+ Responder ao Tópico



  1. Galera,
    Isso me preocupa muito, pois ameaça o uso do linux nas empresas.
    Por exemplo, onde trabalho, o carro chefe sempre foi windows, levei o linux para lá com uma série vantagens, uma delas, a que salta mais os olhos é $$$$ gratuita a aquisição e atualização.

    Quando a Red Hat descontinuou seu Red Hat linux e seguiu apenas como Red Hat Enterprise Linux, o gerente de Ti já veio logo com gracinha, "uhe, o linux agora é pago é ??" e ai começa-se as expeculações: isso é só o começo !! depois vem mais e lá na frente vamos ter que pagar da mesma forma que a M$$$.

    Então, as vezes os cabeções de TI que só pensam em $$$ podem ter, erroneamente a visão de que isso é uma tendência e daqui a uns anos o linux será pago. Dai eles começam a querer tirar linux de dentro das empresas.

    Abraços.

  2. Citação Postado originalmente por Nerso
    AHahuaHUHU

    Comecei a usar Linux esses tempos e ja querem cobrar, comoeu so pé frio :cry:
    MANU..VC NÃO ESTÁ SOZINHO NESSA....EU TBM.......SOH ME PHODO.... :toim:



  3. mas eu ciente de que eu naun vo pagar...naun vo mais falar pro meus camaradas que eu uso linux..a partir de agora, só uso Ubuntu!(não estou mais citando a marcas linux..hehehehe!)

  4. #44
    icoslau
    Poxa pessoal,
    Antes de postarem coisas do tipo, ah vou ter que tirar meu Linux, não vou recomendar mais, não vou continuar com os cursos de atualização, etc, e principalmente, não lerem todos os posts aqui lançados para verem o que as pessoas já falaram, leiam pelo menos estes e acabem com esta confusão toda.

    1) O uso em si de distribuições, por parte do usuário, não necessitará de licensas, visto que o uso se enquadra no tipo "Fair use." Neste mesmo sentido, caso vc queira vender canecas com inscrições do tipo "Eu amo Linux" ou coisas do tipo, tbem nao necessitará, visto que vc está promovendo a marca. É importante destacar que a licensa que se fala é sobre, e somente sobre, a marca, não como nos softwares proprietarios, onde a licensa é sobre a utilização do produto.

    2) Caso vc venha a usar a marca Linux em um site, mas este tenha conteudo relacionado ao SO, não necessitará tbem da licensa. Aqui pode-se ver claramente um exemplo quando do uso da marca Linux no site linuxchix.com (nada relacionado ao linuxchix.org), que (não cheguei a acessa-lo) ao que parece não continha material positivo sobre o SO Linux.

    3) Em um caso que fora relatado aqui, do Habbis, pelas considerações realizadas no site http://www.linuxmark.org/who_needs.html não vejo que esta rede de fastfood deveria, em tese, adquirir lincensa, visto que, no caso citado, ela estaria promovendo o Linux (Fair Use), e creio que niguem viria a comprar um beirute apenas por causa do SO usado no sistema de entrega, ou seja, não haveria ganho por parte dela (direto) com a associação.

    4) Porém, caso o site, ou a empresa, venha a por exemplo, realizar consultoria e utiliza-se da marca Linux como referencia, ex. XXX Consultoria em Linux, deverá adquirir licença. O que ocorre aqui, é que seu produto ou serviço, em fato, só existe por causa da relação com o SO, e neste caso, tanto o prod. ou o serv. provavelmente já possuem marca registrada, onde percebemos duas importantes relações. Se vc provavelmente quer defender este produto ou serviço, afinal de contas, não gostaria de um concorrente "XXX Consultoria 'para' Linux", atuando no mesmo ramo, e portanto, podendo vir a confundir seus clientes, Linus T. vê tbem que deve proteger sua marca (que é administrada pela LMI), visto que vc esta obtendo lucro direito através dela. A outra imprtante relação é no sentido de uma empresa não se utilizar da marca Linux para beneficio proprio, afinal de contas, sabemos que esta marca carrega consigo um alto grau de confiabilidade e segurança, que seria derivado diretamente à empresa que viesse a usar por exemplo "Linux - Sistemas de Segurança.", em muitos casos o consumidor poderia vir a ser ludibriado com a associação de que um sistema de segurança privada, relacionado (mas não necessariamente baseado com o Linux) poderia ser melhor que outros, apenas como exemplo.

    Estes são pequenos exemplos, até em muito já divulgados, mas que parecem não estarem sendo assimilados pela maioria.
    Em suma, se vc usa o SO em seu sistema, otimo, continue usando e divulgando, isso não é crime e nao gera a necessidade de licença.
    Se seu site publica matérias, não ofensivas ao SO, use e continue a promove-lo. Tbem nao é crime.
    Se vc quer vender imãs de geladeira com Linux impresso, ótimo, estará promovendo ele cada vez mais.
    Agora, caso vc venha a ter um prod. ou serv. e disponibiliza-lo publicamente mediante remuneração, utilizando da marca Linux, entre em contato com LMI e verifique se é necessário o uso da licensa, empresas de consultoria que utilizarem Linux em seu nome comercial, bem provavelmente deverão, mas em contra-partida, o que são u$200,00 para uma empresa sendo que poderá vincular seu nome com um dos mais prestigiados SO do planeta?

    Por fim, e sei que este post criará trolls, se não aqui em outros lugares, a proteção da marca junto as distros é capitulo a parte, pois quando estas vendem serviços agregados já agragam as devidas licenças pela marca, não pelo sistema em si.

    E antes de levantarem pedras contra Linus Torvalds, até se referindo a ele como o novo Bill G., lembrem-se que em suma, Linus não levará para casa nenhum centavo ( ao contrario de Bill que já levou Bilhões), sendo que o $ arrecadado nas licenças será utilizado pela LMI para custear o proprio instituto com vista a proteção da marca, e no futuro, ter capacidade de defender os usuarios do SO ou da marca contra atitudes como a da SCO, lembram-se dela?, se não fosse a IBM, Novell e Red Hat, quem defenderia o SO? Futuramente poderemos ter uma entidade que tome para si esta responsabilidade.

    Abs a todos e, espero ter ajudado um pouco a esclarecer a diferença entre licença por marca e licença por uso de software.

    Ref: Linux Mark Institute



  5. Citação Postado originalmente por MAJOR
    Se o Habibs vender sua imagem assim:


    Habibs, rápido em até 28min, pois todos nossos sistemas de controle interno estão equipados com o sistema LINUX.


    sim,
    Vão pagar.

    do contrário, não.
    Vc está tão por dentro do assunto que deveria virar consultor de marcas e afins.

    Isso que vc disse é um absurdo.

    A o Habibs seria cobrado se ele mudasse seu nome para "HabibsLinux", por exemplo, e não por dizer que usa Linux nas suas aplicações. A cobrança é para marcas que usem o nome Linux no meio delas e não que fazem citação do Linux nos seus negócios comerciais.

    Leiam as notícias e não somente os títulos.






Tópicos Similares

  1. Under-Linux.Org agora suporta HTTP/2 e remove suporte a SPDY
    Por MarcusMaciel no fórum UnderLinux
    Respostas: 3
    Último Post: 23-11-2015, 11:44
  2. MySQL no linux é pago ???
    Por charlles no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 6
    Último Post: 08-05-2009, 14:14
  3. Passos para conf de uma estacao linux ..
    Por MarcelScan no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 04-04-2002, 22:40
  4. CLIPPER x SAMBA x LINUX
    Por soyeu no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 0
    Último Post: 03-04-2002, 14:35
  5. Performance de Sistemas com WIN98/LINUX-SAMBA
    Por soyeu no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 1
    Último Post: 28-03-2002, 21:55

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L