Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L


Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12
+ Responder ao Tópico

  1. #6
    lss
    Na construção de uma rede wireless , utiliza-se a própria rede cabeada como entrada, por ex. espeta o cabo utp no switch e liga na acess point(que vai ter uma antena liga nele, e tem a vantagem de diminuir o cabo já que o ap pode ficar acoplado perto da antena) por ex. daí vc já pode sair distribuindo os acessos.
    As invés de usar a placa pcmcia , os cartões e alguns metros de cabo, que diminuem o sinal, o pessoal usa estas bridges.


  2.    Publicidade


  3. Citação Postado originalmente por lss
    Na construção de uma rede wireless , utiliza-se a própria rede cabeada como entrada, por ex. espeta o cabo utp no switch e liga na acess point(que vai ter uma antena liga nele, e tem a vantagem de diminuir o cabo já que o ap pode ficar acoplado perto da antena) por ex. daí vc já pode sair distribuindo os acessos.
    As invés de usar a placa pcmcia , os cartões e alguns metros de cabo, que diminuem o sinal, o pessoal usa estas bridges.

    a bom, entendi, quer dizer então que as bridges são capazes de proporcionar um melhor sinal????


    Obrigado

  4. #8
    lss
    Numa rede Infraestrutura, com o uso do ap é justamente para melhorar a recepção do sinal, inclusive no ap vc pode fazer controle por mac, implementar criptografia, etc..

  5. Amigos... na verdade, a diferença entre se usar uma bridge e um roteador linux, é que... uma bridge faz o repasse entre duas redes IGUAIS, viabilizando assim, que um cliente tenha um IP de outra rede, ou mesmo que diversas redes se encherguem. o Contrário acontece com um roteador linux, onde vc tem que configurar duas redes distintas, uma da internet e outra da rede local, sendo que isso mascára as suas máquinas para as outras redes. É possivel implementar uma bridge no linux, mais isso já é outra história :-D

    Espero ter sanado dúvidas, falou...


  6.    Publicidade