• Qt 5.1 com Suporte para Android e iOS

    Apenas seis meses após o lançamento do Qt 5.0, uma nova versão deste framework de desenvolvimento de interface de usuário em linguagem de programação C++, finalmente foi lançada. E o Qt 5.1 não deve ser considerado como uma mera atualização, com foco apenas em melhorias e desempenho como originalmente planejada, mas sim como um lançamento inovador que oferece várias novas funcionalidades para os desenvolvedores. A mais importante delas é o suporte para os sistemas operacionais iOS (da Apple) e Android (do Google), mesmo sabendo que essa novidade ainda está classificada como preview, não sendo aconselhado seu uso em ambientes de produção ou missão crítica. Entretanto, de acordo com os desenvolvedores, essas implementações já podem ser utilizadas em vários cenários dentro dos ambientes de produção.


    É importante ressaltar que o Qt 5.1 foi lançado em conjunto com a versão 2.7.2 do ambiente de desenvolvimento Qt Creator. Todos ss componentes estão disponíveis através de um novo instalador online que dará assistência no futuro para esta ferramenta no que se refere a atualizações automáticas. Os desenvolvedores também lançaram uma nova versão de um add-in que oferece integração com o IDE Visual Studio da Microsoft. Assim sendo, pela primeira vez o Qt funcionará com a IDE Visual Studio 2012, e os usuários do sistema operacional Windows poderão escolher entre o ANGLE (Almost Native Graphics Layer Engine) ou o OpenGL para suporte gráfico.

    Com esse lançamento, os desenvolvedores do Qt também introduzem um novo modelo para o gerenciamento de portas seriais (Qt SerialPort). Além disso, o já familiar desde a série Qt 4.x, o módulo Qt Sensors volta a ser novamente um componente Qt. O mesmo permite acesso ao hardware dos sensores que estejam presentes durante o desenvolvimento dos projetos. O Qt Sensors também já possui suporte para os sistemas operacionais Android, BlackBerry OS (RIM), iOS e Mer/SailfishOS. Também vale ressaltar que o novo módulo Qt Quick Controls oferece uma coleção de componentes UI reutilizáveis para aplicações desktop. E por último, porém não menos importante, o Qt Quick Layouts oferece ajuda extra com o gerenciamento de interfaces de usuário escalonáveis.

    O suporte previamente mencionado para iOS e Android é praticamente o mesmo. Porém, comparando o Qt 5.1 com outras aplicações, é visível que alguns componentes ainda estão ausentes como o Qt Serialport, Qt Webkit e partes do Qt Multimedia. O Qt Quick 2 também está ausente da implementação Qt para o sistema operacional da Apple devido ao seu motor JavaScript V8 não poder ser utilizado junto ao iOS. Porém, os desenvolvedores planejam oferecer suporte completo do Qt Quick para esse sistema operacional na próxima versão, com o lançamento do Qt 5.2, que já está agendado para ser liberado até o final de 2013.

    A ferramenta de código aberto Qt está sob as licenças LGPLv2/GPLv3, e pode ser baixado para Linux, Mac OS X, Android (com ambiente de desenvolvimento para Linux ou Windows) e Windows. O Qt 5.1 também está disponível sob uma licença comercial, para os interessados em utilizar essa ferramenta para a criação de aplicações que possam ser comercializadas.

    Saiba Mais:

    - Heise Online: Qt 5.1 - more than just a minor update (em Inglês)

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L