Quantcast
Quebrando o mito de obter uma outorga SCM.

Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  LinuxSecurity ·  Dicas-L ·  NoticiasLinux ·  SoftwareLivre.org

Ver Feed RSS

kleberbrasil

Quebrando o mito de obter uma outorga SCM.

Avalie este Post de Blog
Muitas empresas Provedoras do Serviço de Conexão à Internet (PSCI) passaram por inúmeras dificuldades em manter suas operações devido a má interpretação ou desconhecimento do regulamento atual sobre o Serviço de Comunicação Multimídia (SCM). É completamente compreensível essa confusão, basta analisar um pouco a história dos PSCI para entender.

Em 1995, o Ministério das Comunicações (MINICON), editou a Norma 004 deifinindo o USO DE MEIOS DA REDE PÚBLICA DE TELECOMUNICAÇÕES PARA ACESSO À INTERNET, nesta época, os PSCI disponibilizam seus serviços utilizando a REDE PÚBLICA DE TELEFONIA como MEIO DE ACESSO, ou seja, o usuário (final) de internet precisava ter seu computador ligado em uma linha telefônica e discar ao PSCI, essa transação era possível graças ao Servidor de Acesso Remoto (RAS), que encaminhava todas as conexões discadas ao Backbone IP.

Iniciou em 1999 a comercialização da tecnologia IEEE 802.11, esse padrão propiciou os PSCI disponibilizar outro MEIO DE ACESSO aos seus usuários, era o início da Banda Larga e o fim do monopólio do MEIO DE ACESSO. A tecnologia 802.11 usava frequências ISM (definida no Brasil como Radiação Restrita), essas fazem parte de acordos internacionais (onde o Brasil é signatário) para uso gratuito e sem necessidade de licencia-las. A ANATEL em 2001 publicou a Resolução 272, sobre o Serviço de Comunicação Multimídia (SCM), que é definida como:
"um serviço fixo de telecomunicações de interesse coletivo, prestado em âmbito nacional e internacional, no regime privado, que possibilita a oferta de capacidade de transmissão, emissão e recepção de informações multimídia, utilizando quaisquer meios , a assinantes dentro de uma área de prestação de serviço."
O pesadelo dos PSCI iniciou com essa resolução, a falta de entendimento por parte dos empresários e ações de fiscais da ANATEL, tornou essa atividade - sem outorga SCM - como clandestina, entretando foi assegurado nessa mesma resolução, que as redes SCM deverão dar suporte ao Serviço de Valor Adicionado (SVA), a Norma 004/95, define que o Serviço de Conexão à Internet (SCI) é o nome genérico que designa Serviço de Valor Adicionado que possibilita o acesso à Internet a Usuários e Provedores de Serviços de Informações;

Sendo assim, existi duas possibilidades legais de um PSCI funcionar sem riscos de vir a ser lacrado pela Agência:

1 - Solicitar a um prestador SCM outorgado pela ANATEL o uso de sua rede como MEIO DE ACESSO aos seus usuários, ou;
2 - Requerer Autorização SCM Própria, porém três passos são requeridos:
Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         PSCI.gif
Visualizações:	937
Tamanho: 	41,0 KB
ID:      	8366  

Atualizado 24-09-2009 em 16:21 por kleberbrasil

Tags: Nenhum Adicionar / Editar Tags
Categorias
Não Categorizado

Comentários

  1. Avatar de MarceloGOIAS
    Meu caro Kleber,

    sim, é verdade. SCM virou mito ou bicho de sete cabeças. Ocorre que muitos "espertalhões" (não todos, obviamente) tem usado a SVA como meio de ganhar dinheiro de forma contestável. Estão simplesmente alugando SCM em vez de prestar suporte às empresas e PSI já existentes.

    SVA não poderia ser provedor de acesso à internet, mas empresas prestadoras de serviços adicionais, como empresas de hospedagem internet, provedores de autenticação e provedores de conteúdo (portais, empresas que vendem pela internet, empresas de jornalismo, etc).

    Eu explico: para que uma empresa possa prestar suporte às empresas SVA, por exemplo no Tocantins, a rede de acesso nesse estado teria de ser da SCM. Entretanto, não é isso o que acontece. Simplesmente há "contratos de fachada" simulando que a rede pertence à empresa SCM. Na verdade pertence à própria SVA, descaracterizando o serviço de valor adicionado (SVA).
  2. Avatar de kleberbrasil
    Esse é meu intuito Marcelo, os PSCI devem acreditar um pouco mais em sua capacidade econômica e técnica e obterem sua própria outorga, para quem é bom na matemática, vai ver que a outorga própria é uma economia do decorrer do ano.

    A título de ilustração, vamos analisar um pequeno PSCI de 30 usuários, que cobra R$ 50,00 de seus clientes mensalmente, porém tem os custos de suporte à rede SCM, o PSCI precisa disponilizar a internet usando o MEIO DE ACESSO a rede do SCM, isso geralmente tem o custo de um salário mínimo, deve-se contabilizar também, a perda de receita, onde o usuário final paga ao SCM por usar sua rede como MEIO DE ACESSO ao PSCI, algo em torno de R$ 10,00 (Mês), vejamos a equação:

    Suporte SVA custo anual: (R$ 465,00 x 12) + (R$ 10,00 x 30) x 12
    R$ 5.580,00 + R$ 3.600,00 =
    R$ 9.180,00

    Caso o PSCI queira tirar sua própria SCM, ele terá o custo do primeiro ano R$ 9.000,00 da outorga, que poderá ser parcelado em 3 vezes, custo do engenheiro (telecomunicações, elétrico, redes ou computação) para assinar o projeto (pois o mesmo tem gratuito aqui no under-linux), algo em torno de R$ 1.000,00 por essa assinatura, mais adesão ao CREA R$ 400,00, mais o custo mensal de um Responsável Técnico (Pode ser um técnico em telecomunicações, eletrotécnico ou redes que tenha CREA) poderia tá trabalhando na sua empresa como técnico de suporte normal a um custo mensal de uns R$ 600,00 (não vou contabilizar este, porque o técnico para dar suporte aos seus clientes é requerido também em caso de ser somente SVA), vejamos:

    R$ 9.000,00 + R$ 1.000,00 + R$ 400,00 = R$ 10.400,00

    No segundo ano, você pagaria ao SCM por ser SVA da rede dele = R$ 9.180,00
    Entretanto, caso tenha outorga própria, no segundo ano você terá o custo = R$ 0,00

    PS. Não coloquei custos que empatariam, como TFF e TFI, a diferença é só o cobrador, caso tenha sua própria SCM a ANATEL irá te cobrar, caso use a rede SCM de terceiro, este irá o cobrará (certamente).

    Viu só, não precisa ser fera em matemática, basta olhar a médio prazo para ver que parceria não é o melhor negócio. Abraços!
  3. Avatar de rafaelhol
    Realmente a Anatel teria que acabar com locações de SCM na minha opinião.
    Punir as empresas que o fazem.
    Por que muitos dos quais que prestão serviços de acesso a internet não tem nenhuma estrutura interna suficiente para se dizer provedor de acesso a internet.
    Todo mundo acha que RB aqui RB lá Ap aqui Ap lá Link domestico 1, 2, 3 em load balance tá mais que bom etc...
    Vamos e viemos.
    Pesquisem mais na internet o que realmente é uma estrutura de um provedor e quais são seus equipamentos de verdade pra verem o tão amador a maioria é.
    O pessoal bota um proxy atras de uma rede precaria e acha que tah beleza.
    Se enganão absurdamente pois o proxy só mascará a má qualidade e incapacidade do link em prover determinado acesso a um numero minimo de usuarios numa constante de tempo.
    Além do mais muitos provedores se utilizão do ((burst)) que na verdade seria um adicional de banda dado como um plus ao usuario de navegação para enganar os usuarios com bandas fantasmas.
    A fiscalização já é uma precariedade no brasil quanto ao serviço de internet e ainda temos pessoas de má fé e mal intessionadas fazendo burst por ai.
    Ainda mais balanceamento com três até mesmo as vezes quatro link's domestico de internet básica para prover acesso de internet se denominando provedor de acesso banda larga pra todo mundo.
    Realmente assim fica dificil...
    1- Se aluga um SCM
    2- Sem estrutura de qualidade
    3- Com link de acesso domestico, Forjando endereços reversos de dominio para se dizer link dedicados
    4- Burst enganando clientes com banda ficticia.
    5- Alem de não se ter um ip-valido pra navegar ficando dependente de NAT que ao meu ver é uma droga quando se trata de acesso a certos serviços na rede (sites).
    Bom de igual forma aqui fica meu protesto
    aproveitando o assunto do SCM
    pois tem acontecido isso de monte não só aqui na região metropolitana de Porto Alegre (Rs)
    mas em muitos lugares do Brasil.
    Provedores que se dizem provedores enganando pessoas de boa fé que não entende muito de técnica, tecnologia mas entende muito bem na hora responsabilidade de pagar a fatura premiada todo fim de mês do serviço de baixa qualidade.
    Até mesmo sugiro uma criação de um topico informando e denunciando as tecnicas de burst aqui no forum.
    Outra coisa sei que muitos não gostarão de ler isso e tiverão como ofensa para si.
    Com humildade lhes peço desculpas de verdade.
    por que a melhor forma de acabar com o caus da lentidão e problemas na internet brasileira é agindo de forma a se obter estrutura e técnicos altamente capacitados para manutenção e configuração de equipamentos capazes de prover um serviço de extrema qualidade a qualquer usuario seja ele qual for.
    Por que provedor de verdade é aquele que vende a banda de forma integral deixando o usuario livre para usa-la da forma que bem lhe servir seja ela qual for.
    Grande abraço a todos
    Parabens pela iniciativa Kleber em discutir mais afundo a questão do SCM.
    Por que o melhor de tudo mesmo é não só se ter uma licença propria de SCM mas sim de se ter toda uma estrutura capaz de suprir quaisquer que seja as necessidades do cliente.
    Atualizado 06-09-2009 em 09:40 por rafaelhol
  4. Avatar de cls7007
    Grande rafael, eu sou sim um desses gambiarreiros que vc fala ai, com muito orgulho.... so queria que vc entendesse que quem mora no interior da puta que o pariu no brasil, nao tem vez, solicitei um link dedicado no meu provedor, sabe o que esta disponivel pra mim, um ipconect da OI...com a incrivel velocidade de 512k, o que da pra fazer com isso?

    Amigo tenho sim muito link ADSL aqui, tenho sim, parceria SCM, foi o que eu quiz e assim que presto meu serviço.....tenho sim pc-ap aqui pc-ap lá.... como a maioria do pessoal do forum aqui, infelizmente ainda nao tenho dinheiro pra estruturar mais o meu provedor, e tenho que trabalhar assim, nem por isso deixo de atender bem meus clientes... como vou fazer tenho 80 clientes que me pagam 35 reais por mês.... aqui a merda da oi colocou velox de 300k a 39,90... quer um serviço mais porco que o deles....quer passar mais raiva que ligar pra um 0800 das grandes teles....

    assim como vc falou em humildade, faço das suas as minhas palavras, só nao encontrei solução melhor do que usar ADSL nem tive 9000 direto pra obter minha propria SCM.....

    Mais um dia eu chego lá......

    grande abraço!
  5. Avatar de rafaelhol
    Cara amigo ((cls7007))
    Perdoe-me a força das palavras voce e os demais.
    Prestigio e admiro os pequenos e o meu respeito a todos aqueles que trabalhão honestamente por um serviço de qualidade sem dúvida.
    O que não podemos é somente aceitar ficar dependentes, em momento algum citie a palavra gambiarreiros e direcionei a alguem. Tão somente questionei alguns fatos que tem se tornado freqüentes no dia dia dos novos provedores de internet no brasil.
    Mas de igual forma quero me retratar mais uma vez pelo mau entendido dos meus argumentos.
    E tenho certeza de que o sol nasceu para todos e mais certeza ainda que um dia voce vai chegar lá com um serviço exemplo de qualidade para seus clientes.
    Por que de uma coisa eu tenho certeza: Não há melhor propaganda do que aquela feita de boca em boca.
    Me perdo-e o kleber e os demais por me aproveitar da situação para protestar usando o tema da licença SCM em questão.
    No mais era isso.
    Seja qual for o equipamento, banda etc.
    O que importa é um serviço de qualidade que vise lucros e não prejuizo para ambas as partes.
  6. Avatar de paralizar
    Citação Postado originalmente por cls7007
    Grande rafael, eu sou sim um desses gambiarreiros que vc fala ai, com muito orgulho.... so queria que vc entendesse que quem mora no interior da puta que o pariu no brasil, nao tem vez, solicitei um link dedicado no meu provedor, sabe o que esta disponivel pra mim, um ipconect da OI...com a incrivel velocidade de 512k, o que da pra fazer com isso?

    Amigo tenho sim muito link ADSL aqui, tenho sim, parceria SCM, foi o que eu quiz e assim que presto meu serviço.....tenho sim pc-ap aqui pc-ap lá.... como a maioria do pessoal do forum aqui, infelizmente ainda nao tenho dinheiro pra estruturar mais o meu provedor, e tenho que trabalhar assim, nem por isso deixo de atender bem meus clientes... como vou fazer tenho 80 clientes que me pagam 35 reais por mês.... aqui a merda da oi colocou velox de 300k a 39,90... quer um serviço mais porco que o deles....quer passar mais raiva que ligar pra um 0800 das grandes teles....

    assim como vc falou em humildade, faço das suas as minhas palavras, só nao encontrei solução melhor do que usar ADSL nem tive 9000 direto pra obter minha propria SCM.....

    Mais um dia eu chego lá......

    grande abraço!


    Força parceiro !!! faço minhas suas palavras !!
  7. Avatar de wireless&cia
    Caro rafaelhol..

    A 2 anos entrei no mercado wireless, no entanto clandestino pois no momento não tinha condições em tirar licença scm e pagar links absurdos como um link de 1mb full da embratel por 4500,00.
    Iniciei com alguns modens adsl ate consseguir mais renda para poder comprar um link full..
    Aki na minha cidade existe um provedor wireless a 10 anos como a cidade so tinha a opção de usar esse provedor ou então a velox não tinha para onde correr.
    Hoje os equipamentos que uso são melhores que esse provedor licenciado na anatel, tenho backbone superior a eles, e mantenho qualidade superior a qualquer provedor aki da minha cidade.. e outra, uso sim brust, e muito bem feito, não para roubar do cliente, e sim pelo motivo de não poder garantir 100% de velocidade para cliente final, que acredito que 95% dos provedores de qualquer que seja a tecnologia utilizada, por ter que cobrar barato pela mensalidade para o cliente.. me diz se e possivel atender 40 clientes a 128k ou 25 a 200k num link de 1mb pagando por ele 4500,00. De uma certa forma eu garanto a velocidade para meu cliente.. ele tem garantido 80% da velocidade contratada, acho que ate melhor que muitos provedores como (velox).
    COmo citado acima o provedor principal da minha cidade(wireless) tem perdido muitos clientes para mim, pois graças a deus nunca abri a boca para fazer propaganda do meu provedor, todos os clientes que me procuram são por indicação de outros, e por ter um serviço de mais qualidade que os provedores daki ainda cobro mais caro na mensalidade...
    Acredito que não poderia jogar pedra em nos so porque ainda não temos scm ou usamos brust e usamos routerboard. o que importa e o serviço que chega ate o cliente..
    Ahhh, como a renda do provedor esta bem melhor agora, ja dei entrada em minha licença, para agora poder trabalhar tranquilo e colocar o restante dos provedores para traz..

    Não me julgo certo por trabalhar clandestinamente, mas como disse, começei com adsl, comprei link full, dei entrada na scm, agora e so alegria, so esperar a anatel liberar.... Acho que e por ai...
  8. Avatar de rafaelhol
    Com satisfação que te parabenizo wireless&cia
    Primeiro pelo sucesso de sua empresa
    E segundo por agora ter condições de regulamentar a sua situação junto aos orgãos competentes.
    E por favor não me entenda mal,
    Mas o fato é que não estou a criticar quem trabalha certo, prestando um serviço de qualidade aos seus clientes, alias até por ventura estamos quase fugindo o foco do real assunto que é sobre o "QUEBRANDO O MITO SCM". Mas tudo bem creio que o nosso amigo kleber ira entender do por que.
    Grande Abraço!
    Fica com Deus.
  9. Avatar de 1929
    Rafael, em parte voce tem razão. E noto que o objetivo não é polemizar, mas a preocupação por um bom serviço.
    Só um detalhe que eu não entendi bem, é o fato de voce achar que o burst é tapeação.
    É um recurso, que quando bem usado, vai realmente dar um plus na navegação, e contribuir para desafogar o link, já que o vivente faz a solicitação e mais rápido desocupa "a moita".
    Concordo que o burst poderia também ser usado para tentar tapear os medidores de velocidade, mas vejo ele mais como positivo do que negativo.
    Pior ainda são as grandes Teles, que aparentam ser profissionais e tem um péssimo serviço. Usam, eles sim, artifícios para mascarar as redes, oferecem uma banda e na verdade garantem só 10%, quando garantem. Daí é fácil vender internet a 39,00 o mega, já que na prática esta velocidade nem sempre vai chegar lá, sem falar que eles tem acesso a preços altamente competitivos na compra de seus links para seus backbones.
    Mas no caso dos pequenos provedores, quando se oferece 300 para o cliente, a primeira coisa que ele faz é ir conferir. Se não der isso, logo telefona reclamando. Mas quando compram o link de uma grande operadora de 1 mega e navegam a 100, 200 ou 300, eles não reclamam, pois ficar uma hora num 0800 eles não querem.
    Sabe quando tudo isso vai funcionar muito bem? Quando a maioria dos pequenos provedores tiverem acesso a redes independentes como Unotel e Anid, onde os preços para nós são mais próximos da realidade. Daí meu, com uma malha instalada invejável, veremos estes "safados" que vendem link a 1.500 ou mais o mega, correr atrás do prejú.
    Vamos lutar e valorizar as redes independentes.
  10. Avatar de pepoclv
    Esse é o único caminho, nos unirmos e tentar fazer nossas redes independentes, a OI hj cobra 01 MB por R$ 2.300,00 e se quiser. Estou gastando um dinheiro que não tenho para buscar internet em outro estado de outra operadora para poder sobreviver e ainda por cima concorrer com a propria OI. Trabalho com VoIP tambem e estamos com um projeto de "PEERING", onde estamos juntando as maiores operadoras do Brasil e preparando nosso plano de numeração e a nossa interconexão, com isso poderemos oferecer chamadas IP entre os usuarios destas operadoras da mesma forma que as TELCO convencionais. Essa regulamentação deveria ser feita pela ANATEL, mais acho que devido a alta demanda de serviço isso não acontece, decidimos fazer e levar pronto para a ANATEL. Só com iniciativas assim é que nós pequenos conseguiremos sobreviver.
  11. Avatar de rafaelhol
    Tu é o cara 1929
    Concordo em genero e grau com voce.
    Sei muito bem para que serve de fato o burst e realmente vejo o contrário por ai.

    Veja o exemplo de um plano verdadeiro que vou citar com o plus ou burst:

    Estou fechando um contrato com o cliente ok.. Ele quer contratar o plano de 512k..ok
    Vou no mikrotik no caso e configuro.
    burst: 700k
    max limite: 512k
    tempo: 8

    ok isso seria um exemplo verdadeiro de plus verdadeiro na banda de um cliente.
    Ele não só teria 512k mas um adicional de 200k por 8 segundos que seria uns pontinhus a mais para a imagem do seu provedor.

    Agora veja o exemplo do que fazem se essa pessoa contrata-se um serviço com alguém espertinho de mesmo plano e banda:

    burst: 512k
    max limite: 128k
    tempo: 4

    Isso mesmo um plano de 128k com o burst em 512k com max limite em 128k e o tempo do burst em 4 segundos. rsrsrs
    E o melhor de tudo o preço tb de 512k. hahaha
    Poxa pessoal assim não dá.
    Isso não pode ser vendido por um plano de 512k nem aqui nem na china e sim teria que ser vendido como um plano de 128K.
    Ou o burst é definitivamente um plus para a banda do cliente ou uma forma de enganar os medidores de velocidade e pessoas de boa fé.
    Antes então venda o plano de forma correta do que de forma enganadoura para o cliente.
    Agora quanto a redes idempendentes:
    Sou sem dúvida a favor mas não só das redes idempendentes mas sim tambem de um novo modelo de politica de SCM para regularizar o serviço.
    com o qual o preço varia-se de acordo com a localidade e numero de usuarios atendidos pelo provedor em questão. ou seja.

    LOCALIDADE x NUMERO DE USUARIOS = VALOR A PAGAR POR ANO DE SCM

    Com isso acabaria esse esquema de aluguel de SCM facilitando a vida de muitos em pagar sua propria conceção a um preço justo e acessivel.
    Além do mais do que adianta SCM para todo territorio nacional para um pequeno provedor que só vai atuar com seu sinal a 1, 2, 3 .. cidades. Acho um absurdo isso.
    O SCM a nivel nacional só é valido somente para grandes teles cujo o interesse maior é atuar em todo territorio.

    Na verdade o que todo mundo mais quer é trabalhar de forma despreocupada e correta visando a qualidade dos seus serviços para todos.
    Mas o governo não enxerga isso. E nós não fazemos eles enxergar tambem com protestos e mais protesto por ai.
    Agora, quanto ao assunto das grandes teles eu não tenho nada a declara faço as suas palavras as minhas caro ((1929)).
    Por que de fato eu acredito numa politica para todos e não para poucos.
    Acredito na liberdade de qualquer um querer e poder ter seu provedor licencialo de acordo com a lei e de acordo com seu poder pessoal.
    Atuando de forma a estimular a inclusão digital.
    Acredito sim que não deveria se liberar o serviço e sim melhorar as condições de acesso para todos. Acessibilizando os meios legais e financeiros para se licenciar a empresa (provedor).
    Mas Brasil meu Brasil, Brasileiro...
    Quando será que os nossos governantes vão se preocupar em criar leis que possão de fato vim de encontro a todos e que tb de fato sejam cumpridas para todos.
    A grande verdade é que os pequenos provedores de internet estão passando pelo mesmo sufoco que as rádios comunitárias passão ou passaram.
    A grande diferença tão somente está somente na frequencia de trabalho e no preço para sua legalização de fato.

    Rádio comunitária legalização: 100,00 Reais (cem Reais ano)
    Projeto técnico: 1100,00 Reias (necessario fazer só uma unica vez)
    Potencia: 25 watts

    Provedor de internet : 9000,00 Reias (nove mil ano)
    Projeto Técnico: 1500,00 Reais (necessario fazer só uma unica vez)
    Potência: 0,250 watts

    Vejam se não é de se indiguinar.

    Mas ok.. O fato é que não quero polemizar mais ainda o assunto num todo nem esse é o meu preceito.
    Mas apenas fiz essa simples comparação para todos verem que no Brasil não tem jeito mesmo.

    Mas como dizem:
    Sou Brasileiro e não desisto nunca então:
    concerteza vamos lutar pelas redes idempendentes
    Mas tambem por uma nova politica de SCM

    LOcalidade x Usuarios = Preço do SCM a pagar.

    Onde a legalidade seja para todos e não poucos.

    Por que o que mais desejamos é que o modelo do atual SCM seja reformulado de acordo com as condiçoes de cada um.

    Grande abraço!
    Atualizado 07-09-2009 em 06:22 por rafaelhol
  12. Avatar de ustelecom
    Olha, a conta não é assim!! Estão tentando passar uma idéia errada!

    O CREA tem que ser pago TODO ANO! Não é uma vez só de R$400,00! Se a empresa não pagar anuidade perde o registro!

    Pensemos:

    - Um responsável técnico com nível de 2o grau: +-R$200,00/mês(um engenheiro não sai por menos dfe R$350,00)
    - 0800 (o SCM precisa ter, sendo somente SVA não precisa): +-R$100,00
    - 1% de FUST: +-R$100,00 (estou calculando um valor baixo de bruto mensal...)
    - CREA ANUAL: +- R$33,00 por mês

    Já ficamos em +- R$400,00 por mês para manter uma SCM própria.

    Ou seja (vou utilizar as palavras do próprio Kleber):

    "1 - Solicitar a um prestador SCM outorgado pela ANATEL o uso de sua rede como MEIO DE ACESSO aos seus usuários;"

    Trocando em miúdos: Parceria SCM.

    Você vai gastar entre R$400/R$450,00 por mês.

    "2 - Requerer Autorização SCM Própria, porém três passos são requeridos"

    Ter sua própria SCM: pagar 9000,00 (parcelado ou nao) e depois cerca de R$400,00 por mês para mantê-la!

    É por isso que parceria dá certo! Percebam os custos! Tem muita gente que não tem como pagar esse valor para a ANATEL e nem quer ter uma série de compromissos financeiros (0800, CREA, responsável técnico, FUST, etc...), preferindo trocar tudo isso por uma boa parceria e tocar seu negócio para frente!

    Engracado aqui é ver os provedores que tem SCM própria reclamando de preço de link: eles querem que as operadoras abram mercado para eles baixando o valor do link, mas ao mesmo tempo não querem que parceria exista pois abre o mercado para pessoas que não tem como ter SCM própria!

    Reclamam da concorrência das operadoras por um lado, mas não aceitam a concorrência dos "parceiros".
  13. Avatar de fabiosan
    O que ocorre é que segundo informação que obtive de um ex-professor que é um dos coordenadores da Anatel em Brasilia, eles não estão tendo perna suficiente para fiscalizar o numero de provedores que existem e que estão abrindo, visto que não é esta a única responsábilidade da Anatel. Por isso a situação ficou mais tranquila para aqueles que ainda não possuem a licença.
  14. Avatar de kleberbrasil
    Oi ustelecom,


    A intenção deste blog não é deturpar o entendimento de ninguém, meu intuito é expor o que realmente possa ser viável econômicamente aos atuais PSCI sem outorga SCM, porém reconheço e retifico o erro referente a anuidade do CREA, este realmente existe, agora tenho opinião diferente relacionado aos pontos levantados por ti.

    - Qualquer empresa PSCI precisa de um técnico que venha dar suporte junto aos clientes, esse profissional qualificado fica em torno de R$ 600,00 à R$ 1.000,00 mês, a empresa ao contrata-lo poderá exigir que este tenha CREA. Não é difícel achar um técnico com habilitação em eletrotécnica, rede industrial, telecomunicações ou outra que possa se enquadrar às exigências do CREA ao SCM. Agora fica a pergunta, porque sofrer pensando em uma dispesa que se paga hoje?

    - 0800: o valor desse serviço mencionado em torno de +/- R$ 100,00 é fato se alguém contratar Oi, Telefônica ou Embratel, mas existe alternativas viáveis, como a ANID e a GVT, estas duas empresas só cobram pelo consumo das ligações 0800 recebidas, sem taxas adicionais, percebe-se que o 0800 não é um bicho papão.

    - Mencionei sobre a perda de receita sofrida pelo PSCI se não tiver licença própria, todos os serviços aos usuários são onerosos, então este para navegar à Internet via Rádio precisa assinar dois contratos: O SCI e SCM, geralmente a turma cobra R$ 10,00 do SCM e R$ 40,00 do SCI. A título de comparação, uma empresa que tenha 50 clientes terá um faturamento bruto mensal de R$ 2.500,00 ( R$ 500,00 de SCM e R$ 2.000,00 de SCI)
    Se tiver licença própria, pagará 1% de FUST equivalente a R$ 5,00.
    Caso não tenha o SCM, perderá R$ 500,00 pelo fato de outra empresa ter prestado o SCM e esta pagará os R$ 5,00 do FUST.
    Qual é mais vantajoso?


    Sobre o circuito IP, me enquadro nestes contexto, não estou satisfeito com o tratamento das operadoras junto às prestadoras SCM, pelo simples fato delas não respeitarem a legislação vigente sobre interconexão (classe V), mas não vou me aprofundar nesse assunto porque não é o foco desse blog.

    Abraços e obrigado por expor seu ponto de vista!
  15. Avatar de ustelecom
    Então Kleber, sabia que ter uma empresa SCM que cobra R$50,00 do cliente, sendo R$45,00 SVA e R$5,00 de SCM está correndo grandes riscos? Explico:

    Uma mesma pessoa jurídica, que é uma empresa de telecomunicacoes com SCM, vendendo 90% do valor cobrado como SVA está claramente sonegando imposto, pois como seu objeto é TELECOMUNICACOES, como se explicaria apenas 10% do lucro vir de uma atividade de telecomunicacoes e 90% vir de algo que por definição legal não é um serviço de telecomunicações?

    Assim, um SCM tem que faturar a maior parte de seu lucro como telecom, e pagar ICMS e FUST. Quem não faz isso corre um grande risco de ser fiscalizado não só pela ANATEL mas também pela fiscalização estadual de sua localidade. O fiscal do ICMS irá verificar essa situação e irá simplesmente autuar o provedor cobrando o ICMS retroativo dos últimos 5 anos pelos 90% de SVA que a pessoa vendia!

    Isso ocorreu em MG não faz muito tempo!

    Aí vem a solução (veja, não é dada por mim, mas sim pela Dra. Mariela de Brasília e pelos advogados da ABRANET): duas empresas abertas. A de SCM vendendo por R$5,00 e a de SVA vendendo por R$45,00.

    Ou seja: quem tem scm própria, para trabalhar seguro e pagar menos imposto tem que ter duas empresas! E não é só, a empresa de SVA será parceira da empresa SCM!!

    Aí não tem como inverter, pois são serviços distintos prestados por empresas distintas!

    Não precisa acreditar em mim, consulte os advogados da área!

    Imagina uma empresa de telecomunicações pagar R$5,00 de FUST? Tá na cara a sonegação!

    Outra coisa, abre aí uma enquete e pergunta: Quem tem funcionário registrado no CREA como responsável técnico?

    Eu acredito que quase ninguém tem! Os provedores normalmente tem os "antenistas" e o próprio dono que além das antenas cuida dos servidores, financeiro, atendimento, etc!

    No meu ponto de vista tirar SCM é caro sim! E manter SCM tambem é! E o mercado sempre vai ter quem pode ter SCM própria e quem não pode...

    O que se vê muito é gente tentando dar nó em pingo d´agua para justificar que SCM é barato!

    Você paga 9000 para a ANATEL + 400 anual para o crea + 300 mensal para um técnico (além de outros funcionários) e recolhe só R$5,00 de FUST?

    Me desculpe, mas isso é um risco muito grande e dizer que isso "funciona" é uma tremenda irresponsabilidade!
  16. Avatar de MarceloGOIAS
    Quem não tem condições de manter uma empresa legalmente que vá fazer outra coisa. Melhor, procure um emprego. Muitos estão abrindo provedor como se estivessem montando uma banquinha na feira. Muito amadorismo.

    Só devem oferecer o serviço quem tem condições. Quem não tem que desocupe o mercado.
  17. Avatar de SantiagoMG
    Ter condições de manter uma empresa que atenda a todas as exigências da ANATEL em uma cidade de 1 milhão de habitantes é uma coisa, porém ter essa mesma empresa em uma cidade de 10 mil habitantes é bem diferente. E não porque se pretende trabalhar com amadorismo e sim porque a Legislação atual favorece a formação de grandes empresas de telecomunicações e praticamente impede a criação de pequenas empresas, para atender pequenas localidades.

    Essas pequenas cidades por sua vez não são atrativas para as grandes empresas, gerando assim um ciclo que tende a gerar uma Exclusão Digital.

    Desta forma, não resta dúvida que é extremamente necessária uma mudança na atual legislação que regula a prestação do SCM.
    Atualizado 11-09-2009 em 11:15 por SantiagoMG
  18. Avatar de kleberbrasil
    Oi ustelecom,

    Como é o modelo de negócio da sua empresa SCM com o SCI e usuário final?
  19. Avatar de leoservice
    So sei que em salvador o numero de empresas que tem SCM e bem menor do que o numero de provedores, fora que estes mesmos provedores andam com o cabelo caindo por ter chegado a salvador a pouco tempo a GVT oferencendo 10mb por 50,00.

    Acho que em cidades onde nao existe ADSL realmente ainda e uma boa operar mas caso contrario....
  20. Avatar de Não Registrado
    O fato 1% sobre fust esta coreto , pelo motivo peque qualquer conta de internet , como claro 3g,tim 3g , GVT etc


    Esta na conta, Fust de 1% não incluso na descrição ,
  21. Avatar de FabricioViana
    Olá a todos.

    Faz uns dias postei aqui num outro tópico sobre um assunto interessante: a ANATEL está preocupada em criar regras para a revenda de SCM, ou seja, uma empresa que não tem SCM poderá REVENDER o SCM de outra que possui autorização para prestar o serviço.

    Isso já ocorre nos dias de hoje, sendo comumente conhecida como "Parceria SCM".

    Segue abaixo link para o site da ANATEL que trata da "Proposta de Plano Geral de Atualização da Regulamentação das Telecomunicações no Brasil - PGR"

    Esse plano define propostas de regulamentação do setor de telecomunicações a curto, médio e longo prazo. Vou transcrever uma parte do que está lá:

    V. Ações de Curto Prazo



    V. Ações para Atualização da Regulamentação das Telecomunicações – Curto Prazo


    A seguir são listadas as Ações concretas de curto prazo de implementação imediata para a atualização da regulamentação das telecomunicações, no sentido de atingir os objetivos descritos nesse documento, considerando os Propósitos Estratégicos citados.

    Estas ações devem ser implementadas de maneira harmoniosa, ordenando-as de forma adequada a garantir níveis satisfatórios de competição em todos os serviços e em todo o território nacional.

    ...

    V.9



    V.9. Regulamentação dos Serviços para ampliação da oferta e da competição.
    • STFC (revenda).
    • SMP (Regulamento para Operação Virtual no SMP).
    • SCM (revenda).
    • Provimento de capacidade satelital (revenda).
    Eu estive conversando com pessoas que tem uma boa circulação dentro da ANATEL em Brasília para tentar entender o que seria essa "revenda" de SCM. Resumindo o que me foi dito (por mais de uma pessoa) sobre o assunto é o seguinte:

    Já se percebeu que além do caríssimo preço para tirar a autorização em si, a manutenção da SCM é muito cara, pois exige responsável técnico, jurídico, resgistro em CREA, etc... Que são custos que a maioria dos provedores não tem como arcar, ou seja, a legislação hoje está criando provedores piratas e querer fechar essas empresas irá prejudicar o usuário final.

    Por outro lado a falta da regulamentação do tema está criando problemas dentro da ANATEL, pois nos estados onde a ANATEL não "gosta" de parcerias estão pipocando recursos para Brasília, que não proíbe parceria, mas coloca regras rígidas para que ela seja considerada legal.

    Assim, essa regulamentação da "revenda SCM" irá colocar limites e determinar regras para que alguém possa revender a SCM de outra empresa!

    Indo mais além, pelo que me foi dito a revenda seria o seguinte: a empresa paga uma taxa para a ANATEL para se cadastrar como revenda e aí ela poderá revender de quem quiser. Essa taxa será muito menor que o valor de uma SCM.

    Acredito que essa revenda terá limitações para se diferenciar de uma SCM normal, cara e paga por milhares de provedores. Talvez algo do tipo proibição de vender para órgãos públicos.

    Bem, fica aí o texto para reflexão e análise dos colegas!

    O link no site da ANATEL é: SACP - ACOMPANHAMENTO DE CONSULTA PÚBLICA - [SIS versão 2.2.1]

    Abraços!
    Fabrício
  22. Avatar de armc_2003
    Citação Postado originalmente por 1929
    Sabe quando tudo isso vai funcionar muito bem? Quando a maioria dos pequenos provedores tiverem acesso a redes independentes como Unotel e Anid, onde os preços para nós são mais próximos da realidade.
    Yuuuhoooooooooooooooooooooooooooooooo
    EU TÔ QUASE LÁ!!!!!!!!
    OBA, OBA!!!!!!!!!!!!!
  23. Avatar de 1929
    Citação Postado originalmente por armc_2003
    Yuuuhoooooooooooooooooooooooooooooooo
    EU TÔ QUASE LÁ!!!!!!!!
    OBA, OBA!!!!!!!!!!!!!
    E eu estou só agora começando a trilhar este caminho para escapar da dependencia e latência da OI.
  24. Avatar de armc_2003
    Citação Postado originalmente por 1929
    E eu estou só agora começando a trilhar este caminho para escapar da dependencia e latência da OI.
    Eu nunca tive problemas de latência com a BrT/OI. O meu problema com eles sempre foi o de contratar link, fazer upgrade e PREÇO, além do mais ... sou concorrente deles.
  25. Avatar de yesmicro1
    :boxing::rock:Amigos Hoje para um ´
    provedor de pequeno acesso começar com 1 link de 1 mg e uma licença propria scm , tem que ser filhinho de papai e infelismente nem todos nacem em berço de ouro, na verdade todos tem a vontade de ter sua propria scm e seu link mais por enquanto quem nao tem condiçao tem que levar do jeito que está, mas exitem muito provedores que compartilham adsl e garantem muito mais qualidade do que varios provedores que tem link e querem pegar mais q o link deles suporta ,,, mais a verdade é que quem começa ilegal seu maior sonho e legalizar sua estação e que com certeza que um dia conseguirem vao conseguir dar mais qualidade aos seus clientes q esses provedor q começa la de cima mais a verdade é tems que começa debaixo para cima , não de cima para baixo .. um abraço a todos ...
  26. Avatar de caxias
    olha meus amigos moro no rio acho que todos gostaria de ser legal tudo direitinho ten ho 160 clientes e estou tentando tir minha scm!
  27. Avatar de Nando
    caxias vc ja iniciou os procedimentos para tirar a sua scm?
  28. Avatar de newcenter
    Olá amigo Kleber, estou com toda papelada reunida e somente esperando a senha da ANATEL para poder ter acesso a todos os sistemas on-line e efetuar o cadastramento das estações ! no formulário de solicitação de serviços de telecomunicações me consegue um modelo para preencher o campo " OBJETO DA SOLICITAÇÃO E JUSTIFICATIVA " tenho dúvidas quanto ao preenchimento dele. Após isso junto tudo e envio via correspondência para a ANATEL de Brasília para ser protocolado o pedido e aguardo o retorno da resposta ?

+ Enviar Comentário