ruído, aí comecei a usar essa caixinha como jeito de ouvir ripple de fonte ATX e de notebook, e as vezes tem coisas MUITO ruidosas, dá pra ouvir de longe (E minha referência é ligar numa bateria 12V, quase zero ruído, mal dá pra escutar. Mas ligando em fonte CTFV barata nem precisa aumentar o volume pra escutar ruído).

    Agora sobre as fontes dos links: A da Overtek e da Meanwell tem míseros 0,5A pra bateria. Ou seja, é feita pra bateria de nobreak de 5 ou 7Ah. Não dá pra colocar isso em bateria de 45Ah nem a pau! Vai desequalizar em poucos meses, sulfata as placas e a bateria vai pro lixo em 1/3 da vida útil. Numa bateria de 7Ah tá ótimo, 0,5A pra carregar bateria de 7Ah implica em umas 20h pra carga completa (Mas bateria de chumbo, seja selada, vrla, com água, com gel) não foi feita pra descarga completa, então nem pense muito nesse uso, simplesmente não use bateria pequena se tem black-out longo porque bateria de chumbo não foi feita pra ser descarregada completamente todo uso.

    Veja que 48V 7Ah é o que MUITO nobreak caríssimo (E de qualidade ótima) da Delta ou da APC tem em baterias! Pra coisa curta de uns minutos isso é mais que suficiente por isso é o que é muito usado mundo a fora, e caso tenha balcout longo MESMO, esses minutos são o tempo de um gerador a gasolina ou diesel com QTA dar partida automaticamente. Basicamente eles não usam o nobreak com baterias enormes como fonte pra horas sem eletricidade, usam só pros minutos entre chavear do sistema da rua pro do gerador interno. Pra provedor que tem torre em região com 5-10h sem luz praticamente todo 1x por mês, isso não serve, precisa corrente de cerca de 10% da capacidade da bateria.

    Eu gosto dos produtos da VA porque eles se preocupam com o mundo real dos provedores, dá uma olhada nas correntes que vão pras baterias: http://www.vaconversores.com.br/produtos

    No primeiro é 8A, ou seja, pode usar bateria de 80-90Ah tranquilo! O segundo tem 13A, dá pra bateria de 115 a 150Ah tranquilo! Pouquíssimas torres precisam mais que 24V 135Ah armazenados (São 3200VA armazenados, é normal cada AP consumir só 5-7VA por hora, e uns 30VA em alguns concentradores, é fácil fazer isso durar 4 dias numa torre de 500 clientes).

    (Cuida que os nobreaks DC da Volt também tem só 0,5A pras baterias. Não é sem-vergonhice, nos prospectos eles falam coisa tipo: Fonte Nobreak DC Max Energy uma bateria de 7Ah já suficiente para uma longa autonomia. E não estão mentindo, pra uma repetição com 2 Rocket M5 isso dura umas 6 horas, e perto das metrópoles é muito raro tem blackout longo assim. O resto do país que se lasque, eu e meus blackouts de 40 horas na fazendas que fiquem sem nobreak, se depender dessas empresas de metrópoles...)

    Enfim, se preocupe menos com ripple, e mais com a corrente de carga que vai pras baterias. Ripple sempre dá pra filtrar, é só colocar um filtro LC na saída da fonte. Mas corrente baixa carregando bateria não tem jeito, vai danificar a bateria a médio prazo (Além de que 0,5A vai levar 5 dias e meio pra carregar uma bateria nem tão grande de 45Ah, caso ela descarregue por completo num blackout longo).



  13. #13

    Padrão Re: Controlador de Carga Qual Usar

    Cara nunca aprendi tanto

  14. #14

    Padrão Re: Controlador de Carga Qual Usar

    O fato é que não só eu. Mais muito provedores sofrem com isso. Espero não só está só me ajudando como ajudando outros com esse post



  15. #15

    Padrão Re: Controlador de Carga Qual Usar

    Cara, querendo ou não às vezes quando começamos com provedor, somos uma simples pessoa que só pensa em entregar internet com mais qualidade e menos custos.

  16. #16

    Padrão Controlador de Carga Qual Usar

    É o pior é que a gente acha que configurar um ptp, trabalhar com wireless e fibra já tá o fodao... ae encontra um cara como vocês.cara não tem preço



  17. #17

    Padrão Re: Controlador de Carga Qual Usar

    Obrigado pela explicação Rubem. Uma duvida qual e amperagem ideal de carregamento de uma bateria? Por exemplo, nesse esquema do topico no qual o autor quer usar uma fonte chaveada um controlador de carga, a bateria vai carregar na amperagem da fonte tipo a fonte tem 12v por 15a, será carregado nessa amperagem? Ou o controlador de carga vai limitar a corrente tambem?

  18. #18

    Padrão

    Se for por ideal mesmo, precisa carregador inteligente.

    A bateria é uma carga resistiva cuja resistência interna muda conforme carrega, então no começo a tendência é a bateria consumir tudo que a fonte fornecer. É bom limitar a uns 10-20% da capacidade da bateria, 20% é melhor pros primeiros instantes (Começar a troca ionica em toda a superfície das placas), mas 10% é melhor pra manter por horas. Ou seja, se for bateria de 90Ah, começa com 18A por uns minutos, aí cai pra 9A. Na falta disso, bom é ficar só nos 9A mesmo. É comum você ler info sobre tipo carrega até 80% da capacidade em 2h, e depois leva mais 2h pra carregar os 20% restantes da bateria, e é por causa disso, no começo da carga a resistência é baixa então circula tudo facilmente, é fácil até queimar fonte chaveada nessa hora já que elas são burras e tentam manter tensão a todo custo, e no começo da carga não precisa tensão constante, precisa CORRENTE constante.

    Hora que chega nuns 70-80% da capacidade aí sim é hora que fazer a fonte manter tensão constante, digamos 13,8V numa bateria 12V. Nessa hora a corrente consumida vai caindo sozinha, se está com uma fonte de 9A numa bateria de 90Ah a corrente circulando (Mede no amperimetro, se quiser) vai caindo de 9A pra digamos 0,2A ao longo de 2h, hora que chega nesses 0,2A pode baixar a tensão da fonte pra 13,2V que a bateria vai ficar "consumindo" 0,05 a 0,1A, esse já é o estado de flutuação, com tensão mais baixa que a carga feita antes.

    É digamos isso aqui:
    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         baterias_21.jpg
Visualizações:	52
Tamanho: 	16,4 KB
ID:      	68741

    Mas... isso precisa processamento pra carregar, precisa um microcontrolador PIC ou um circuito completo com diversos comparadores de tensão e cia pra medir os momentos de mudar o tipo de carga. É algo bem mais complicado.

    Na falta disso... o jeito é simplesmente usar carga a 10% da capacidade, digamos 9A em bateria de 90Ah, e deixar em flutuação a 13,2V, que o consumo de corrente vai ser alto no começo, e ir baixando lentamente (Mas você não precisa fazer nada, a corrente baixa sozinha, não é porque a fonte tem CAPACIDADE pra 9A que sempre será consumido 9A. Se fosse assim, ao ligar um ventilador de 50W na tomada ele consumiria tudo o que a usina de Itaipu gera, mas na real ele consome só o que precisa, a bateria também, uma vez carregada ela dissipa na forma de calor só uma corrente bem baixa, e não toda a corrente que a fonte poderia fornecer). Só que como isso desequaliza as células depois de um tempo, vai a cada 2 meses e dá uma carga de 20 minutos a 1h lá pelos 14,4V, ou que seja 16V por 20 minutos. Essa parte não é difícil fazer manualmente, bota o Google Agenda pra mandar aviso. É o pouco que dá pra fazer com baixo custo.

    Ou seja, fonte 9A a 13,2V ligada direto na bateria o tempo todo. Vai a cada 40 dias ou 2 meses e ajusta o trimpot da fonte pra 14,5V por meia hora, e depois volta pra 13,2V. Só isso.

    Por isso carregador de alta qualidade, tipo Xantrex, custa uma fortuna, o circuito interno é muito inteligente, segue todos esses passos da carga.

    (Idem pra carga de bateria de lithium, e essas precisam corrente de carga AINDA mais alta nos primeiros 80% da carga, tipo 1A em bateira de 1000mAh (1Ah). Bateria de chumbo e lithium até carregam com corrente baixa (Tipo 0,1A de corrente carregando bateria de 10Ah), mas a reação química não ocorre por toda a bateria e surgem vários problemas a curto e médio prazo (E nem existe "longo prazo" porque as baterias que vivem assim não chegam a viver um período longo, a vida útil cai em 50% ou mais!). NiCD é bom nessa parte porque cristaliza o material interno e não carrega mais direito, é ruim que tem que ir dar uma carga em alta corrente pra quebrar essa cristalização, mas isso pelo menos permite salvar a pilha do efeito memória. Com chumbo e lithium não tem isso, danifica irreversivelmente a célula quando faz um tipo ruim de carga seguidas vezes (Ou no caso de chumbo, quando deixa de ir dar um boost de sobretensão pra equalizar as células a cada X semanas ou meses conforme o uso))
    Última edição por rubem; 09-07-2018 às 13:59.



  19. #19

    Padrão

    Muito obrigado pelas informações mesmo

  20. #20

    Padrão Re: Controlador de Carga Qual Usar

    Citação Postado originalmente por jmayer Ver Post
    Preciso usar um controlador de carga junto com uma fonte, devido a grande falta de energia no interior e o consumo ser grande. A falta de energia ás vezes demora a retornar, por períodos de até uma semana. As fontes no-breack que conheço a carga para bateria é muito baixa não passando de 1A. Tive um controlador de carga da LEAD que controlava a carga da bateria curto-circuitando a entrada do painel quando a bateria estava carregada. Gostaria de saber se algum desses modelos trabalham do mesmo modo ou com entrada do painel aberta simplesmente interrompendo a corrente de carga.Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         controlador-de-carga2.jpg
Visualizações:	153
Tamanho: 	53,8 KB
ID:      	68097 Nome:      controlador-de-carga.jpg
Visitas:     608
Tamanho:  9,7 KBGrato.
    JMayer
    boa noite, como esta usando o esquema com painel solar e baterias atualmente?, estou pensando em usar algo parecido mas fico na duvida