Ver Feed RSS

lemke

Hackers e Twitter: datilografia e papel carbono.

Avalie este Post de Blog
Hackers ligam máquina de escrever elétrica à popular rede social. Mensagens são transcritas automaticamente em papel


A equipe da .omlout:., uma empresa inglesa especializada na venda de peças e kits para entusiastas da eletrônica, gosta tanto do Twitter que desenvolveu um meio inusitado para ficar a par de tudo o que é dito na rede social: conectou à internet uma máquina de escrever elétrica, que transcreve automaticamente em papel sulfite, em duas vias com papel carbono, todas as mensagens.

A máquina, uma Smith Corona modelo XL 2700, foi ligada a uma placa Arduino, muito popular entre os “hobbystas” por seu baixo custo, expansibilidade e mentalidade Open Source. A placa, por sua vez, foi ligada a uma interface de rede e esta à internet.

Software rodando na Arduino monitora constantemente o Twitter em busca de mensagens que contenham uma “hashtag” (nome dado às palavras-chave usadas pelos usuários) específica, como “#haiku”. A máquina recebe o texto através de uma interface serial e o transcreve para o papel.

Os hackers não documentaram a interface entre a Arduino e a máquina de escrever, embora tenham liberado o código-fonte do software na página oficial do projeto.


Via Geek
Categorias
Não Categorizado

Comentários


+ Enviar Comentário




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L