Página 5 de 5 PrimeiroPrimeiro 12345
+ Responder ao Tópico



  1. #25

    Padrão

    podem chegar a ese valor sem problemas, trabalho com equipamentos para tv e radio e ese e o custo de equipamentos profissionais U$ 10.000 ou 15,000 sao comuns neses tipos de equipamentos. Mas nao sei se a embratel ou Brtelecom vendem ou alugam os equipamentos.

  2. #26

    Padrão O que posso afirmar, baseado nas minhas observações...

    -
    Essas frequencias citadas ( MW ), são dedicadas, proprietárias - ou seja, as operadoras de telecomunicações pagaram (e muito caro!) a Anatel pelo direito de uso exclusivo. Portanto, não existe a possibilidade de nós, amadores, aprontarmos a "bagunça" que se encontra as frequencias livres.

    Nessas frequencias dedicadas, cada operadora utiliza uma banda, monitorando constantemente o seu canal utilizado e os adjacentes. Nada dessa "zona" de alguém usar a mesma frequencia, ou frequencia adjacente, interferindo no sinal principal... O direito de uso de cada canal é licenciado pela Anatel!

    Quanto ao desempenho, vou apresentar o que posso comprovar na prática: estamos no interior, a mais de 500 Km de São Paulo, e aquí não chega nenhum tipo de link por cabeamento. Existe para nós, 2 operadoras que os vendem: Telefônica e Embratel, que obtem seus links por rádio, pois na região, não existe cabeamento de dados.

    O link final da Telefônica, que chega até nós, é distribuído através cabeamento (de várias formas); mas a Central Telefônica o recebe através dos rádios Microondas citados. Podemos ver em sua torre, enormes antenas parabólicas, de vários tamanhos, entre 60 cm até mais de 3 metros, direcionadas para várias posições; recebendo e retransmitindo sinal para outros pontos. Da mesma forma, são todas as cidades da região.

    O link da Embratel é distribuído somente através de rádio, sendo muito superior ao da Telefônica, em todos os sentidos! A melhor latência, estabilidade, qualidade, garantia de banda e de disponibilidade - garantida no contrato. Praticamente nunca cai o link, nem perde rendimento, mesmo sob tempestade. É incrível, mas podem acreditar: pings perfeitos, sem variações de tempo, e nenhuma perda de pacote! Não sei qual é a mágica, mas pode comparar um link com esses rádios a um cabeado... até mesmo melhor do que o cabeado da Telefônica !!!

    Podemos visualizar, na beira da rodovia sentido capital, várias torres enormes da Embratel (40 à 80 metros), com dezenas das antenas parabólicas citadas acima, dos mais diversos tamanhos, para todas as direções; recebendo e retransmitindo sinal. Que eu saiba, existe link de fibra ótica até a cidade de S. J. do Rio Preto, e para cá (120 km), só através de rádio, para todas cidades, até a divisa com o estado do Mato Grosso e Minas Gerais.

    Não sei se minhas observações são interessantes para alguém, estou expondo-as, caso alguém possa delas tirar algum proveito; visto a maioria dos membros do fórum encontrarem-se em grandes cidades e talvez não conhecerem essas particulardades.-
    Última edição por w4rh4ck3r; 13-02-2007 às 18:45.



  3. #27

    Padrão

    Citação Postado originalmente por w4rh4ck3r Ver Post
    -
    Essas frequencias citadas ( MW ), são dedicadas, proprietárias - ou seja, as operadoras de telecomunicações pagaram (e muito caro!) a Anatel pelo direito de uso exclusivo. Portanto, não existe a possibilidade de nós, amadores, aprontarmos a "bagunça" que se encontra as frequencias livres.

    Nessas frequencias dedicadas, cada operadora utiliza uma banda, monitorando constantemente o seu canal utilizado e os adjacentes. Nada dessa "zona" de alguém usar a mesma frequencia, ou frequencia adjacente, interferindo no sinal principal... O direito de uso de cada canal é licenciado pela Anatel!

    Quanto ao desempenho, vou apresentar o que posso comprovar na prática: estamos no interior, a mais de 500 Km de São Paulo, e aquí não chega nenhum tipo de link por cabeamento. Existe para nós, 2 operadoras que os vendem: Telefônica e Embratel, que obtem seus links por rádio, pois na região, não existe cabeamento de dados.

    O link final da Telefônica, que chega até nós, é distribuído através cabeamento (de várias formas); mas a Central Telefônica o recebe através dos rádios Microondas citados. Podemos ver em sua torre, enormes antenas parabólicas, de vários tamanhos, entre 60 cm até mais de 3 metros, direcionadas para várias posições; recebendo e retransmitindo sinal para outros pontos. Da mesma forma, são todas as cidades da região.

    O link da Embratel é distribuído somente através de rádio, sendo muito superior ao da Telefônica, em todos os sentidos! A melhor latência, estabilidade, qualidade, garantia de banda e de disponibilidade - garantida no contrato. Praticamente nunca cai o link, nem perde rendimento, mesmo sob tempestade. É incrível, mas podem acreditar: pings perfeitos, sem variações de tempo, e nenhuma perda de pacote! Não sei qual é a mágica, mas pode comparar um link com esses rádios a um cabeado... até mesmo melhor do que o cabeado da Telefônica !!!

    Podemos visualizar, na beira da rodovia sentido capital, várias torres enormes da Embratel (40 à 80 metros), com dezenas das antenas parabólicas citadas acima, dos mais diversos tamanhos, para todas as direções; recebendo e retransmitindo sinal. Que eu saiba, existe link de fibra ótica até a cidade de S. J. do Rio Preto, e para cá (120 km), só através rádio, para todas cidades, até a divisa com o estado do Mato Grosso e Minas Gerais.

    Não sei se minhas observações são interessantes para alguém, estou expondo-as, caso alguém possa delas tirar algum proveito; visto a maioria dos membros do fórum encontrarem-se em grandes cidades e talvez não conhecerem essas particulardades.-
    Muito boas suas observaçoes aqui na paraiba soh operam telemar e embratel por a telemar ter uma malha maior ela ainda consegue trabalhar com cabo porem a embratel trabalha mais com radios enlace da marca NEC-Pasolink e Ericson_Minilink os quias tenho aqui no provedor e sinceramente como o amigo disse parece magica o funcionamento.