• Inativação do Silk Road 2.0 dá Sequência ao Mesmo Processo Quanto a Outros Mercados Cybercriminosos

    A queda do mercado online Silk Road 2.0 e a prisão de seu suposto operador, foi apenas a primeira prova evidente do sucesso de uma ação policial ostensiva, em mais uma bem articulada ação de combate ao cybercrime. "Em 6 de novembro, a aplicação da lei e as agências judiciais em todo o mundo, realizaram uma ação conjunta contra mercados clandestinos, executando serviços como ocultos na rede Tor. Nesse contexto, 16 países europeus, ao lado de parceiros dos Estados Unidos, derrubaram vários mercados que agiam na clandestinidade, como parte de uma ação internacional unificada do centro de coordenação operacional da Europol, em Haia.


    A Operação Onymous, coordenada pelo Centro de Cybercrime da Europol (EC3), o FBI, a U.S. Immigration and Customs Enforcement's (ICE), Homeland Security Investigations (HSI) e Eurojust, resultou em 17 prisões de fornecedores e administradores que comandavam as atividades desses mercados on-line e outros mais de 410 serviços ocultos sendo desativados. Além disso, bitcoins no valor aproximado de US $ 1 milhão, 180.000 euros em dinheiro, drogas, ouro e prata também foram apreendidos.

    Andy Greenberg relata que entre os mercados on-line que foram desativados nesta operação, estão os mercados especialistas em vendas de drogas, como o Cloud 9 e Hydra; mercados de contrabando, como Pandora, Blue Sky, Topix, Flugsvamp, Cannabis Road e Black Market; e mercados de lavagem de dinheiro, como Cash Machine, Cash Flow, Golden Nugget e Fast Cash. Além do mais, um total de 414 domínios ".onion" foram apreendidos.


    Saiba Mais:

    [1] Net Security http://www.net-security.org/secworld.php?id=17605

    Sobre o Autor: Camilla Lemke


Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L