+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Question Receita Estadual - RS - Provedores

    Opa Pessoal!

    Recebemos o seguinte comunicado hoje em nosso Provedor, gostaria de saber se alguém recebeu algo parecido no RS ou até mesmo em outro Estado, se recebeu oque significa este comunicado? oque fizeram?

    Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         RECEITA ESTADUAL.PNG
Visualizações:	6
Tamanho: 	40,4 KB
ID:      	70173

    Imagem contem apenas uma parte do comunicado.

    Agradeço já

  2. #2
    Avatar de Nilton Nakao
    Ingresso
    Sep 2013
    Localização
    Carlos Chagas, Minas Gerais
    Posts
    1.240

    Padrão Re: Receita Estadual - RS - Provedores

    Parece ser nota fiscal eletrônica semelhante à de celulares pós pagos e telefonia fixa comutada. Embora seja prestadora de serviços, incide ICMS que pode chegar a 33% mais outros encargos chegando por volta de 55% ao consumidor.
    Internet fixa, ou seja fibrada/cabeada pode haver essa cobrança sendo necessário uma filial em cada estado ou região administrativa tipo DDD saltando de EPP para sistema tributário comum mesmo que o faturamento não atinja.
    Isso não vem diretamente da receita estadual, mas da receita federal e muitos estados estavam adiando, adiando, adiando. Como produtos e serviços é com nota fiscal eletrônica, cai a sonegação, corrupção entres os agentes, caindo os impostos, derrubando os preços ao consumidor.
    Nota Fiscal Eletrônica tão logo seja emitida, mesmo de serviços é registrada em todas as esferas logo um consumidor comum respondera criminalmente e administrativamente em compras de R$ 18.000,00 e declara que recebeu R$ 15.500,00 ou estava desempregado. Conheço muita gente nesta situação, eu como procuro fazer direito nem a auxílio emergencial tive direito; mas estou conseguindo pagar minhas contas exceto os impostos devidos.
    Paralelamente apenas a Claro recolhe o imposto a favor do município, precisando digitar o DDD e o CEP para cadastro no sistema pré-pago. No caso da maioria dos estados, distrito federal quem mais perde são as capitais ou cerca de 40% dos clientes, com certeza se aplica a pequenos e médios provedores e perder receita sabe como é. Defendida por gestão de Itamar, FHC e principalmente Dilma na primeira gestão até hoje caminha a passos lentos.



  3. #3

    Padrão

    Citação Postado originalmente por Nilton Nakao Ver Post
    Parece ser nota fiscal eletrônica semelhante à de celulares pós pagos e telefonia fixa comutada. Embora seja prestadora de serviços, incide ICMS que pode chegar a 33% mais outros encargos chegando por volta de 55% ao consumidor.
    Internet fixa, ou seja fibrada/cabeada pode haver essa cobrança sendo necessário uma filial em cada estado ou região administrativa tipo DDD saltando de EPP para sistema tributário comum mesmo que o faturamento não atinja.
    Isso não vem diretamente da receita estadual, mas da receita federal e muitos estados estavam adiando, adiando, adiando. Como produtos e serviços é com nota fiscal eletrônica, cai a sonegação, corrupção entres os agentes, caindo os impostos, derrubando os preços ao consumidor.
    Nota Fiscal Eletrônica tão logo seja emitida, mesmo de serviços é registrada em todas as esferas logo um consumidor comum respondera criminalmente e administrativamente em compras de R$ 18.000,00 e declara que recebeu R$ 15.500,00 ou estava desempregado. Conheço muita gente nesta situação, eu como procuro fazer direito nem a auxílio emergencial tive direito; mas estou conseguindo pagar minhas contas exceto os impostos devidos.
    Paralelamente apenas a Claro recolhe o imposto a favor do município, precisando digitar o DDD e o CEP para cadastro no sistema pré-pago. No caso da maioria dos estados, distrito federal quem mais perde são as capitais ou cerca de 40% dos clientes, com certeza se aplica a pequenos e médios provedores e perder receita sabe como é. Defendida por gestão de Itamar, FHC e principalmente Dilma na primeira gestão até hoje caminha a passos lentos.
    Obrigado, mas já resolvemos!

    Este comunicado é apenas para provedores que tens serviços além de banda larga, como por exemplo: telefonia/TV etc, caso o provedor não tenha esses outros serviços, deve exigir um formulário para isenção.