• Palm a Venda

    Devido a constantes desapontamentos no mercado de dispositivos móveis, assim como em sua receita anual, a Palm, conhecida fabricante dos dispositivos de mesmo nome, acaba de se colocar a disposição de compradores interessados em sua aquisição. Com os preços das ações da companhia caindo vertiginosamente no mercado acabaram forçando a empresa para um verdadeiro leilão. A sua posição quanto a venda da empresa era considerada rumor até pouco tempo, mas agora é fato.

    É fato também que a Palm poderia ser uma empresa líder no mercado de dispositivos móveis, se houvesse aproveitado a época em que os seus PDAs eram sucesso absoluto, e continuassem a investir nesse mercado de dispositivos móveis, para expandir seus produtos, e se solidificar como uma empresa sempre inovadora. Muitos dizem que a Palm parou no tempo, e usam como argumento o próprio Treo, quando a RIM resolveu entrar no mercado com seus BlackBerry e roubar todo o mercado de smartphones empresariais da Palm.

    Claro que ainda existem os consumidores leais a Palm, que defendem com unhas e dentes a plataforma WebOS, que eles dizem ser um sistema operacional para dispositivos móveis muito superior a concorrência, como iPhone, BlackBerry ou mesmo Android. Mas mesmo que o sistema operacional seja superior, isso não significa domínio de mercado. E exemplos temos de sobra: IBM OS/2, Sega Dreamcast e Commodore Amiga.

    E por falar em consumidores, sua maioria esmagadora é composta por clientes empresariais. O que será deles agora que a Palm foi posta à venda? O atual mercado da Palm em smartphones gira em torno de 5% do total de consumidores empresariais. Esse valor pode ser pouco em relação a receita gerada, mas é um número considerável de usuários se formos pensar em cada proprietário de um dos produtos da Palm. É claro que com a queda contínua da Palm no mercado, mais e mais clientes estão migrando para as empresas concorrentes.

    Essa fuga de consumidores é culpa da própria Palm, que parece não querer (ou não poder) acompanhar a evolução e necessidades do próprio mercado de smartphones. Enquanto presenciamos constantemente a Apple, a Microsoft e o Google, investindo pesado em novos sistemas operacionais, aplicativos, funcionalidade, e novos aparelhos, a Palm parece ter parado no tempo. O futuro dos smartphones parece ser a sua integração completa com a Web, e sua evolução para um verdadeiro e possante computador móvel, que não servirá somente para telefonia móvel.

    E quem precisa do WebOS quando as grandes empresas do setor possuem seus próprios sistemas operacionais para seus gadgets? Sim! Os líderes de mercado no setor desenvolvem e atualizam seus sistemas operacionais para dispositivos móveis, sempre buscando novas funcionalidades e acompanhamento da evolução tecnológica do hardware neste setor.

    E quem irá querer comprar a Palm? Parece que a HTC e a Lenovo estão interessadas nessa aquisição. E caso efetuem a compra da Palm, é provável que dêem uma verdadeira guinada no seu atual mercado falido. Só para lembrar, a HTC está feliz e contente com o Android em seus mais novos produtos, e possivelmente não usará o WebOS. Ou então, em uma visão mais promissora, quem sabe a empresa que adquirir a Palm, não coloque o WebOS aberto para desenvolvimento, permitindo assim uma concorrência mais acirrada entre ele e o Android. Se esse sistema operacional é realmente tão bom quanto seus consumidores dizem, imagine suas possibilidades de crescimento nas mãos da comunidade como software livre e de código aberto?

    O WebOS tem muito potencial para o mercado, não somente para uso em smartphones, mas também em tablets. Essa plataforma é muito conhecida por sua inovação e capacidade, e poderá render muito lucro para quem o adquirir e souber como aplicar o mesmo no mercado.


    Links de Interesse:

    - Plummeting Palm in Search of a Suitor
    - Palm on the block; users in a lurch?
    - Palm reportedly up for sale

    Sobre o Autor: saryshagan


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L