Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12
+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por douglas_web
    Vc deveria dar uma olhada nos logs do seu servidor de emails.

    tail -f /var/log/maillog

    Faço isso constantemente

    Monitore os envios e recebimentos, vc terá uma visão muito melhor do que está acontecendo.

    Se vc instalou corretamente a integração com anti-vírus e anti-spam, e configurou o anti-spam, deve funcionar. Existem algumas opções de como fazer isso, procure aqui nos tópicos de servidor de emails.
    É claro que vc sabe que não é só instalar o clamav e o spamassassin. É preciso integrar tudo, com procmail , script, ou seja lá o que utilizar, não importa.

    São integrados com o script clamav-filter

    Quando vc envia mensagens, ele verifica, certo? Ou ao menos deveria

    Sim!!

    No caso do fetchmail, ele passa denovo pelo postfix, então ele também deve estar verificando mensagens.

    Nos logs, passe um tempo observando, mas quando passar pelo antí-spam, o log mostra. No caso do anti-vírus, é nos logs do clamav mesmo.

    É preferível vc mesmo buscar estas informações do que passarmos aqui. Só fica mais rápido, mas a compreensão pode ser prejudicada em virtude da breviedade de uma conversa online aqui no forum.

    Concordo plenamente!!

    Vc tem melhores condições de encontrar estas respostas procurando tutoriais de implantação aqui no underlinux, na seção de servidores de email postfix/qmail/sendmail. São mesmo muito bons e têm de tudo sobre o que você precisa.

    Uso documentação aqui do forum mesmo e algumas outras da Internet.


    Valeu? Espero ter ajudado.

    Vlw mwsmo... se souber de alguma doc que explique o funcionamento do antispam, agradeço. Muito obirgado pela ajuda mesmo...

  2. Tá, mas como é que você integrou o Spamassassin no seu postifx, foi com o clamav-filter tb?
    Se for, deve estar funcionando.

    O que você queria saber, acho:

    O SpamAssassin aplica pontos a determinadas características presentes no seu e-mail.
    Se a pontuação total obtida pela mensagem for maior que o mínimo de pontos necessários para marcar o e-mail como spam, o SpamAssassin marca o e-mail como sendo um spam. (isto /e configurado em /etc/mail/spamassassin/local.cf - tag required_hits 4.5)
    Esta marcação consiste em trocar o assunto da mensagem para algo que vc deseje, como : *****SPAM*****, e anexar a mensagem original.
    Você pode configurá-lo para diretamente apagar as mensagens caracterizadas como SPAM, se quiser. Mas falsos positivos vão embora junto

    O principal é que ele detecta o que é ou não spam.

    O SpamAssassin pontua se o endereço IP de quem enviou a mensagem está black-list, se o endereço de e-mail do remetente é um endereço fajuto do hotmail, se a mensagem tem palavras-chave cadastradas no spamassassin, como "anal" ou "viagra", etc.

    E ele "aprende" na medida em que é usado. Ele guarda num banco interno a pontuação média das mensagens, quais são os tipos de spam que você recebe e quais são os tipos de mensagens "limpas" também. Assim, ele passa a ser mais criterioso com os spams e mais brando com mensagens comuns.

    Ele pode simplesmente não detectar se a mensagem é spam. Ele não é 100% infalível, claro.

    Então:

    Quando seu SMTP envia mensagens e passa pelo seu filtro, ele encaminha para o seu anti-spam, que verifica a mensagem, decide se anexa como SPAM ou não, e encaminha para o anti-vírus (não necessariamente nesta ordem).

    Se você verifica nos maillogs que ele está sendo ativado como recurso, deveria ter no corpo "source" da mensagem HTML recebida, alguma informação de análise do SPAMASSAISSIN.

    -- Você perguntou: este conceito está sendo aplicado no meu servidor?

    Se você configurou a integração direito e configurou o serviço direito, sim.

    Não se esqueça de vc está pedindo ajuda. Não tenho pretensão de ensinar nada, mas compartilhar.

    Será que agora vc concorda comigo de que vc é a melhor pessoa para saber se o seu servidor está com o "conceito" de anti-spam ativo ou não?

    Não adianta ficar bravo comigo. Eu não sei tudo. Se soubesse, não estaria trabalhando mais com servidores, seria CIO

    Desculpe se fui rude camarada, mas vc colaborou. Na maioria das vezes eu não sou rude, não.

    Espero ter ajudado.



  3. Kra... vc não foi rude de forma nenhuma... Sua explicação me ajudou e em muito!! Vlw mesmo

    Acho que eu é que fui mal-interpretado... mas voltando ao assunto, no meu caso meu servidor só envia emails... Qual a utilidade então do antispam, tendo m vista que o que eu envio é considerado autêntico?? De que forma o antispam iria resolver um problema, se tmb recebesse emails no meu MTA??

    Vlw e conto com vc!!

    mtec

  4. Nenhuma utilidade, nem está funcionando.

    Mas se vc tem fetchmail ele carrega anti-spam (acho, não tenho nenhum para testar). A não ser que o spamassassin não interprete local messages. Mas não creio.

    Para a entrega dos emails, o fetchmail retorna para o postfix, então teoricamente passaria pelo spamassassin.

    Se seu servidor for MX diretamente recebendo mensagens pela web eu recomendo: USE o anti-spam. E use RBL.




  5. Ok... Obrigado!

    mtec :wink:






Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L