+ Responder ao Tópico



  1. #1

    Padrão Powerbeam Ac 500 - Duvidas

    olá pessoal do forum, recentemente adquiri um par de powerbeam ac 500, e resolvi colocar em produção em modo ptp para atender cerca de 50 clientes , antes usando a versão 400 M5 que ja estava chegando ao seu limite. entao fui dar aquele upgrade.
    logo de cara me deparei que este radio não possui AIRVIEW nem AIRMAGIC , mas o pq , eu n sei, é o primeiro produto ubiquiti q n vem essa poderosa ferramenta, fiquei decepcionado. atulializei para a ultima Versão do Fw e de nada adiantou. existe algum macete para ativar airview ou airmagic nesse produto ????

    outro detalhe, este enlace tem cerca de 10km, 9.60 km para ser mais exato, e o sinal ficou em torno de -63. achei q ia ficar show, dai outra decepção, é verdade q AC tem q ficar entre -45 até -55 ?

    segue em anexo as configs atuais...
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         ptp - pbeac.png
Visualizações:	39
Tamanho: 	76,4 KB
ID:      	70627  

  2. #2

    Padrão Re: Powerbeam Ac 500 - Duvidas

    Na verdade tem sinal -69dBm no pior chain, -69 e -65dBm num lado, -69 e -62dBm no outro lado. Isso é sinal bem baixo, só usa as modulações de N na prática.

    Com a diferença de -69 e -62dBm entre horizontal e vertical dá pra imaginar que a polarização vertical tem parte da zona de fresnel obstruída, ou seja, as antenas estão baixas. Pra 10km a 5,8GHz a zona de fresnel total é de 11m, a linha de visada tem que passar 11 acima de todo obstáculo, por isso o potential está em só 36%.

    Mas sobre AC, é por aí mesmo, a sensibilidade de AC tá na casa dos -62 a -60dBm pra 40MHz, mas isso é sensibilidade, pra todos os pacotes chegarem legíveis tem que ter uma margem entre sinal sensibilidade e sinal, acima de 10-12dBm geralmente, se não tem margem suficiente chega muita parte ilegível, há perda desse pacote, aí o software diminui o datarate em uso, com sinal baixo vai cair pra datarates de N, não tem milagre, só consegue mais tráfego com sinal mais alto, e pra isso precisa diminuir a parte pela zona de fresnel parcial (Ou aumentar ainda mais potência e ganho, coisa que em CPE comum já tá no limite). No datasheet delas tem a sensibilidade, mas geralmente só informa a sensibilidade a 20MHz, quando aumenta canal pra 40MHz a sensibilidade cai um pouco e na prática precisa 3dBm a mais pra manter o mesmo CCQ (Potencial) que teria em 20MHz (As vezes dá tanta perda de pacotes que o throughput nem aumenta 10% ao dobrar a largura do canal, é por essa questão de canal mais largo exigir mais sinal, é o dobro de subportadoras e cia pro chipset analisar então ele precisa os dados mais legíveis).

  3. #3

    Padrão

    Coloquei O AP está a cerca de 30M na torre, e o cliente a 3M num poste, ativei o gps no radio a fim de tentar visualizar mais informaçoes e estou postando aqui para entendermos melhor o meu cenario.

    seria realmente zona de fresnel ou a falta de um ajuste fino ?
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         ptp-fresnel.png
Visualizações:	31
Tamanho: 	72,3 KB
ID:      	70628  

  4. #4

    Padrão Re: Powerbeam Ac 500 - Duvidas

    Tá estranho esse sinal baixo, porque em 10km, com 20dBm de rádio e 27dBi nas 2 antenas o calculo dá sinal de -53dBm. Tá dando 17dBm mais baixo que o cálculo (-70dBm no chain0 nesse print).

    Nesse poste tem como subir pra ir com notebook alinhando de olho no sinal? A ponteira de algum deles não tá encaixada mal? Se a zona de fresnel tá limpa é pra ter sinal melhor, e não é pra ter tanta diferença entre as polarizações.

    Ah, na torre ela tá virada 2 ou 3° pra baixo? O ângulo deles é bem fechado, nessa distância 1 ou 2° já faz muita diferença.

  5. #5

    Padrão Re: Powerbeam Ac 500 - Duvidas

    Você não deve conhecer o radio. Mas esse que você adquiriu não so tem o AIRVIEW, como tambem tem um radio independente só para rodar essa ferramenta,ou seja, você não derruba seu enlance enquanto faz a varredura. e programa a troca de canal com muito mais eficiencia.