• Broadcom Abre Código de Driver Wireless

    A Broadcom acaba de liberar o seu drive wireless brcm80211 para Linux sob uma licença compatível com a versão 2 da GNU Public License (GPLv2). Esse driver é adequado para uso nos chips wireless BCM4313, BCM43224 e BCM43225. O hacker do kernel Greg Kroah-Hartman, já até fundiu esse driver na árvore de teste, uma área reservada para drivers que não são da qualidade normal do kernel Linux. Ele também anunciou que o driver já poderá ser incorporado na árvore principal de desenvolvimento do Linux, já na versão 2.6.37 do kernel. A data para o lançamento dessa versão está programada para meados de 2011, e com isso, os desenvolvedores terão tempo suficiente de efetuar os ajustes e testes necessários dessa integração.

    E a Broadcom foi elogiada por Luis R. Rodriguez ("mcgrof") conhecido veterano de drivers wireless do Linux. O elogio foi eito via rede Identi.ca, uma rede social alternativa ao Twitter. Ele considera esse o fim de uma missão de cinco anos para abrir o código dos principais drivers 802.11. Ao longo desse prazo, essa etapa teve até de render uma advertência contra a compra de hardware da Broadcom, que recentemente encontrou seu caminho no wiki de desenvolvimento de drivers para dispositivos wireless, além de ter sido mencionado recentemente no Kernel Log. Atualmente, os desenvolvedores de drivers wireless estão se reunindo em São Francisco, Califórnia.

    O alerta havia sido feito com respeito aos drivers broadcom-wl proprietários, que, além do ndiswrapper que mal está sendo mantido nos dias de hoje, era a única opção para a utilização dos mais novos chips wireless da Broadcomm no Linux. Sabemos que o kernel Linux, há muito tempo incluiu o driver b43 (criado em grande parte por uso de engenharia reversa), para permitir o funcionamento "nativo" de chips Broadcom antigos (assim como os chips mais modernos). A página do b43, no wiki de desenvolvimento wireless para Linux, inclui um razoável número de chips para o qual não há suporte. O anúncio de lançamento para o brcm80211 também mostra que esse driver oferece um framework para suporte de futuros chips da empresa.

    Por sinal, esse driver que acabou de ser lançado é baseado no stack wireless Mac80211 do kernel Linux, o mesmo que forma a base de todos os novos drivers wireless do kernel. Isso lhe dá uma vantagem sobre outros drivers presentes no branch, que são baseados em stacks Wi-Fi, embora isso não signifique que esta seja a razão pela qual esses drivers estejam em "quarentena" na área para drivers de baixa qualidade.

    A documentação do brcm80211 fornece informações sobre a sua funcionalidade. O arquivo TODO (obrigatório para drivers em staging) fornece uma visão geral do trabalho que será necessário fazer antes que o driver possa efetuar sua transição da área de staging, para o espaço reservado a drivers wireless "confiáveis" dentro do código-fonte do kernel Linux. Os desenvolvedores do kernel também poderão utilizar o código-fonte recentemente aberto para adicionar suporte à componentes suportados pelo brcm80211 em drivers antigos da própria Broadcom. E, finalmente, todo esse trabalho pode gerar a troca de nome desse driver dependendo unicamente da quantidade de trabalho de reescrita do mesmo.


    Links de Interesse:

    - Broadcom releases open source wireless driver for Linux
    Comentários 2 Comentários
    1. Avatar de alanteixeira
      alanteixeira -
      Espero que isso sirva de exemplo para empresas que não tem drivers nativos para Linux. Com isso teremos melhor compatibilidade e principalmente desempenho e estabilidade com o hardware. Parabéns a Broadcom!!
    1. Avatar de Gilson Paiva
      Gilson Paiva -
      Deveria ser uma tendência. Quem entende da matéria (HARDWARE), às vezes fica se perguntando, será que comprando aquela placa ultra moderna da X ou Y terei suporte nativo a todas as suas funções caso utilize sistemas baseados no kernel Linux? Para se ter uma ideia do que quero dizer, olhem isso: FUG-BR / Grupo Brasileiro de Usuarios de FreeBSD - Adicionando suporte a D-Link DWL-G650+ (todas elas) no FreeBSD.
    + Enviar Comentário


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L