+ Responder ao Tópico



  1. #517

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Pessoal, nunca usei um repetidor.
    Nas fotos que vejo, há uma antena externa, um cabo ligando esta antena ao repetidor, e, no próprio repetidor, uma antena pequena direto, sem cabo.
    Pode-se fazer o oposto, ou seja, a antena externa, um cabo bem curto até o repetidor, e do repetidor à antena interna um cabo maior (cerca de 10m, por exemplo ?)

  2. #518

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por JoaoBC Ver Post
    Pessoal, nunca usei um repetidor.
    Nas fotos que vejo, há uma antena externa, um cabo ligando esta antena ao repetidor, e, no próprio repetidor, uma antena pequena direto, sem cabo.
    Pode-se fazer o oposto, ou seja, a antena externa, um cabo bem curto até o repetidor, e do repetidor à antena interna um cabo maior (cerca de 10m, por exemplo ?)
    Não.

    Por três motivos:

    O primeiro é que todo repetidor sofre de um efeito chamado realimentação. Seria como a microfonia: Quando você está com o microfone muito próximo a caixa de som, começa a assobiar zuando a parada toda!

    Não que seja um defeito. É um efeito dele amplificar de modo linear.

    Então todo instalador de repetidores já sabe: Tem que utilizar um cabo de alto ganho (RGC213) entre a antena externa e o repetidor para que se possa separar o equipamento da antena externa no mínimo 10 metros de diferença em altura/vertical (horizontalmente não adianta quase nada) e 15 metros entre a antena interna e antena externa.

    O segundo motivo é a perda do sinal nos cabos.

    Cabos de 50ohms perdem capacidade de sinal quanto mais compridos forem. Tendo em vista que um celular não transmite mais do que 75mW, o sinal que é recebido deste pela antena interna (celular > repetidor) é baixo. Se houver perda por cabos, o sinal recebido pelo repetidor, vindo do celular, pode ser insuficiente para ser amplificado.

    O terceiro motivo é resultante diretamente do segundo motivo. Explico:

    Todo repetidor de celular tem menor ganho de amplificação da fase de uplink (repetidor > ERB). Portanto se o sinal a ser amplificado no uplink for muito fraco (celular distante da antena interna, alta perda nos cabos internos), pode ser que o sinal emitido pelo repetidor em direção a ERB seja muito fraco para ser recebido por ela.


    Então é possível colocar a antena mais distante do repetidor, utilizando um cabo interno ao imóvel?

    A resposta é sim, mas com técnica específica!

    É necessário utilizar um cabo de alto ganho como o RGC213 de cobre rígido no núcleo (já vi comprarem o RG213 de malha trançada. É mais barato mas só serve pra PX). E utilizar uma antena tipo cogumelo de 4dBi modelo CF-02 da Aquário >>> http://www.aquario.com.br/produto/cf-02/.

    E lembrar: Se não houver separação vertical entre a antena externa, repetidor e antena interna, ocorre o efeito de realimentação e nada vai funcionar!



  3. #519

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por sphreak Ver Post
    É necessário utilizar um cabo de alto ganho como o RGC213 de cobre rígido no núcleo (já vi comprarem o RG213 de malha trançada. É mais barato mas só serve pra PX). E utilizar uma antena tipo cogumelo de 4dBi modelo CF-02 da Aquário >>> http://www.aquario.com.br/produto/cf-02/.
    Essas antenas cogumelo facilitam a isolação entre a antena externa, e elas têm o mesmo alcance de sinal dentro do ambiente, assim como a antena palito que vem no repetidor?

  4. #520

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    se colocar um para-raio , ai sim vai atrair eles!!!



  5. #521

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Sim, é o correto . Quando mais perto, o repetidor, ficar da antena receptora, mais qualidade terá na retransmissão.

  6. #522

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    spreak, obrigado pela resposta.