Ver Feed RSS

Tecnologia de Redes, Mobilidade e Inovação

iPhone OS 3 e os WISPs

Avalie este Post de Blog
Para quem ainda não viu, ai vai um (dos vários) vídeos do Youtube sobre a nova versão de firmware do iPhone (versão 3.0):

iPhone OS 3.0

O que o iPhone 3.0 tem a ver com os WISPs? Na minha opinião tem muito a ver com o futuro dos WISPs.

Um dos pontos mais divulgados do iPhone 3.0 é a melhor performance do WiFi. Como não se trata de nova versão de hardware, então isso significa que foi dado maior prioridade ao processo que trata os pacotes WiFi. Quem já trabalhou com desenvolvimento de software entende: se o processador é o mesmo, então as únicas maneira de melhorar uma performance é aprimorar seu código ou dar mais prioridade ao processo que o executa. Como WiFi já é algo muito bem desenvolvido, creio que a Apple simplesmente deu mais prioridade aos processsos que tratam da comunicação WiFi e isso, obviamente, significa que outros ficaram mais lentos. Traduzindo: a Apple percebeu que os usuários estão dando muito valor ao WiFi, tanto que valeu a pena fazer alguma outra coisa ficar mais lenta.

Nesse ponto entram os provedores WISP. Hoje, a teoria dos WISP é: poucas torres, tentar longo alcance. Isso não ajuda muito, pois "longo alcance" é sinônimo de "lidar com interferências vindas de longe". Com o passar do tempo, os WISP vão perceber que é melhor colocar várias torres (pequenas) cobrindo áreas pequenas (obviamente que isso só é possível com uma boa quantidade de usuários para justificar o investimento).

Já tenho visto provedores fazendo parceria com próprios clientes (propostas do tipo: "cliente, coloco uma estrutura um pouco maior na sua casa, cubro os seus vizinhos e em troca você paga menos") para viabilizar microcélulas. Isso para diminuir a distância entre os usuários e a célula mais próxima (o que reduz o problema de interferência). Isso tem um outro efeito positivo: cria uma cobertura distribuída que permite smartphones ter acesso em mais locais (quanto mais dessas microcelulas existirem, maior a chance do usuário estar próxima de uma delas e ter sinal).

Juntanto A mais B: o iPhone está dando maior ênfase ao WiFi, isso significa que o uso de WiFi em smartphones é uma tendência real e crescente. Com os WISPs criando uma rede distribuída de micro-células, haverá um mercado cada vez maior para os WISPs que souberem criar mecanismos de acesso temporário (do tipo "entre com o numero do seu cartão de credito e comece a navegar já").
Categorias
Não Categorizado

Comentários


+ Enviar Comentário




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L