• Rootkit ZeroAccess Expandindo Atividades

    De acordo com um relatório recente divulgado pela Alcatel-Lucent Kindsight, cerca de 10 por cento das redes domésticas e mais 0,5 por cento de dispositivos móveis estão infectados com malware, e a botnet ZeroAccess continua a ser a ameaça de malware mais comum já detectada, infectando 0,8 por cento dos usuários. Os rootkits ZeroAcces (ou Sirefef) infectam o computador a partir de uma enorme botnet peer-to-peer que está sendo usada para colocar em prática a famigerada click fraud ou Bitcoin mining. Além disso, o rootkit também é capaz de baixar malware adicional.


    A ZeroAccess é uma praga cibernética quase benigna, quando comparada com casos de roubo de informações e fraudes bancárias que tem o envolvimento de trojans criados para esta finalidade. O principal "sintoma" de que um computador esteja infectado por esse rootkit é que pesquisas on-line via Google Search muitas vezes levam a páginas inúteis cheias de anúncios e links igualmente inúteis, o que gera receita para os seus controladores e um certo transtorno para suas vítimas.

    O botnet ZeroAccess está crescendo continuamente, e há muitas razões por trás de seu sucesso. Por um lado, os botmasters estão usando um sistema lucrativo de afiliados Pay-Per-Install. Em segundo plano, leva meses para alguns usuários perceberem que seus computadores estão comprometidos.


    Saiba Mais:

    [1] Net Security http://www.net-security.org/malware_news.php?id=2551

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L