• Primeiro Release Candidate do MySQL 5.5 com InnoDB

    Durante a sua Open World Conference, evento que está sendo realizado na Califórnia desde o dia 19 deste mês, a Oracle Corporation tornou público o lançamento da versão 5.5.6 como um primeiro Release Candidate da versão 5.5 do seu banco de dados MySQL. De acordo com as colocações feitas pelo desenvolvedor chefe Tomas Ulin, o software é totalmente funcional e não uma versão "GA" (disponibilidade geral). A versão 5.5 é a primeira a ser liberada, desde que a Oracle assumiu o comando da Sun.

    Claramente, o novo proprietário deixou sua marca no novo padrão para o motor de banco de dados. A capacidade de transação do InnoDB é utilizada ao invés do motor antigo, que era o MyISAM. Segundo declarações feitas pela Oracle, ele é muito mais rápido que a versão anterior, graças em parte, à vários segmentos de roll-back e uso do assíncrono I/O em Linux. Em particular, o MySQL não chegou a um impasse que muitas vezes ocorre quando existem conexões simultâneas em máquinas multi-core. Os desenvolvedores mudaram o segmento que o servidor utiliza, por exemplo, usando bloqueios dedicados para tarefas individuais ao invés do bloqueio global que era usado anteriormente.


    Outra inovação é o SINAL / RESIGNAL, que implementa um método padrão para tratamento de erros que podem ocorrer durante a execução de stored procedures (procedimentos armazenados). Há um esquema que fornece informações sobre o desempenho interno do servidor de dados MySQL, e a Oracle afirma que o processo de replicação semi-synchronous também melhora a confiabilidade, além de ocorrer melhorias no desempenho e na escalabilidade.

    Binários para vários sistemas operacionais e o código-fonte estão disponíveis para download . Todos os detalhes relativo às inovações no MySQL 5.5 estão resumidos em um documento on-line. Os motores são exatamente o diferencial do MySQL em relação aos outros sistemas de banco de dados. Eles lidam com gerenciamento de dados reais de modo que, dependendo da tarefa a ser executada, um mecanismo específico poderá ser utilizado. O MyISAM (padrão antigo) não tem uma reputação caracterizada pela rapidez, ele não realiza transações ACID-compliant ou chaves estrangeiras. O InnoDB tem esses recursos, mas falta à ele a indexação de texto completa, da qual o MyISAM dispõe. No entanto, Oracle diz que vai adicionar essa função.


    Saiba Mais:

    [1] MySQL 5.5: http://dev.mysql.com/tech-resources/...-mysql-55.html
    [2] Sinal and Resignal: http://dev.mysql.com/doc/refman/5.5/...-resignal.html

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L