Ver Feed RSS

Tecnologia de Redes, Mobilidade e Inovação

Mais Uma Etapa na Liberação de Nome de Domínios do ICANN

Avalie este Post de Blog
O ICANN é uma organização sem fins lucrativos que cuida do conceito de DNS na Internet, mas independente de qual seja o eufemismo que se use, na prática o ICANN é o dono do DNS. Já faz algum tempo que o ICANN vem trabalhando agressivamente em seus planos de "liberar geral" os domínios de Internet, permitindo, por exemplo, endereços como www.under-linux. Seria só isso mesmo, não esqueci de .org ou .com, pois dentro do novo conceito, praticamente qualquer coisa pode ser um TLD.

ICANN e TLD

TLD (ou top level domain) é a raiz de qualquer nome de DNS. Assim .com é um TLD, .org é outro TLD, .br, .edu, .ar e por ai vai.

Já o ICANN é o ser todo poderoso que controla como esses TLDs serão administrados. Por exemplo, foi o ICANN que cedeu (ou concedeu, não sei bem qual o termo correto para essa passagem de bola) o .br para a FAPESP no Brasil.

A Proposta do ICANN

Desde o ano passado o ICANN vem trabalhando junto com a opinião pública (ao meu ver, mais do que trabalhando junto, eu diria forçando) a aceitar uma flexibilização nos TLDs.

Assim qualquer empresa, corporação ou mesmo pessoa vai poder criar e comprar um TLD. O custo será alto (imagina-se que deva ficar perto dos USD 100.000,00 para se criar um TLD).

Assim será possível criar um TLD .linux, por exemplo. Ai teriamos www.under-linux.linux, www.slackware.linux ou www. redhat.linux.

Inclusive poderá ser criado um TLD direto para a marca, como por exemplo www.coke ou www.pepsi. Fica estranho, mas será possível.

A Controvérsia

Os que são contra esse plano se referem normalmente a dois efeito maléficos possíveis: abuso e perda de controle sobre marcas.

No caso do abuso, imagine alguém registrando o TLD .kids. Ok, sites para crianças. Mas quem irá controlar a revenda dos domínios nesse TLD? Imagine que uma empresa do Ucrequistão registre esse TLD, quem irá garantir que ela não irá permitir sites pornográficos com essa extensão? Tipo www.bonitonas.kids. A extensão .kids dará uma falsa sensação de segurança a quem acessa.

Já na questão das marcas, a preocupação é com uma nova corrida pela proteção de marcas. Apesar de serem caros (como disse, previsão de ficarem na casa das centenas de milhares de dólares) exitem marcas que valem mais que isso.

TLDs como .nike, .coke, .microsoft ou .pepsi pode até ser relativamente simples de proteger, pois são marcas notórias. No entanto outras, como por exemplo, .apple são mais complicadas, pois eu posso ser um produtor de maças e querer meu TLD.

No entanto, ao meu ver, o novo conceito de TLD vai abrir também uma série de novos negócios (lícitos). Um provedor pode, por exemplo, registrar do TLD .hotel e oferecer para todo o mercado hoteleiro.

Também não creio que seja gerados domínios muitos caros. Vale lembrar que a Verisign (que opera dos TDLs .com e .net) pagou uma baba de dinheiro pelo direito de operar esses TLDs e vende a valores muito razoáveis (inclusive através de agentes).

Em Que Pé Estamos

Ontem (dia 20/07/2009) terminou o prazo para discussão dos relatórios da ICANN sobre o conceito de competitividade e o modo de operação desses novos TLDs.

É que para tentar acalmar os ânimos dos que são contrários aos novos TLDs, o ICANN encomendou e publicou no dia 06/07 dois relatórios sobre esses assuntos e qualquer pessoa poderia, até ontem, enviar comentários e criticas referente a esses relatórios.

Ao meu ver, isso indica que o ICANN está realmente interessado em promover o novo conceito de TLD, creio que em mais um ou dois anos já poderemos ter esse novo modo em funcionamento e vários novos TLDs sendo lançados.

Atualizado 21-07-2009 em 08:59 por mlrodrig

Categorias
Não Categorizado

Comentários

  1. Avatar de osmano807
    Vai dar uma zona nos RegEx! Além dos IPv6, que já dão o maior trabalho nos RegEx!

    Os filtros no squid vão dar o maior trabalho!
  2. Avatar de mlrodrig
    Citação Postado originalmente por osmano807
    Vai dar uma zona nos RegEx! Além dos IPv6, que já dão o maior trabalho nos RegEx!

    Os filtros no squid vão dar o maior trabalho!
    É verdade, eu não tinha pensado nisso.

    Outra coisa que notei, é que irá estragar o recurso de GOOGLE do Chrome. Se colocamos na barra de endereços redhat.com vai para o site da Redhat, se digitamos apenas redhat ele busca no Google pelo termo. Com esse novo esquema de nomes, não vai funcionar mais, pois o endereço

    redhat

    pode ser um nome válido de servidor (mesmo sem www. ou qualquer outra coisa) da mesma forma que hoje é válido escrever

    redhat.com
  3. Avatar de yondaime
    Tudo pra ganhar uns mizéros dollares :}

+ Enviar Comentário




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L