+ Responder ao Tópico



  1. #67

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?


  2. #68

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por chicao48 Ver Post
    Anatel é louca.
    Onde eu atuo tem repetidor chinês instalado em tudo que é barraco.
    Nunca vi a Anatel vir atrás.



  3. #69

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por chicao48 Ver Post
    Fiz um colega na Anatel, ele me falou que posso instalar desde que tenha homologação e eu não use antena externa para repetir o sinal, apenas a interna, ele mesmo falou que trabalha na Anatel há 12 anos e nunca apreendeu um repetidor nem conhece ninguém que já o fez aqui pela PB... é tudo tão bagunçado que segundo a Anatel, a vivo não tem outorga para atuar o 3G aqui na minha cidade ese meu 'colega' falou, mas ta lá a torre com toda a mizura!

  4. #70

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por Nilton Nakao Ver Post
    chicao48, quando monto uma antena algumas coisa aplico de primordial. Se você trabalha com isso, se quiser me mostre os resultados, não melhora no sinal, mas na qualidade ao longo dos dias ou tempos por isso raramente volto no cliente, ruim no meu bolso kkkkk
    1- Sempre uso o mastro como segundo refletor, então abraçadeiras ficam cerca de 9 cm da ponta do cano ( 850 MHz).
    2- sempre uso "pingadeira" no cabo coaxial na borda de descida, inclusive no cabo UTP( internet via ´radio)
    3- procuro aterrar ou o mastro estar em contato com o solo( energia estática por conta dos ventos ou ar seco).
    4- Nunca aperto demais os conectores, pode danificar ou fechar um curto; fitas isolantes na antena nem pensar. No máximo fita de alta fusão com duas voltas na parte de fixação do cabo e conector.
    5- menos de 5 metros nunca uso cabo grosso( 2 GHz) e 10 metros para 900MHz. O campo pode interferir no funcionamento do dispositivo, costuma acontecer muito quando o ar está a menos de 40% ou superior a 80%, varia conforme a região.
    6- procuro seguir as normas ABNT, CONFEA etc na instalação de rede elétrica, se o dispositivo exigir aterramento, aterro.
    Ontem discuti com uma pessoa, por não ter aterramento protestou e por isso o deixei falando sozinho( eletricista dele disse que é besteira), uma TV de 32"; toda tomada de 3 pinos, é recomendável polarizar basta buscar no google kkkkkk; pino chato também.
    Padrão brasileiro para as tomadas, considero dentre as mais seguras do mundo; onde um cego pode conectar o plug de seu notebook mesmo que esteja descalço, o rico de choque elétrico é baixo; nenhum outro padrão oferece isso por um custo baixíssimo.
    Foi levantado essa questão, inclusive existe denúncias de dumping; muitos países estão estudando em utilizar esse tipo de padrão. Na realidade é o tipo "C" melhorado, usado na maioria dos países.
    7- procuro usar sistema de pingadeira próximo ao equipamento( casa do cliente).
    8- não instalo antenas caseiras para o cliente, faço para mim; ele pode não dedurar, mas que vê a instalação sim. Esse tipo de serviço ninguém vê, será como um serviço qualquer; mas o vizinho dele sempre está com problema, e seu cliente não.
    9- zona rural acima de 50 metros, não uso FE; uso "CCE-APL 50 x 2 ou 60 x2 no caso 2 pares", tem uma propriedade rural aqui que já tem 20 anos de instalado, rede elétrica foi trocado duas vezes numa distância de 350 metros; hoje pode até desativar pois o celular de mão pega praticamente na porta, mas acha caro gastar ...
    10- Pode me chamar de chato, não será o único mas antes de vender o produto ou serviço e mão-de-obra, segurança pós instalação é importante.


    Quem quiser usar essas recomendações, estejam à vontade, não vou cobrar patente por isso; americano é quem gosta disso kkkkk. Venda,prestação de serviços é como ler e escrever como disse a jovem paquistanesa num discurso em São Paulo. é muito além disso.
    Vi num vídeo, que a dona de um sítio apresenta várias soluções de comunicação no sítio dela, que vai desde 2 antenas de celular rural até uma antena de internet via satélite. O mais curioso é que nos relatos dela sobre as 2 antenas de celular rural, é que o tubo de ferro que sustenta a antena de menor ganho era preso num pedaço de madeira de mais ou menos 1,5m, que fazia contato com o solo, e não pegava sinal algum; um dia o seu marido resolveu trocar o pedaço de madeira por um tubo de ferro que em contato com o solo fez pegar sinal perfeitamente. Muito boa essa descoberta!



  5. #71

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por chicao48 Ver Post
    Vi num vídeo, que a dona de um sítio apresenta várias soluções de comunicação no sítio dela, que vai desde 2 antenas de celular rural até uma antena de internet via satélite. O mais curioso é que nos relatos dela sobre as 2 antenas de celular rural, é que o tubo de ferro que sustenta a antena de menor ganho era preso num pedaço de madeira de mais ou menos 1,5m, que fazia contato com o solo, e não pegava sinal algum; um dia o seu marido resolveu trocar o pedaço de madeira por um tubo de ferro que em contato com o solo fez pegar sinal perfeitamente. Muito boa essa descoberta!

    Acho que ao mexer na antena algum problema de conexão, cabo, conector, etc foi resolvido. Nunca vi relação do material do mastro com o sinal recebido. A não ser, quem sabe, talvez, de repente em antenas plano-terra long wire em ondas médias.

  6. #72
    Avatar de Nilton Nakao
    Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Carlos Chagas, Minas Gerais
    Posts
    1.165

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    chicao48, isso acontece por que a antena estando isolado do solo em seu suporte a energia estática interfere na captação de sinal. Fiz testes ligando por um fio ou cabo aterrando a mesma, não deu muito certo. Além disso um poste de eucalipto custa cerca de R$ 50,00 com 7 metros de altura, e uma barra de cano industrial mais ou menos isso, por não ser galvanizado eu para instalar sinal de antena TV local, deixei alguns dias ao sol, retirei o óleo apenas com jornal e pintei com apenas uma camada e já se passaram 15 anos; tem 4 antenas fixadas nela.
    Quem é radio-amador ou foi na faixa de 60m, 49m, 31m, 19m e até mesmo 2m sabem perfeitamente que antenas fixadas em postes de madeira ou cimento têm um péssimo rendimento. Primeiramente as empresa aéreas é quem fiscalizava as estações radioamadoras, passou para correios segundo relatos com radioamadores mais velhos, depois veio a DENTEL hoje ANATEL; Não se permitia de forma alguma a fixação em postes de madeira ou cimento. Para não perder a venda, fazemos essas gambiarras que no ato da instalação economizou R$ 50,00 ou até gastou mais; pior de tudo pagou o frete para levar 1, 2 ou 10 postes, mais uma cano de 1 1/4" bastava fazer o planejamento.
    Uma antena yagi de 10 dBi, ou 20 dBi estando livre da zona de fresnell e dentro do limite de 15 km de raio da operadora, não fará diferença alguma ou quase nenhuma( -100 dBm para -95 ou -97 dBm), com 16 km sinal pode chegar mas logo ficará sem sinal; já ERBs que possuem somente gsm alcançam 30 km de raio, tenho um caso com 39 km e o que é pior num celular comum e antenas de diferentes ganhos no visor não fez diferença nenhum em pontos( 3 pontos nos motorola, alcatel e LG; sony, samsung e nokia 1 a 2 pontos) além disso nos motorola o sinal sumia do display e eu continuava falando sem antena externa. MotoG era a mesma coisa, no motoG 5 não sei dizer, mas programa por prioridade( dados, voz, vídeos ou todos) que acredito fazer uma certa diferença quando o sinal for fraco.