+ Responder ao Tópico



  1. #501

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Eu tenho opinião que amplimax e este CA42S-4G são para propósitos diferentes.
    O amplimax é para locais em que o sinal é muito, muito ruim. Já o CA é para aqueles locais em que o sinal não é tão ruim assim.
    O amplimax é para funcionar fixo, ou seja, instala, usa e não muda/modifica nada. O CA é para usar numa casa de campo ou praia, que você passa as férias ou um feriadão, mas nos dias "normais" fica na cidade.
    Este é meu caso.
    Moro no Rio de Janeiro, Flamengo, e passo as férias na Roça, na região serrana do ES. 335 dias no Rio, 30 no ES.
    Lá tenho voz (rede 2G) da vivo, com celular rural. Smartphone capta o sinal mas não funciona.
    Também tenho lá sinal 4G (internet) da tim, na banda 28, 700 MHz). Funciona num modem Huawei E8372. Funciona.
    O celular acha o sinal, mas não se registra na rede, não navega.
    Outra coisa, não é viável por chip no amplimax quando tiver em casa, e no celular normal quando for à cidade.
    Nem instalar o aparelho quando estiver lá, e desinstalar quando voltar.
    Outro uso, seria móvel. Ter sinal na estrada.
    No site americanas.com está a R$ 650,00

  2. #502
    Avatar de Nilton Nakao
    Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Carlos Chagas, Minas Gerais
    Posts
    1.241

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    chicao48 bom dia.
    De acordo com a norma, ao compramos um SIMCARD ou melhor chip, qualquer que seja a operadora inclusive tipo virtual como os Correios, Porto Seguro etc são para uso em dispositivos móveis portanto celulares de mão e uso pessoal. Basta ler as condições descritas no manual do chip.
    Para uso em estação fixa, ou coordenadas fixas é necessário que se faça um plano tipo residencial e pode acontecer do chip só funcionar naquele IMEI, se trocar para um outro aparelho não funcionará. Como somos preguiçosos, habilitamos com móvel e deixamos correr à solta.
    Tecnicamente como estamos pagando pelo uso, governo e operadoras não estão nem aí. Mas numa propriedade rural de produção não pode ser contabilizada como despesa pagando IRPF a mais conforme a renda bruta anual.
    Como sou cliente da Claro há mais de 10 anos( acho), desde GSM desconfiava que obtinha minha localização ao efetuar ou receber chamadas; com smartphone tenho certeza o mesmo acontece com Vivo e Tim.
    Clientes da Claro é o único que não precisa trocar de chip para uso em rede 4G, pelo menos o meu é antigo e funciona perfeitamente atingindo a taxas de 85 Mbps com -90 dBm e -100 dBm em torno de 20 Mbps pelo menos no meu caso. Segundo a operadora, para uso em 4,5G precisaria trocar de chip e saberei nos próximos dias como prova.



  3. #503

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por Nilton Nakao Ver Post
    Para uso em estação fixa, ou coordenadas fixas é necessário que se faça um plano tipo residencial e pode acontecer do chip só funcionar naquele IMEI, se trocar para um outro aparelho não funcionará. Como somos preguiçosos, habilitamos com móvel e deixamos correr à solta.
    Acho que a Claro está adotando gradualmente uma medida que, para se conectar à rede dela por dispositivos fixos, terá que fazer um cadastro junto a sua central de atendimento, pois isso já está muito rotineiro, esse problema de conexão em específico apenas com a sua rede, em várias localidades do país. Outra explicação técnica para esse problema, acho que não há, não!

  4. #504
    Avatar de Nilton Nakao
    Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Carlos Chagas, Minas Gerais
    Posts
    1.241

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    JaoBC, onde moro, Oi e Vivo GSM e 3G; Tim e Claro com GSM, 3G e 4G LTE. Oi e Claro possui uma péssima cobertura em 3G apesar que a Claro é bem melhor.
    Tim em 4G mal consegue chegar a 12 Mbps e cobertura é de mal a pior; mas a Claro tem uma excelente cobertura mesmo na banda 3.

    Nunca gostei de ficar trocando os chips nos aparelhos, nem para teste mesmo para cliente. Perdi 3 chips e dois celulares nessa de tirar o meu chip e testar no aparelho do cliente, nenhum deles me ressarciram e ainda acharam ruim de mim. Meu celular é nano chip, mais um motivo ainda para jamais retirar do aparelho.
    Cliente trazendo o dispositivo sem chip dele não dou garantia mas para tal mantenho plano pós-pago da Claro para que ninguém reclame da sua franquia de minutos que fora consumido sem a devida autorização; que traga o chip no dia da retirada do dispositivo pelo menos.

    Oriento os produtores rurais para que cada agregado tenha o seu chip, a antena ou com interface seja da propriedade de modo a garantir que cada família seja responsável por essa despesa pessoal. Na maioria dos casos os resultados são promissores, tanto o funcionário ou empregador perdem o "direito" de usar número de outrem para contatos pessoais. Hoje é vergonhoso pedir um telefone emprestado, fazer ligações a cobrar ou mesmo usar o fixo da empresa para assuntos pessoais.



  5. #505
    Avatar de Nilton Nakao
    Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Carlos Chagas, Minas Gerais
    Posts
    1.241

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Conheço uma pessoa que fez isso e resolveu o problema, no caso bastou ligar para 1052.

  6. #506

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por chicao48 Ver Post
    Acho que a Claro está adotando gradualmente uma medida que, para se conectar à rede dela por dispositivos fixos, terá que fazer um cadastro junto a sua central de atendimento, pois isso já está muito rotineiro, esse problema de conexão em específico apenas com a sua rede, em várias localidades do país. Outra explicação técnica para esse problema, acho que não há, não!
    As pessoas que estão enfrentando esse tipo de problema de conexão com a rede de dados da Claro, se limitam apenas a buscar soluções técnicas na internet. Mas, com certeza se elas ligassem na central da Claro para reclamar; teriam uma grande surpresa na resposta!



  7. #507

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por Nilton Nakao Ver Post
    Nunca gostei de ficar trocando os chips nos aparelhos, nem para teste mesmo para cliente.
    Clássico caso de se usar o Amplimax fixo num poste / torre.

    Já para quem está "de passagem" num local de sinal ruim, e quer manter seu celular com sinal, resta usar este CA, OU instalar um repetidor por algum tempo.
    Se estiver num hotel-fazenda, por exemplo, o cel rural é mais viável.

  8. #508
    Avatar de Nilton Nakao
    Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Carlos Chagas, Minas Gerais
    Posts
    1.241

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    chicao48 te falo por experiência própria referente à Claro.
    Meu primeiro smartfone foi um delfi mini da Motorola; navegar com ele era ruim mesmo no wi-fi, liguei para a Claro que ainda era pré-pago, RG, CPF, Nome completo, CEP, Filiação e acho que me pediram de duas horas a 24 horas para que seja normalizado. Assim que terminou a ligação o celular reiniciou voltando a funcionar normalmente mesmo com 2G.
    No segundo, Moto G single ao efetuar o aplicativo motocare, reiniciou o celular e o roteador e chegou um alerta por e-mail pedindo confirmação da troca de dispositivo, vias SMS da Claro inclusive e já no plano controle.
    No terceiro, moto G dual apenas a confirmação do google que ao entrar em funcionamento da rede 3G e 4G precisei de ligar para a operadora mas constantemente não detectava o sinal da Claro, Vivo sim. Comecei a ter experiências com pós-pago, não tenho do que reclamar.
    No quarto com moto G5 S, ao inserir o CPF, veio uma boa parte dos aplicativos sem precisar de instalar. Precisei de confirmar para a Claro e Vivo a atualização do dispositivo já no próprio google mesmo. Acesso a conta no Yahoo agora é por torpedo, onde assim que confirmar é apagado no registro na tela do celular.
    Como percebo rapidamente certas ações, cada vez que ligo ou recebo ligação das operadoras sinto que o comportamento do celular muda e isso não é de hoje. Com a Claro com dados é cada vez menos menor o consumo( 1 GB para os atuais 240 MB) e ligações são ilimitadas, mas com a Vivo os créditos não dá tempo nem de desaparecer e são os 12 Reais mais caros que conheço.

    Usar serviço de dados da Claro pode ser complicado, por que numa ligação por voz os dados continua ativo e se o aparelho não tiver resposta de funcionar 3G e 2G ou 4G e 3G/2G jamais conseguirá ter algo satisfatório, sem contar nos cuidados com a antena que pode necessitar de uma logperiódica( 700 MHz a 2,6 Hz) ou pelo menos dual band( 900/1800), mas os ganhos reais são bem menores.
    Todos os chips da Claro que habilitei no ano passado, pede o detalhamento de cadastro; sendo de menor existe filtro de acordo com a idade e não consegue nem mesmo receber algumas transferências de arquivos via bluethooph, tenho ouvido relatos da Tim e Vivo nesse quesito.
    Reclamo para qualquer operadora usando a Claro para meus clientes e até não clientes, me falam que não conseguem solução nenhuma me pedem ajuda e soluciono o problema. Não cobro, alguns me recompensam $$$, outros um obrigado mas existe aqueles do tipo que não fez mais do que uma obrigação kkkkk. Tenho casos que lojas da Tim, Vivo ou Oi não conseguiram resolver, mas resolvi tudo pelo telefone ligando para essas operadoras via Claro logicamente e às vez me é cobrado na próxima fatura( R$ 0,65 a R$ 1,15) seja por minutos ou ligação.



  9. #509

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Amigos, eu estava vendo um tutorial, na qual, os técnicos de redes crimpam o cabo de rede, de forma que é transmitido dados e energia para alimentar os aparelhos. Só que nos comentários, as opiniões se dividem, quanto à segurança dessa instalação!

  10. #510

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por chicao48 Ver Post
    Amigos, eu estava vendo um tutorial, na qual, os técnicos de redes crimpam o cabo de rede, de forma que é transmitido dados e energia para alimentar os aparelhos. Só que nos comentários, as opiniões se dividem, quanto à segurança dessa instalação!
    Isso é um procedimento normal, desde que obedecida as normas técnicas. O cabo (fonte) POE é assim, transmite dados e energia DC ao mesmo tempo.
    Infelizmente, algumas pessoas querem divergir do padrão. Desta forma, o cabo se torna um indutor de ruídos e acaba degradando o sinal.
    Já vi no youtube um cara ensinando passar voltagem 220AC, num cabo de rede, como se fosse um POE.
    Sim funciona, mas é totalmente fora das normas. O cabo UTP não foi feito pra recebe grandes voltagem, principalmente AC.



  11. #511

  12. #512

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Parabéns Chicão, muito bom o seu trabalho.
    Tem como você enviar detalhes de como fez a parabólica?

    Outra coisa. A enorme diferença de sinal entre as antenas, não seria pelo fato de que a parabólica está com um repetidor de sinal, o qual tem integrado um booster?



  13. #513

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por sergios Ver Post
    Parabéns Chicão, muito bom o seu trabalho.
    Tem como você enviar detalhes de como fez a parabólica?

    Outra coisa. A enorme diferença de sinal entre as antenas, não seria pelo fato de que a parabólica está com um repetidor de sinal, o qual tem integrado um booster?
    Não é montagem minha, não; é de um canal do youtube, rsrs!

  14. #514

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por sergios Ver Post
    Parabéns Chicão, muito bom o seu trabalho.
    Tem como você enviar detalhes de como fez a parabólica?

    Outra coisa. A enorme diferença de sinal entre as antenas, não seria pelo fato de que a parabólica está com um repetidor de sinal, o qual tem integrado um booster?
    Eu também fiquei a me perguntar se essa enorme diferença de -105dBm pra -58dBm não seria pelo repetidor (de 3Watts esse trem aí... Se a Anatel pega é 10 mil + um processinho)

    Outra coisa: A diferença de montagem.
    Uma antena é Yagi (17~20dBi ???), pelo modelo com chapa deve ser Elsys ou JFA (lixos!) com cabo RGC58 (perda de 50% em 10mts ou mais de cabo)
    A segunda montagem é uma parábola (20~26dBi???) com cabo RGC213 curto (perda inferior a 10%).

    Vou chutar uma perda de 30% no cabo RGC58 com Yagi de ganho máximo que o modelo permite que é 20dBi.

    Com perda de 30% no RGC58, com sinal captado no telefone de mesa em -105dBm calculo que o sinal de saída na Yagi é da ordem de -80dBm +ou-. Com ganho de 20dBi o sinal no ar é de -100dBm.

    Vou considerar perda de 10% no cabo RGC213 e ganho máximo que o modelo parábola permite de 26dBi.

    -100dBm (sinal no ar) + 26dBi (ganho da antena) = -74dBm +10% (perda do cabo) = +ou- 84dBm no modelo parábola.

    Vejam que eu utilizei valores mínimos de perdas nos cabos e máximos de ganhos das antena e não chegou nem perto dos -58dBm do vídeo. O que me leva a crer que esse ganho é pós repetidor e não pós parábola.


    Em testes de campo, em 850Mhz só consegui valores de sinal assim com antena direcional e visada limpa a menos de 5km da ERB.



  15. #515

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por sphreak Ver Post
    Vou considerar perda de 10% no cabo RGC213 e ganho máximo que o modelo parábola permite de 26dBi.
    -100dBm (sinal no ar) + 26dBi (ganho da antena) = -74dBm +10% (perda do cabo) = +ou- 84dBm no modelo parábola.
    A média seria isso, mesmo; +ou-84dbm. Já vi em outros canais, e essa diferença é sempre essa média de -84~-90dbm. Em outro canal o instalador adapta uma antena da intelbrás de 850Mhz em uma parabólica e instala apenas no beiral do telhado, onde o sinal em 2100Mhz era de -113dbm com uma antena pirulito da Aquário, e o sinal ficou em -89dbm em 850Mhz.

  16. #516

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por chicao48 Ver Post
    A média seria isso, mesmo; +ou-84dbm. Já vi em outros canais, e essa diferença é sempre essa média de -84~-90dbm. Em outro canal o instalador adapta uma antena da intelbrás de 850Mhz em uma parabólica e instala apenas no beiral do telhado, onde o sinal em 2100Mhz era de -113dbm com uma antena pirulito da Aquário, e o sinal ficou em -89dbm em 850Mhz.
    Mas veja a diferença novamente: 2100Mhz -113dBm. Uma faixa de propagação baixa, alta perda no ar livre e alta perda nos cabos.
    850Mhz -89dBm. Faixa de propagação alta, baixa perda no ar livre e baixa perda nos cabos.

    Imagine uma torre a 10km operando na banda de 2100Mhz e transmitindo com cartão de 5 Watts (37dBm).

    A perda no ar seria da ordem de 119dB, chegando no ar na antena -82dBm. Com ganho médio de 17dBi da antena tipo pirulito, o sinal na entrada do cabo é de -65dBm. Com perda de 10dB no cabo RGC58 de 10 metros (padrão vendido em kits telefone ou pré montados em antena), o sinal medido seria da ordem de -75dBm.

    Já em 850Mhz a coisa seria absurda!

    A perda no ar seria de 110dB. Então o sinal no ar na antena seria de -73dBm. Com ganho médio de 17dBi o sinal no cabo iria para ordem de -56dBm. A perda do cabo RGC58~10mts para 850Mhz é de apenas 5dB. O sinal medido então é na casa dos -61dBm.

    20% de diferença em média. Se vocé pegar 20% dos -89dBm em 850Mhz chega a -107dBm, 6dBm a menos que os -113dBm medidos na pirulito de 2100Mhz

    Um outro fator a se considerar é que antena pirulito da Aquário é lixo (já as Yagi de 700/850/900 mhz são top de mercado). Usar ela e nada é redundância. Uma antena grelha dessas de wifi 2.4 esculacha e deixa no chinelo essa pirulito de 2100



  17. #517

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Pessoal, nunca usei um repetidor.
    Nas fotos que vejo, há uma antena externa, um cabo ligando esta antena ao repetidor, e, no próprio repetidor, uma antena pequena direto, sem cabo.
    Pode-se fazer o oposto, ou seja, a antena externa, um cabo bem curto até o repetidor, e do repetidor à antena interna um cabo maior (cerca de 10m, por exemplo ?)

  18. #518

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por JoaoBC Ver Post
    Pessoal, nunca usei um repetidor.
    Nas fotos que vejo, há uma antena externa, um cabo ligando esta antena ao repetidor, e, no próprio repetidor, uma antena pequena direto, sem cabo.
    Pode-se fazer o oposto, ou seja, a antena externa, um cabo bem curto até o repetidor, e do repetidor à antena interna um cabo maior (cerca de 10m, por exemplo ?)
    Não.

    Por três motivos:

    O primeiro é que todo repetidor sofre de um efeito chamado realimentação. Seria como a microfonia: Quando você está com o microfone muito próximo a caixa de som, começa a assobiar zuando a parada toda!

    Não que seja um defeito. É um efeito dele amplificar de modo linear.

    Então todo instalador de repetidores já sabe: Tem que utilizar um cabo de alto ganho (RGC213) entre a antena externa e o repetidor para que se possa separar o equipamento da antena externa no mínimo 10 metros de diferença em altura/vertical (horizontalmente não adianta quase nada) e 15 metros entre a antena interna e antena externa.

    O segundo motivo é a perda do sinal nos cabos.

    Cabos de 50ohms perdem capacidade de sinal quanto mais compridos forem. Tendo em vista que um celular não transmite mais do que 75mW, o sinal que é recebido deste pela antena interna (celular > repetidor) é baixo. Se houver perda por cabos, o sinal recebido pelo repetidor, vindo do celular, pode ser insuficiente para ser amplificado.

    O terceiro motivo é resultante diretamente do segundo motivo. Explico:

    Todo repetidor de celular tem menor ganho de amplificação da fase de uplink (repetidor > ERB). Portanto se o sinal a ser amplificado no uplink for muito fraco (celular distante da antena interna, alta perda nos cabos internos), pode ser que o sinal emitido pelo repetidor em direção a ERB seja muito fraco para ser recebido por ela.


    Então é possível colocar a antena mais distante do repetidor, utilizando um cabo interno ao imóvel?

    A resposta é sim, mas com técnica específica!

    É necessário utilizar um cabo de alto ganho como o RGC213 de cobre rígido no núcleo (já vi comprarem o RG213 de malha trançada. É mais barato mas só serve pra PX). E utilizar uma antena tipo cogumelo de 4dBi modelo CF-02 da Aquário >>> http://www.aquario.com.br/produto/cf-02/.

    E lembrar: Se não houver separação vertical entre a antena externa, repetidor e antena interna, ocorre o efeito de realimentação e nada vai funcionar!



  19. #519

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    Citação Postado originalmente por sphreak Ver Post
    É necessário utilizar um cabo de alto ganho como o RGC213 de cobre rígido no núcleo (já vi comprarem o RG213 de malha trançada. É mais barato mas só serve pra PX). E utilizar uma antena tipo cogumelo de 4dBi modelo CF-02 da Aquário >>> http://www.aquario.com.br/produto/cf-02/.
    Essas antenas cogumelo facilitam a isolação entre a antena externa, e elas têm o mesmo alcance de sinal dentro do ambiente, assim como a antena palito que vem no repetidor?

  20. #520

    Padrão Re: Por que o 4G B3 no smartphone só funciona perto das torres?

    se colocar um para-raio , ai sim vai atrair eles!!!