Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12
+ Responder ao Tópico



  1. Citação Postado originalmente por alamdias Ver Post
    Essa é uma observação importante... não tinha lembrado que, quando setamos para 2mbps, rapidin ultrapassa o limite....

    Bem lembrado.. para quem tem poucos cliente em cada placa até ajuda, mas quando começar a ferver uaheuheau vai dar gargalo.
    Abraços
    Depende, esse gargalo só acontece no cliente, pq os 2 mb são a taxa fixa da conexão MK x cliente, e não a velocidade que a interface wireless do Mikrotik pode atingir, em modo AP em 11 mb vc pode ter um cliente com sinal baixo q consegue 2 mb e outro com bom sinal consegue facil 11 mb
    2mb dá uns 150 kbps +ou-
    11 mb dá uns 2 mbs +ou- (com um ap cliente)
    Então o gargalo é no cliente, o Mikrotik atende bem a todos.
    Um Mikrotik com 50 clientes simultâneos e sua interface setada a 2 mb vai ter uma transferência media de uns 4-5 mbs.

  2. 11mb o cartao... se um cliente trabalha a 2mb.. ocartao vai estar a 2mb e fica tentando renegociar 11mb (auto-fallback) ...

    entao se voce fixa em 11mb.. todos vao trabalhar em 11mb.. ai vc precisa regular minunciosamente TODOS os clientes para ficarem dentro da margem de recepção de 11mb (sensibilidade).... para nao ter problemas...



  3. Citação Postado originalmente por alexandrecorrea Ver Post
    11mb o cartao... se um cliente trabalha a 2mb.. ocartao vai estar a 2mb e fica tentando renegociar 11mb (auto-fallback) ...

    entao se voce fixa em 11mb.. todos vao trabalhar em 11mb.. ai vc precisa regular minunciosamente TODOS os clientes para ficarem dentro da margem de recepção de 11mb (sensibilidade).... para nao ter problemas...
    Mas se você configura a PLACA do servidor como 2mbps, ele não fica tentando negociar para 11, acho melhor pq não força...

    Manter todo mundo com sinal 100% é tenso..

    Abraços

  4. com 80% de sinal vc consegue manter 11mb .. acho que até -60dbm a maioria das placas e radinhos (realsat, edimax, kodama, etc etc) conseguem manter 11mbit..

    tenho 600 clientes.. nenhum com sinal abaixo de 80% ...
    conta: SNR - NOISE level = FADE MARGIN
    sempre manter o fade acima de 20dbm ...

    se fixar em 2mb ... vc pode ter problemas de gargalo, wireless eh half-duplex ... ou seja.. 2mbits.. sao 1mbit para download, 1 mbit para upload... 1mbit = 128kbytes, considerando perdas do encapsulamento (pppoe perde 2% a mais).. considerando 10%

    128 - (128 * 0.10) = 115,2

    sem contar os picos que acontecem ate o servidor controlar a banda...



  5. Parece que os camaradas alexandrecorrea e alamdias tem convicção divergente do nosso amigo marcelomg e de outros integrantes desse fórum, a respeito da configuração da taxa de transferência na PCI wireless, conforme pude ver em outros posts...

    Eu não tenho a experiência de vocês nesse assunto, mas gostaria de entender como funciona realmente. Várias pessoas recomenda fixar o Mikrotik em 2 MBps, outros, defendem 11 Mbps fixos.

    Na minha idéia, eu imagino que funciona mais ou menos assim (por favor, analisem com atenção, e me corrijam onde eu estiver errado !):

    Antes de mais nada, vamos convencionar: a melhor coisa que poderia existir seria aplicarmos um limite de banda direto no cliente, como por exemplo, todos clientes usando radinhos com AP-Router (IP, Mac e senha secretos do provedor) e limite a banda no próprio rádio do cliente.

    Assim, limitaríamos o tráfego em nossa rede wireless, e mesmo que o cliente estivesse com algum vírus que gerasse alto tráfego, esse tráfego ficaria limitado aos "kbps" de sua conexão, possibilitando maior número de clientes.

    Da forma convencional, se setarmos o cliente em 11 Mbps, ele está dentro da rede nessa velocidade, e pode gerar um tráfego interno até esse limite.

    Seria interessante para o provedor, limitar o tráfego de cada cliente em 2 Mbps - mais que o suficiente, pois cada internet via rádio normalmente trabalha entre 128 e 512 kbps.

    Portanto, vamos as suposições:

    1 - Se eu configurar a interface wireless do Mikrotik e também de todos os clientes em 2 MBps, cada cliente somente se conectará constantemente em 2 MBps, nem mais, nem menos - e tanto os clientes quanto o MK não ficará tentando renegociar e subir essa taxa.
    Teoricamente teríamos uma conexão mais estável, mesmo quando em variações de sinal (por chuva, vento, etc.), sem meio termo: ou conecta a 2 Mbps, ou não conecta.

    Eu não tenho certeza, mas imagino que setando o MK em 2 Mbps, não quer dizer que estamos limitando a conexão total do acess point nessa velocidade, ou seja, não limita o MK em 2 MBps a ser dividida com todos clientes! (vamos falar em velocidade de "bit rate" da placa, e não thoughput)

    Acredito que essa configuração permite que cada cliente se conecte ao MK apenas em 2 Mbps, mas o MK manterá sua capacidade total de taxa de transferência, sem diminuir seu desempenho.
    -------------------------------------------------------------------------
    2 - Da forma acima, se o cliente alterar a placa PCI (ou se rádio-cliente) e fixar sua taxa para um valor maior, acho que simplesmente não conectará [I](alguém poderia confirmar na prática?).[/I]

    Se o cliente configurar sua wireless para o dispendioso sistema de auto-negociação, sua velocidade ficará fixa em 2 Mbps, e mesmo que sua placa tente subir, não conseguirá e não influenciará nada no MK - que está fixo em 2 Mbps e nem receberá tal tipo de requisição.

    Na pior das hipóteses (que eu acredito que não aconteça), iria piorar o desempenho somente desse cliente, que teria sua placa tentando subir de velocidade constantemente - sem êxito (problema dele, quem manda mexer onde não deve!).
    --------------------------------------------------------------------------
    3 - Caso o MK seja configurado para trabalhar fixo em 11 Mbps, cada cliente somente se conectará a essa velocidade, e se as condições de nível de sinal permitirem essa conexão máxima (nem sempre possível).

    Teríamos a taxa de transferência total do MK a disposição de qualquer cliente (ou vírus) que requisitasse tal tráfego entre a interface cliente e MK.

    Imagine 30 clientes conectados a 11 Mbps cada um, ou 30 clientes conectados a 2 Mbps cada - com o MK mantendo sua capacidade total de 11 Mbps em ambos os casos.

    Além do mais, teríamos que contar SEMPRE com o nível de sinal excelente, podendo haver perda de conexão facilmente, caso haja qualquer fator que implique em eventual redução de sinal (chuva, ventania, crescimento vegetal, interferência, alto tráfego na própria rede, etc.).
    Se o cliente tiver o mesmo nível de sinal excelente, que possibilitaria conectar a 11 Mbps, mas estiver fixado a 2 Mbps, e surgir tal intempéries, já é bem mais difícil de perder a conexão.
    --------------------------------------------------------------------------
    Não vamos nem entrar no mérito de deixar tudo em automático... Seria simplesmente pior do que tudo.

    Portanto, eu acredito que fixando o MK para trabalhar somente em 2 Mbps, teremos uma melhor distribuição de recursos e melhor rendimento geral, inclusive com um número maior de clientes.

    É minha opinião pessoal, que estou disposto a mudar a qualquer instante - bastando alguém defender a própria tese e me convencer a respeito !

    Vamos continuar em um post próprio ao termo? Assim outros desavisados também podem opinar e usufruir das experiências de vocês! Criei esse novo aquí:

    https://under-linux.org/forums/mikrotik/90701-mikrotik-fixo-em-2-ou-em-11-mbps-contestem.html#post238803








Tópicos Similares

  1. Respostas: 5
    Último Post: 07-10-2014, 04:59
  2. configurações da placa wireless no free
    Por lordangel no fórum Redes
    Respostas: 4
    Último Post: 19-11-2005, 17:53
  3. cartão wireless
    Por no fórum Redes
    Respostas: 2
    Último Post: 23-07-2004, 00:57
  4. Salvando configurações no slack 10....
    Por flipeexpl no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 2
    Último Post: 03-07-2004, 11:07
  5. Configurações no Debian
    Por no fórum Servidores de Rede
    Respostas: 5
    Último Post: 06-02-2004, 09:08

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L