• Android Empatado com iPhone pelo Interesse do Consumidor

    Há um ano atrás, se você falasse para alguém que estaria pensando em comprar um smartphone com o Android, o sistema operacional para dispositivos móveis do Google, provavelmente te chamariam de nerd louco. Afinal, o sonho de consumo da maioria esmagadora era ter um iPhone da Apple. Mas parece que os tempos mudaram. Desde o lançamento do primeiro smartphone embarcado com Android em 2008, acompanhamos o vertiginoso crescimento desse sistema operacional, tanto no mercado embarcado nos aparelhos de diversas companhias, quanto na aceitação do público.

    Inicialmente, o Android foi catapultado pela excelente campanha de marketing do Droid da Motorola. Nessa época, as vendas do Android decolaram como um foguete a caminho da estratosfera. E hoje, os usuários estão pegando mais smartphones com Android, que iPhones, no mercado. E essa tendência cresce a cada mês.

    Agora, um novo relatório encontra que o Android literalmente empatou com o iPhone quando o assunto é o interesse geral do consumidor. E se a tendência continuar a crescer em favor do Android, em pouco tempo veremos o iPhone da Apple comendo poeira no mercado de smartphones.

    O estudo intitulado Android-iPhone, foi conduzido pela ChangeWave, uma empresa de pesquisas independente, quer analisou o planejamento da compra de novos smartphones pelos consumidores, e descobriu que eles estariam planejando adquirir um Android nos próximos 90 dias. A ChangeWave entrevistou cerca de 4.000 pessoas para a construção desse relatório.

    De acordo com os dados da empresa, cerca de 37 por cento dos possíveis compradores querem adquirir um Android. Esse é um valor 7 por cento acima do estudo anterior, realizado em junho deste ano de 2010. De acordo com Paul Carton, vice-presidente de pesquisas da ChangeWave, esse valor representa "um crescimento de 6 vezes na preferência do consumidor pelo sistema operacional do Google", em um ano.

    Entretanto, 38 por cento dos compradores de smartphones, atualmente tem o iPhone em sua mira. Isso significa uma queda de 12 por cento para a Apple desde junho deste ano de 2010. Poderíamos até mesmo interpretar a queda como um movimento natural, vindo após o estrondoso lançamento do iPhone 4, no meio desse ano, mas essa mudança não é nada nova. Foi verificado o mesmo tipo de queda em janeiro deste ano, e a grande maioria das análises ocorridas no ano passado indicaram movimentos similares.

    A análise não teve foco exclusivo na relação entre Android e iPhone. Ela também avaliou outras plataformas, como a BlackBerry da RIM (Research In Motion), e o Windows Mobile, da Microsoft. Ambas parecem ter seus mercados estagnados, sem grandes mudanças. E no caso da Microsoft, apenas o tempo dirá se o Windows Phone 7 realmente terá um futuro glorioso.

    Então, muitos devem estar se perguntando o que está conduzindo esta mudança na preferência dos consumidores? E a resposta parece ser mais simples ainda: A abordagem de escolha aberta do Android. Escolha pode significar mais produtos e mais oportunidades para que o consumidor possa encontrar o que realmente lhe agrada (tanto em funcionalidade, quanto em preço). E quanto mais opções o Android tiver no mercado, mais consumidores ele atrairá.


    Links de Interesse:

    - Android Now Ties iPhone In Consumer Interest

    Sobre o Autor: code

    Administrador e Editor do Portal Under-Linux, desenvolvedor Linux e FOSS para Linux, autor de livros e artigos, atuando na área de Educação Digital e P&D com AI.

    Comentários 4 Comentários
    1. Avatar de sergio
      sergio -
      Acredito que esse interesse só irá crescer. O Android está presente em aparelhos de baixo custo como o Samsung Galaxy 5 (paguei 560,00 no meu com NF e garantia de 1 ano), o qual no Brasil, é acessível a grande parte da população devido a este baixo custo e às funcionalidades do próprio hardware. Esse baixo custo também é um ponto favorável às Telco, pois podem subsidiar os aparelhos em maior escala.
      No Iphone o consumidor está restrito a várias imposições do fabricante e ao custo, que, ao menos por terras tupiniquins, é proibitivo.
    1. Avatar de Lyma
      Lyma -
      Concordo plenamente contigo Sergio!
      Só espero que os fabricantes não pisem na bola como a Motorola fez com os brasileiros, negando a atualização em seus telefones somente para a américa latina.
      É preciso que eles entendam que um smartphone não é um produto finalizado... ele evolui com o Android evoluindo.

      Um abraço!
    1. Avatar de ijr
      ijr -
      Eu fui até a loja da Vivo disposto a comprar um iPhone, chegando lá o vendedor acabou me convencendo a comprar um Samsung Galaxy c/ Android (bem mais barato).
      Posso dizer que até o momento estou plenamente satisfeito.
    1. Avatar de Silvino
      Silvino -
      Android está a crescer em todos os sentidos, dos quais ressalta as especificações mínimas de hardware num futuro próximo. Estou certo de que os fabricantes de hardware acompanharão. Mas com tantos recursos não começa a fazer sentido ter uma distribuição como a que tenho no desktop ? (debian 4 instance).
    + Enviar Comentário

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L