• Microsoft Investindo em Tablet para Concorrer com iPad

    Parece que a Microsoft resolveu acordar do feitiço que a impedia de desenvolver um concorrente para o iPad da Apple. Tanto que a empresa de Redmond voltou a trabalhar duro para preparar uma alternativa de tablet rodando o sistema operacional Windows 7. E quem assina embaixo é o próprio CEO da Microsoft, Steve Ballmer, ao comentar as pretensões da sua empresa para analistas nessa quinta-feira. E a Microsoft não está sozinha, e já pode contar com a colaboração de pesos pesados do hardware como a Hewlett-Packard, Dell, Asus, Lenovo e Toshiba.

    É fato que, a criação à tantas mãos poderá produzir até o final desse ano de 2010 um tablet poderoso o suficiente para competir com o iPad da Apple e os tablets concorrentes embarcados com Android, o sistema operacional do Google. Por sinal, o Android é tão versátil que pode ser instalado em quase qualquer dispositivo móvel atualmente disponível no mercado. Mas é preciso correr, pois em pouco tempo o mercado vai estar tão saturado de tablets (principalmente rodando) Android, que o gadget vai virar lugar comum.

    De acordo com Ballmer, este é "um trabalho urgente por aqui. Ninguém está dormindo no momento". Vale lembrar que o CEO da Microsoft ficou bastante surpreso quando soube que a Apple havia vendido mais de 3 milhões de iPads, desde o seu lançamento em abril deste ano de 2010. Em suas palavras "eles venderam mais do que eu gostaria que vendessem".

    Mas como seria esse concorrente do iPad? Na visão de Ballmer, o tablet virá embarcado com processadores Intel, e sistema operacional Windows 7. A Microsoft, definitivamente, não irá utilizar seu sistema operacional Windows Phone 7, mantendo-o reservado para seu mercado de smartphones. Porém, nada mais se sabe sobre o dispositivo. Ballmer não ofereceu mais nenhum detalhe sobre seu futuro tablet.

    Parece ser ponto-pacífico a opinião de alguns analistas sobre o mercado de tablet envolvendo as Microsoft e a Apple. A empresa de Redmond parece ter subestimado a capacidade da Apple em produzir um computador móvel com touchscreen que produzisse tamanho impacto na aceitação do público. Muitas pessoas passaram a ser usuários de produtos da Apple com a aquisição desse tablet.

    Se até alguns anos atrás, o mercado da Apple parecia ser um pequeno e destacado nicho, em poucos anos poderá se tornar o que hoje é parte integrante da fatia de bolo de usuários finais da Microsoft. Para se ter uma idéia do tamanho do "prejuízo" por todo esse atraso, a Apple espera vender até 10 milhões de unidades de seu iPad até o final do ano. Mesmo que a Microsoft coloque um tablet nas prateleiras no início de 2011, já começará perdendo no mercado.

    E para conquistar seu público, não poderá se valer apenas de sua aceitação no mercado comum de computadores; ela terá de inovar e mostrar que seu produto "é tudo o que faltava" no mercado de tablets, e tornar o iPad um "brinquedo limitado", ou "um erro de compra". Caso contrário será perda de tempo e de dinheiro nesse investimento.

    Atualmente, o único rival da Apple no mercado de tablet é o Google (indiretamente). Vários fabricantes já lançaram sua resposta ao iPad, oferecendo um tablet com o sistema operacional Android com especificações e funcionalidades além do pequeno possante da Apple. E esse pode ser considerado como mais um ponto contra os investimentos da Microsoft para o ano de 2011. Agora só nos resta esperar para ver o que Redmond vai oferecer ao seu público no ano que vem.


    Notícias Relacionadas:

    - BlackPad: RIM na briga pelo Mercado de Tablets


    Links de Interesse:

    - Microsoft Vows Tablet Comeback, But When?

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L