• Atheer Cria Concorrente do Google Glass

    Uma companhia da Califórnia parece ter respondido uma questão que poucas pessoas fizeram: o que aconteceria se você combinasse o Google Glass com o controle baseado em gestos do Microsoft Kinect? A resposta vem na forma de um dispositivo muito interessante que você pode controlar utilizando tanto a voz quanto gestos.


    Allen Yang, CTO da Atheer, vestindo um protótipo de visor com tecnologia de interface 3-D e controle por gestos. Fotografia: Atheer. Fonte: WIRED.

    A Atheer,, uma startup localizada em Mountain View, na Califórnia, quer tornar a interação com o mundo digital de uma forma mais fácil e natural. Para isso está desenvolvendo um protótipo de interface 3-D interativa que tem mostrado ótimos resultados. "A meta é oferecer as pessoas o que nós acreditamos ser uma melhor experiência de conexão com o mundo digital", disse Soulaiman Itani, CEO da Atheer para o Wired. A Atheer pretende fazer isso de três maneiras diferentes: não utilizando um display muito pequeno, utilizando interfaces naturais baseadas em gestos, e empregando a tecnologia 3-D.

    Deve ser notado que a tecnologia da Atheer, embora utilizando um óculos como protótipo, não é um sósia do Google Glass. O Glass é mais parecido com um display heads-up que apresenta a informação no canto superior direito do campo de visão humana. A plataforma 3-D móvel da Atheer projeta um display em frente do usuário, o que significa que você verá uma tela grande a alguma distância dos olhos. Itani afirma que a distância pode ser ajudatada para melhor se adequar as diferentes situações e preferências dos usuários. Você pode assistir a um filme, ler um livro, ou mesmo examinar um mapa, navegar e controlar operações utilizando gestos simples com apenas uma das mãos. O sinal damão para "parada", por exemplo, é utilizado para retornar para o menu principal. Essa interface também pode ser utilizada para aplicações de realidade aumentada, sobreposição de informações.

    Além disso, você pode interagir com o que é projetado a sua frente. Em um app de demonstração bolhas flutuam no alto do campo de visão e você pode estourá-las com o dedo. Eu sei que isso pode parecer simples, mas é bastante imersivo porque as bolhas não estavam aparecendo em um plano bidimensional como na tela de um smartphone ou tablet, mas de forma tridimensional. A Atheer também demonstrou um app no estilo Fruit Nija onde você corta frutas com golpes de karatê feitos com as mãos.

    "O Glass é sonbre estar conectado, tendo a Internet, sendo dado pedaços de informação que você pode compartilhar e ser compartilhado" disse Itani, "Nós estamos indo em direção para uma experiência natural de imersão", completou.

    Todo o processo é projetado para ser feito no dispositivo, que vem embarcado com um acelerômetro, giroscópio, e antena Wi-Fi. Tornar todo o processamento eficiente o suficiente para rodar com uma bateria móvel é um dos grandes desafios que a Atheer está enfrentando. Ter um ecossistema rico de apps é outro problema. Nesse contexto a plataforma de código aberto da Atheer roda bem com o Android, permitindo que os apps Android 2-D rodem bem em um tablet. Os desenvolvedores Android também podem construir ou atualizar esses apps para uso em uma interface 3-D.

    Vale ressaltar que o protótipo de interface gestural em 3-D da Atheer é promissor.

    Saiba Mais:

    - WIRED: Atheer’s Mobile 3-D Interface Is Augmented Reality on Steroids (em Inglês)

    Sobre o Autor: code

    Administrador e Editor do Portal Under-Linux, desenvolvedor Linux e FOSS para Linux, autor de livros e artigos, atuando na área de Educação Digital e P&D com AI.

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L