Ver Feed RSS

blog.dennyroger.com.br

Web 2.0: política de uso deve ser formulada por toda a empresa

Avalie este Post de Blog
Para especialista, responsabilidade sobre políticas de acesso devem ser de comitês interdisciplinares e do departamento de Recursos Humanos.

Por Patrícia Lisboa, repórter da CIO

Empresas devem criar comitês interdisciplinares para identificar as necessidades de comunicação de cada departamento e, então, definir quais ferramentas da Web 2.0 devem ser liberadas – ou bloqueadas – para os funcionários durante o expediente. A afirmação foi feita pelo especialista em segurança da informação e sócio da consultoria sobre o mesmo tema EPSEC, Denny Roger, o qual defende que o CIO não deve assumir a responsabilidade de definir os níveis de acesso dos usuários aos conteúdos da internet.

Segundo ele, representantes de todas as áreas da companhia devem avaliar riscos e vantagens que redes sociais, comunicadores instantâneos e blogs podem trazer ao negócio – e, consequentemente, liberar ou bloquear acesso.

“O departamento de vendas, por exemplo, pode ser muito beneficiado pela participação em comunidades online”, diz Roger. O consultor explica, no entanto, que para evitar conflitos interpessoais que prejudicam o clima organizacional, não se pode estabelecer regras diferentes para cada área do negócio. “Por isso a discussão é válida, para que todos apresentem suas opiniões e a decisão seja tomada de forma equilibrada, com normas comuns a toda a empresa”, afirma ele.

Definidas as diretrizes em relação ao acesso à Web, é papel do departamento de recursos humanos criar um código de conduta formal para ser seguido pelos colaboradores da companhia. “O RH deve documentar o código de ética corporativo e as punições que serão aplicadas no caso de descumprimento de tal regulamento”, afirma Roger, que complementa: “Sem regras claras e conhecimento sobre as ferramentas Web, usuários não sabem o que podem ou não fazer na internet.”

De acordo com o especialista, a área de TI tem apenas a função de executar as ações que possibilitarão ou bloquearão acessos. O nível de liberdade dos funcionários reflete a cultura corporativa e é muito problemático para o CIO assumir a responsabilidade de definí-lo. “A decisão deve ser coletiva e encarada como uma política de gestão de pessoas e recursos humanos”, conclui Denny Roger.

Fonte: http://computerworld.uol.com.br/seguranca/2009/08/26/web-2-0-politica-de-uso-deve-ser-formulada-por-toda-a-empresa/
Categorias
Não Categorizado

Comentários

  1. Avatar de juniorphy
    Ótimo ... Sempre pensei da mesma forma ...

    Valeu pelo artigo aí D. Roger !!!

+ Enviar Comentário



Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L