• Cibercriminosos e suas Potenciais Vítimas

    Segundo uma pesquisa realizada pela PandaLabs, 25% dos sites usados ​​para vídeo e conteúdo multimídia funcionam como isca para atrair usuários; 21,63% equivale aos referidos instaladores ou atualizações do programa; 16,53% contém cracks e keygens e 16% eram de URLs de mídias sociais. Mesmo com tantos alertas, os usuários continuam a ser vítimas de links maliciosos que aparentemente, podem levá-los a um "emocionante vídeo ou o novo episódio de seu programa de TV favorito". De acordo com Luis Corrons, Diretor Técnico do PandaLabs, esta técnica tem se tornado uma arma de escolha para os cibercriminosos, pois exige um investimento mínimo e atrai um grande número de vítimas.

    A maioria desses sites de download infiltra trojans em computadores dos usuários sem seu conhecimento. Portanto, uma boa solução de segurança capaz de bloqueá-los de forma proativa, é extremamente útil para usuários que, na maioria dos casos, não sabem fazer distinção entre sites bons e sites maliciosos.


    URLs Bloqueadas no Primeiro Trimestre:


    Mais três sites bloqueados pela Panda Security no 1 º trimestre de 2011 foram três páginas brasileiras da web. O primeiro foi um vídeo divulgado pelo consulado japonês, que mostra o resgate de um grupo de sobreviventes do Tsunami; o segundo, um vídeo supostamente mostrando um curto-circuito que provocou a morte de 15 pessoas, e o terceiro supostamente contém cenas de um policial sendo demitido devido às suas atividades na Internet.

    "Hackers exploram temas quentes e despertam a curiosidade dos usuários", explica Corrons. "Quem não estaria interessado em assistir o último vídeo de um desastre natural, como o recente terremoto devastador que aconteceu no Japão?"


    Ranking de Popularidade


    O estudo mostra as preferências do usuário em relação às iscas utilizadas pelo malware. Ao dar uma olhada em aplicações P2P, a Panda constatou que o programa mais popular é o Ares, seguido de Torrent e eMule. Quanto às redes sociais, Facebook está no topo da lista à frente do Messenger, Tuenti e MySpace.

    O mais procurado para o sistema operativo é o Windows, seguido do Mac OS X e Linux. Por último, o Explorer ainda domina o mercado de navegadores web, com o Firefox e o Chrome logo atrás.

    "Não há segredos escondidos quando se trata de descobrir se um site é legítimo ou não, mas é cada vez mais complicado para os usuários a tarefa de diferenciá-los. Infelizmente, muitos usuários não sabem se o seu sistema de segurança é bom o suficiente para proteger os seus sistemas operacionais, que é onde muitos destes problemas tem sua origem", acrescentou Corrons.

    O cibercrime se tornou muito comum, e atingirá a sociedade como um todo de maneira cada vez mais agressiva, caso medidas mais drásticas não sejam tomadas. Também é necessário que haja uma certa malícia da parte de muitos usuários, que mesmo com inúmeras ocorrências, muitas vezes acabam cometendo os mesmos erros, caindo nas armadilhas desses bandidos on-line., sempre à espreita de suas vítimas. Há também a grande necessidade de ajustar as muitas falhas existentes na legislação, a fim de evitar uma crise de segurança da Web, onde os resultados seriam no mínimo desastrosos.


    Links de Interesse:

    - Cybercriminals and their Favorite Baits

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L