• Feature Freeze: Plasma Workspaces 4.11

    Aaron Seigo, líder da equipe de desenvolvimento do KDE e do Plasma, acaba de anunciar que a versão 4.11 do Plasma Workspaces será uma versão LTS (Long Term Support). Seigo afirma que os desenvolvedores estão próximos de uma feature freeze para a próxima versão do shell desktop para KDE e que, uma vez lançado a versão 4.11 do Plasma Workspaces não haverá mais funcionalidades em desenvolvimento para esse branch. Entretanto, como parte de seus lançamentos de estabilização, os desenvolvedores irão oferecer correções de bugs e atualizações de tradução por dois anos seguidos após o lançamento da versão 4.11.


    Uma vez que o lançamento seja finalizado, os desenvolvedores irão alterar seus esforços em desenvolvimento para o Plasma Workspaces 2, que deverá ser baseado no Qt 5 e no KDE Frameworks 5. Seigo também informa que não existem planos para adição de funcionalidades para os ambientes Plasma Desktop e Netbook após a liberação da versão 4.11. Seigo ainda acrescentou que está excitado sobre isso, já que significa que "os parceiros de distribuição e empacotamento [do KDE] serão capazes de ter uma versão com lançamentos focalizados exclusivamente em estabilização por pelo menos dois anos". Esse tipo de versão LTS é uma nova abordagem para o projeto KDE, mesmo sabendo que o projeto já se acostumou com os lançamentos mensais de atualizações de estabilização para seu projeto principal de desktop.

    Seigo também explica qiue a nova estratégia ajuda os desenvolvedores com suas metas de dissociação da pilha de software do KDE do restante das ferramentas e aplicações que fazem parte da KDE Software Collection. Os desenvolvedores perceberam que um ciclo de lançamento simples não funciona para o grande número de diferentes projetos em desenvolvimento na comunidade KDE, sendo essa uma das razões por trás da reconstrução do desktop em sua totalidade como KDE Software Collection" - com o intuito de separar a grande quantidade de aplicações das partes do KDE Frameworks e do Plasma Workspaces que fazem parte do ambiente de desktop. Seigo afirma de forma explicita que o mesmo espera mais liberações de funcionalidades do desktop KDE como um todo, após o congelamento do desenvolvimento do Plasma Workspaces e que esse freeze "não afete, em nenhuma maneira, nada além de código presente no repositório kde-workspace".

    Os desenvolvedores também esperam que o foco renovado no desenvolvimento do Plasma Workspaces 2 irá reduzir o tempo de espera para a nova versão do desktop shell. Seigo explica que "ao focalizar nossa atenção e criarmos agendas sensíveis para cada componente, nós seremos capazes de finalizar o Plasma Workspaces 2 o mais rápido possível". Seigo também afirma que o planejamento da nova versão tem sido discutido com toda a comunidade KDE, incluindo os grupos trabalhando em diferentes partes do software em questão, assim como a equipe de lançamento, e que todos chegaram a um consenso. Trabalhar com equipes integradas é a melhor forma de garantir um desenvolvimento de software rápido e com lançamento de versões sólidas para o público.

    Saiba Mais:

    - Heise Online: Plasma Workspaces to go into feature freeze with version 4.11 (em Inglês)

    Sobre o Autor: code

    Administrador e Editor do Portal Under-Linux, desenvolvedor Linux e FOSS para Linux, autor de livros e artigos, atuando na área de Educação Digital e P&D com AI.

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L