• Criando um Blog no Under-Linux: Parte 3

    Bem vindos à terceira parte deste tutorial "Criando um Blog no Under-Linux". Nela iremos analisar as estruturas de texto de um post em um Blog. Você já tem seu Blog pronto para uso, e já sabe todas as Regras de Ouro descritas na segunda parte desse tutorial. Você também já sabe o tema principal de seu mais novo Blog e já até pensou qual será seu próximo post. Agora só falta saber como estruturar seu texto para ter uma boa apresentação de seu conteúdo e, ainda por cima, fazer com que o visitante de seu Blog tenha vontade de ler seus posts até o fim. E, acredite se quiser, temos muitas dicas preciosas esperando por você neste tutorial.


    Um Bom Post Começa por um Bom Título

    Isso é muito importante! Se você quiser que seus leitores se interessem em "começar a ler" seu mais novo post, o título tem que ser bem feito. E não somente isso: além de ser bem construído e também precisa ser bem formatado. Um título tem que, obrigatoriamente, chamar a atenção do leitor para todo o texto que se segue.

    Um título bem construído

    Primeiro, vamos abordar sobre a construção do título. Seu título precisa ser bem chamativo, mas sem destoar da verdade. Crie um título que valha cada parágrafo de seu post, mas sem apelação. Não prometa no título mais do que você escreveu, e nem ouse iniciar intrigas desnecessárias, ou mesmo a citação de inverdades alarmistas no cabeçalho de sua obra. Pode parecer óbvio o que eu estou dizendo aqui, mas não é. A quantidade de posts em Blogs que começam com um título alarmista de forma desnecessária, você encontra à tonelada na Internet.

    E dependendo do problema, caímos no tópico do post anterior, que falava sobre processos judiciais. Se você "exagerou" em seu título a ponto de "ofender" alguém (pessoa física e/ou jurídica, individual ou coletivamente), as chances de você sofrer um processo nas costas é muito grande. Isso se não virar caso de polícia primeiro. Então ponha o bom senso sempre na frente de qualquer idéia.

    Um título bom, é aquele que resume bem o assunto de seu post, e ainda instiga o leitor a ler seu texto. Vamos a um exemplo? Suponhamos que você esteja criando um Mega-post sobre o desenvolvimento de um banco de dados em PostgreSQL, onde você cria as bases de um sistema de gerenciamento de informação inteligente, sendo que a programação de seu banco de dados está totalmente estruturada em módulos funcionais, e você conseguiu essa proeza com um desenvolvimento muito bem feito em camadas. Além disso, ainda colocou o banco de dados inteiro integrado em um sistema de auditoria, onde boa parte desse desenvolvimento foi graças aos novos recursos do próprio PostgreSQL em auditoria de seus dados.

    Um título bom, é aquele que resume bem o assunto de seu post, e ainda instiga o leitor a ler seu texto.
    Como criar um título para isso? Existem várias maneiras de se fazer a mesma coisa, e fazer bem feito. Não existe uma única fórmula. Cada um de vocês terá de criar seu título baseado em sua própria experiência. Veja alguns exemplos de "bons" títulos: "Programação em Camadas com PostgreSQL", "Auditoria Integrada e Programação Modular em PostgreSQL", "Criando Banco de Dados Inteligentes com PostgreSQL", só para citar alguns exemplos.

    E se o seu post não é simplesmente um artigo discutindo o processo, mas sim, um belo de um tutorial passo-a-passo explicando para outros usuários PostgreSQL como reproduzir seu desenvolvimento, por que não deixar bem claro no título que este artigo é um tutorial? "Tutorial: Desenvolvimento em PostgreSQL com Camadas e Sistema de Auditoria Integrado". Caso o seu post seja apenas uma discussão sobre as atuais técnicas de desenvolvimento de banco de dados em PostgreSQL, e você queira ser sucinto, que tal um título como "Novas Técnicas em PostgreSQL"?

    Como você pode ver, existem "infinitas" maneiras de se construir um título para um artigo. Tudo depende do tema, da "forma" de escrita (é uma resenha, uma notícia, ou um tutorial, etc), e de sua imaginação. Sim! No final, quem vai ter que escolher o título de seu post é nada menos que você mesmo. No início pode ser difícil para você escolher um bom título para seus artigos. Mas com o tempo, você irá ganhando experiência de forma automática. E o que foi um pesadelo para você no início, será a ação mais trivial do mundo, em um futuro próximo.

    No início pode ser difícil para você escolher um bom título para seus artigos. Mas com o tempo, você irá ganhando experiência de forma automática.
    Um título bem formatado

    Agora que você decidiu seu título, vamos a formatação do mesmo. Quando falo de formatação, estou falando basicamente no uso correto da capitulação (alternar entre caracteres maiúsculos e minúsculos) de seu título. O recurso de capitulação é muito útil para facilitar a leitura de seu título. Como funciona? Simples! Com algumas excessões, tudo o que você precisa fazer é colocar sempre a primeira letra de cada palavra do título em maiúscula. Quais são as exceções? Artigos (definidos e indefinidos), conjunções e preposições de meio de frase, deverão ser sempre em minúsculas. Resumindo: a não ser que os mesmos artigos, conjunções ou preposições apareçam no início da frase, eles devem ser iniciados com minúsculas.

    IMPORTANTE: A não ser que os mesmos artigos, conjunções ou preposições apareçam no início da frase, eles devem SEMPRE ser iniciados com minúsculas.
    Vamos a uma "colinha"? Artigos definidos (o, a) e indefinidos (um, uma), conjunções (as mais utilizadas são: portanto, logo, pois, como, mas, e, embora, porque, entretanto, nem, quando, ora, que, porém, todavia, quer, contudo, seja, conforme), e as preposições (as mais usadas são: a, ante, até, após, com, contra, de, desde, em, entre, para, per, perante, por, sem, sob, sobre, trás). Não estou pedindo para ninguém decorar isso! Mas se puder sempre prestar atenção nesses detalhes, seu título será muito mais agradável de ler.

    Quando você não utiliza o recurso de capitulação nos seus títulos, você não dá a real atenção ao seu significado para o leitor. E quando você usa o recurso em demasia (como, por exemplo, capitular até mesmo as iniciais das preposições e artigos de meio de frase, ou mesmo todo o título), você torna o seu título uma verdadeira poluição visual. Se vocês notaram, todos os exemplos de títulos dados acima, estão seguindo essas regras. Vamos a uma comparação?

    Qual você acha que ficaria melhor para leitura. Esse título?

    Tutorial: Desenvolvimento em PostgreSQL com Camadas e Sistema de Auditoria Integrado

    esse título?

    tutorial: desenvolvimento em postgresql com camadas e sistema de auditoria integrado

    ou esse título?

    Tutorial: Desenvolvimento Em PostgreSQL Com Camadas E Sistema De Auditoria Integrado

    Quando você não utiliza o recurso de capitulação nos seus títulos, você não dá a real atenção ao seu significado para o leitor. E quando você usa o recurso em demasia (como, por exemplo, capitular até mesmo as iniciais das preposições e artigos de meio de frase, ou mesmo todo o título), você torna o seu título uma verdadeira poluição visual.
    Perceba a diferença. E tenha sempre em mente que, por mais que você queira que seu título chame a atenção do leitor, deverá sempre tomar muito cuidado para não cair no erro de capitular completamente seu texto. Não é GRITANDO NO TÍTULO que você vai chamar atenção de seus leitores para o seu post. Além de ficar péssimo como apresentação em uma página Web, onde todos os outros assuntos estão seguindo regras básicas de formatação, você ainda poderá ser visto como um amador.

    Vamos a outro exemplo? Qual você acha que ficaria melhor como título? Esse?

    Novas Técnicas em PostgreSQL

    ou esse?

    NOVAS TÉCNICAS EM POSTGRESQL

    Pior ainda se você "apelar na apelação", e utilizar excessos de pontuação:

    NOVAS TÉCNICAS EM POSTGRESQL!!!!!!!!!!!

    ou

    ??????POSTGRESQL??????É O MELHOR!!!!!!!

    Não tem coisa mais amadora que um título produzido dessa maneira. Se você está virando um blogueiro, é porque se interessa em escrever (bem) os assuntos de seu conhecimento, quer que as pessoas se interessem cada vez mais pelos seus textos, e que leiam tudo o que você publicar - de cabo a rabo. Se você está interessado em virar um blogueiro, é porque você quer ser reconhecido pelo que escreve. Então, se vai começar um Blog, comece da maneira certa, sempre!

    Construindo os Parágrafos

    Agora que você já sabe como construir seus títulos, vamos ao principal item de seu corpo de documento: os parágrafos. Para ser simples e direto em seus textos, além de dar ênfase a discussão em ordem temporal, você tem que atentar para o tamanho do parágrafo. Mais especificamente ao número de linhas do mesmo. Mas como saber quantas linhas tem de ter cada parágrafo? Isso depende de você e de seu texto. Cada parágrafo é um parágrafo. Mas se formos estabelecer uma regra generalizada, ele não pode nem ser muito pequeno, nem ser muito grande, a não ser que seja extremamente necessário.

    Tamanho dos parágrafos

    Parágrafos muito longos, além de indicarem uma má construção do conteúdo das informações de seu post, ainda promovem o rápido cansaço do leitor a seu texto. Sim! Não tem coisa mais chata que tentar ler um parágrafo monstruoso; não importa o quão bom seja o texto. Sempre se faz necessário uma "pausa" para "respirar".

    Por outro lado, parágrafos muito pequenos, salvo no caso de tutoriais, tornam o assunto superficial e desconexo. Só utilize o recurso de parágrafos muito curtos (a ex.: uma frase ou, no máximo, uma a duas linhas) em demasia, caso você esteja fazendo um tutorial. Tutoriais precisam possuir blocos de textos o mais simples e direto possível, para facilitar a assimilação do conteúdo pelo leitor interessado em aplicar o que aprendeu com você.

    Mas não se engane! Um bom tutorial começa sempre com uma explicação bem detalhada sobre o assunto, segue as seqüências de blocos de ensino, e sempre intercala um ensinamento com blocos de parágrafos bem construídos, explicando em detalhes os recursos aprendidos.
    Distância entre os parágrafos

    Todo parágrafo precisa, obrigatoriamente, de uma linha em branco separando os mesmos. Nunca engate um parágrafo no outro, pois isso ajudará a cansar o leitor. E a chance do mesmo sair em disparada de seu post sem terminar de lê-lo, é muito grande. Cada linha em branco que você deixa entre um parágrafo e outro, é considerada uma verdadeira pausa mental para o leitor, permitindo que ele tenha "vontade" de continuar a ler seu post, parágrafo por parágrafo.

    Mas nunca exagere. Uma linha é mais do que suficiente. Deixar muitas linhas entre um parágrafo e outro não é bem vista para uma boa apresentação de texto. Lembre-se que um bom post sempre começa com uma boa apresentação visual. As chances de um visitante parar para ler um post bem formatado são muito maiores do que a de um visitante ler uma "macarronada mal servida".

    Lembre-se que um bom post sempre começa com uma boa apresentação visual. As chances de um visitante parar para ler um post bem formatado são muito maiores do que a de um visitante ler uma \\\\\\\"macarronada mal servida\\\\\\\".
    Tipo e Tamanho de Fonte

    O Portal Under-Linux possui um sistema padrão de tipos e tamanhos de fontes perfeitos para qualquer postagem em Blogs. Os tipos e tamanhos de fontes que estão por padrão para uso do sistema pelos usuários já permitem uma ótima leitura dos conteúdos do portal por seus visitantes. Então, se você não quiser se preocupar com isso, apenas se dedique ao conteúdo de seus posts e deixe o sistema trabalhar para você.

    Seções do documento

    Quando o seu post é muito longo (atenção: isso é relativo) nada melhor que separar seu texto com títulos de seções e (sempre que precisar) sub-seções. Um exemplo de uso de seções e sub-seções você encontra aqui mesmo neste post. O meu padrão (e se quiserem copiar serão muito bem vindos) é o de utilizar os títulos de seção em fonte tamanho 4 e negrito. Para facilitar a organização do texto e a leitura do post pelo visitante, ainda estabeleci mais algumas regras que já estão sendo seguidas por alguns blogueiros no Under-Linux: um título de seção possui duas linhas em branco acima e uma linha em branco abaixo.

    As seções também seguem o tipo de formatação dos títulos, no que se refere a capitulação. As mesmas regras utilizadas para os títulos se aplicam as seções. Veja como esse post está formatado que você vai entender o que eu estou dizendo.

    Sub-seções do documento

    No caso das sub-seções (as seções de uma seção) alguns blogueiros do Under-Linux costumam utilizar fonte tamanho 3 e negrito. Diferente das seções, nas sub-seções, apenas a primeira palavra da mesma possui a capitulação da primeira inicial. O resto todo da sub-seção está em caracteres minúsculos. Claro que essa regra não se aplica a nomes próprios (nomes de pessoas, de empresas, de softwares) ou mesmo Siglas. No caso de nomes de softwares, siga a regra de cada nome em particular. Um exemplo peculiar já foi dado aqui. Os desenvolvedores do PostgreSQL deram essa formatação ao nome de seu software de banco de dados relacional.

    Diferente das seções, as sub-seções utilizam apenas uma linha em branco acima e abaixo da mesma. Além do tamanho de fonte, as sub-seções utilizam esse recurso para destacá-las das seções e indicar ao visitante que aquele é um "sub-tópico". Essas formatações de seções são apenas idéias minhas e alguns blogueiros já adotaram esse estilo. Conheço muitos blogueiros de renome que gostam, inclusive, de marcar seus tópicos e sub-tópicos com letras e/ou números, para melhor ordená-los, dentre outros tipos de formatações existentes.

    Mas esteja livre para criar seus próprios estilos. É sempre importante um toque de personalidade em seus posts, ou mesmo em todo o seu Blog. Apenas preste atenção para que seu texto não fique poluído visualmente. Poluição visual também espanta leitor de um Blog. As vezes o que você acha o máximo, seus leitores irão odiar.

    É sempre importante um toque de personalidade em seus posts, ou mesmo em todo o seu Blog. Apenas preste atenção para que seu texto não fique poluído visualmente.
    Negritos, itálicos, sublinhados, etc

    Se você pretende criar um Blog e, ainda por cima, na área de informática, vai precisar saber utilizar esses recursos extras de marcação. O negrito é muito utilizado para o destaque de palavras, partes de frases, ou sentenças inteiras em um documento. Tudo isso para reforçar a atenção em uma determinada informação. Já os termos estrangeiros (normalmente palavras em inglês) precisam ser marcados em itálico. Essa separação de formatação entre palavras de diferentes idiomas, ajuda nosso cérebro a assimilar a informação sem embaralhar o contexto. E essas vantagens são maiores quanto menor for o conhecimento do leitor sobre o assunto.

    Como todos os recursos aqui ensinados, use-os com sabedoria. A falta dos mesmos prejudicará a compreensão de seu post pelos leitores. O excesso, os afugentará pela quantidade de poluição visual. Lembre-se sempre: "a diferença entre o remédio e o veneno, é a dose".

    Tem um ditado que diz: \\\\\\\"A diferença entre o remédio e o veneno, é a dose\\\\\\\".
    Figuras, Imagens e Gráficos

    O uso de qualquer ilustração, além de enriquecer seu post, é visto como outro recurso de "descanso cerebral" para seus leitores. Uma imagem, seja ela uma ilustração, fotografia, ou mesmo gráficos e fluxogramas, são considerados recursos de informações complementares ao corpo do texto. Diferente de um parágrafo que apresenta as informações como palavras, as imagens, apresentam as informações de forma de estruturas visuais. E é outra parte do seu cérebro que estará funcionando na assimilação desse conteúdo. E usar as duas partes para assimilar o mesmo conhecimento, além de não cansar a mente, contribui para sua melhoria de performance. Use o recurso de imagens sempre quando seus textos necessitarem: seja porque o leitor precisa de um descanso mental, seja porque você precisa enriquecer seu texto com dados úteis em outro formato de assimilação, ou mesmo uma combinação em qualquer grau de ambos.

    E se vai utilizar uma imagem, saiba avaliar se ela precisa de uma legenda. Sim! Na maioria esmagadora dos casos, as imagens que você coloca em seu post precisam de uma legenda. As legendas normalmente são resumos do conteúdo das imagens. Conseqüentemente, são a ponte entre a informação que a imagem oferece, e a informação que seus parágrafos descrevem. Além disso, a legenda é vista como um elo de repetição resumida de determinado conteúdo, ajudando o leitor a fixar melhor a informação em seu cérebro.


    Conclusão

    Garanto a vocês que, seguindo essas pequenas regras, só estarão contribuindo para o aumento da aceitação de seus posts pelos seus próprios leitores. Além, é claro, de valorizar você como autor na comunidade Under-Linux (e todos nós ganhamos com isso). E quanto mais bem elaborado e interessante for o seu texto, maior a aceitação e interação do público. E o resultado de toda essa preocupação aparecerá para você na forma de leitores assíduos de seu Blog, além do crescente número de comentários por post. Esse tutorial não para por aqui. O assunto é extenso e precisa ser tratado em "doses homeopáticas". Vejo vocês na próxima parte desse tutorial "Criando um Blog no Under-Linux".


    Dúvidas?

    Este é o final da terceira parte desse tutorial sobre "Criando um Blog no Under-Linux". Muitos posts virão sobre o assunto. Caso tenha alguma dúvida, sugestão, crítica ou reclamação, por favor deixe escrito nos comentários, que responderei sem demora. Vejo vocês na terceira parte desse tutorial muito em breve.


    Links de Interesse

    Para não perder a ordem dos posts do Tutorial "Criando um Blog no Under-Linux", segue abaixo a lista e os links dos posts existentes sobre o assunto:

    [1] Parte 1: Criando sua Conta no Portal Under Linux
    [2] Parte 2: Noções Básicas sobre a Criação de Posts em um Blog
    [3] Parte 3: Formatação Básica de seus Posts

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L