Ver Feed RSS

Tecnologia de Redes, Mobilidade e Inovação

Você Está Pronto para IPv6?

Avalie este Post de Blog
Já começaram surgir as primeiras notícias de evolução do uso do IPv6. O governo dos EUA já haviam anunciado desde 2005 que daria prioridade ao uso de IPv6 nos novos projetos, no entanto o mercado corporativo em geral não deu grandes sinais de adoção.

No entanto isso começou a mudar com o lançamento da versão 1.8 do uTorrent (que suporta IPv6). A grande vantagem do IPv6 é que todo mundo terá IP válido (na verdade, todo mundo terá um monte de IPs válidos, mas isso é outra história). Isso significa que não há necessidade de NAT, o que facilita muito a performance P2P.

Outra vantagem do IPv6 é que ele é nativamente criptografado em IPSec (mandatório) o que também dá uma certa segurança para quem faz downloads piratas.

O tráfego ainda é pouco: apenas 0,03% do tráfego de Internet é IPv6 hoje, mas no começo do ano era 0,002%. Toda tecnologia tem uma velocidade de adoção que parece um "S" deitado: começa devagar, de repente acelera e tem um crescimento explosivo. Parece que chegamos no primeiro ponto de inflexão desse "S", aonde começa o crescimento explosivo.

Muita gente não sabe ou esquece que o IPv4 está acabando. Ele está com os dias contatos. E pelo visto vai igual aos preparativos para o Pan do Brasil: todo mundo sabia quando ele iria acontecer, mas só foram correr mesmo quando já estava em cima da hora e foi no atropelo.

Com o IPv6 parece que não será diferente: vai ser quase de repente, um dia as operadoras de backbone vão anunciar que estão começando a oferecer IPv6, mas quando isso ocorrer, o IPv4 já vai estar no seu limite e assim rapidamente essas operadoras irão forçar o uso desse novo padrão de IP.

O problema é que o IPv6 não é apenas instalar um pacth no Linux e fazer um upgrade do switch (na verdade o Linux já está pronto para IPv6 já fazem vários kernels atrás). O problema é que todos os equipamentos de rede (wireless, switch e roteadores) terão que suportar IPv6 para funcionarem direito.

O IPv6 é 100% dependente do MLD (multicast) e ICMPv6 para funcionar.

Estão te pergunto: quando você compra um equipamento novo para sua rede, você está preocupado em verificar se ele suporta ou irá suportar IPv6? Se você acha que esse equipamento terá uma vida de útil de 1 ano, talvez não seja problema. No entanto se você planeja que esse equipamento te sirva por um período maior (2 ou 3 anos), é importante ver melhor as especificações.

Outra pergunta: você já testou algo em IPv6? Se você é alguém que cuida de manutenção de redes ou faz análise de tráfego, tenho uma surpresa para você: todo o tráfego IPv6 é criptografado, inclusive as portas (UDP, TCP) de origem e destino. Você consegue fazer sniff de tráfego nas máquinas de origem e destino, mas não no meio do caminho. Traduzindo: quando você colocar um wireshark ou tcpdump para analisar tráfego passante, só vai ver lixo. Com sorte, você vai conseguir identificar o IP e o flow, nada mais.
Então não seria uma boa hora você começar a pesquisar como você irá depurar os problemas que você irá encontrar em IPv6?

O IPv6 será muito fácil para os usuários (muito mais plug&play que IPv4), mas quando não funcionar (e sabemos que, em algum momento, sempre tem algo que não funciona) será uma dor de cabeça para os administradores de redes, suporte técnico e provedores de acesso Internet.

Atualizado 10-09-2009 em 09:12 por mlrodrig

Categorias
Não Categorizado

Comentários

  1. Avatar de osmano807
    O foda é que tem que fazer update do Windows do povo, aí complica. Windows XP/2003 suporta, mas é tudo via netsh, é um saco e tem vez que não funciona.

    Fora que até agora não vi um dhcp para ipv6, pois ficar dependente da configuração manual ou da automatica do protocolo é fogo, ficar decorando mac das placas, aff.
  2. Avatar de MarcusMaciel
    Em breve teremos under-linux.org IPV6 ready aguardem....
  3. Avatar de mlrodrig
    Citação Postado originalmente por osmano807

    Fora que até agora não vi um dhcp para ipv6, pois ficar dependente da configuração manual ou da automatica do protocolo é fogo, ficar decorando mac das placas, aff.
    Tem o Projeto DHCPV6, que pode ser baixado aqui:

    https://fedorahosted.org/dhcpv6/wiki

    O último update foi dia 25/08. Dá pra ver que ainda está em desenvolvimento.

    O importante é notar que o IPv6 não tem mais opção de configuração de IPv6 manual. Tem o que é chamado de "stateful" (com DHCPv6) e "stateless" (sem), mas em ambos os casos existe uma automação. No entanto, o DHCPv6 não tem os mesmos níveis de controle do IPv4.
  4. Avatar de osmano807
    Citação Postado originalmente por mlrodrig
    Tem o Projeto DHCPV6, que pode ser baixado aqui:

    https://fedorahosted.org/dhcpv6/wiki

    O último update foi dia 25/08. Dá pra ver que ainda está em desenvolvimento.

    O importante é notar que o IPv6 não tem mais opção de configuração de IPv6 manual. Tem o que é chamado de "stateful" (com DHCPv6) e "stateless" (sem), mas em ambos os casos existe uma automação. No entanto, o DHCPv6 não tem os mesmos níveis de controle do IPv4.
    Humm, pelo menos pensaram nisso.
    Tipo, é um s@co decorar isto: 2001:db8::1428:57ab, mas decorar 2001:db8::1 é muito mais fácil.
  5. Avatar de hodesanionetx
    Cara ainda falta capacitação para o pessoal poder dizer se isso vai funcionar ,ou não , a princípio,já ví que o IPV6 vai ser muito mais dificil, mas eu já penso no caso daqueles pequenos usuários que vão querer colocar um router ou um access point como vão fazer para configurar a sua pequena rede, ou aqueles iniciantes que vão tentar aprender por conta própia e montar os pequenos provedores de internet via -rádio, os caras já pagam para configurarem o seu rádio ABOCOM agora vão ter que pagar tambem para configurar seus clientes!
  6. Avatar de mlrodrig
    Citação Postado originalmente por hodesanionetx
    Cara ainda falta capacitação para o pessoal poder dizer se isso vai funcionar ,ou não , a princípio,já ví que o IPV6 vai ser muito mais dificil, mas eu já penso no caso daqueles pequenos usuários que vão querer colocar um router ou um access point como vão fazer para configurar a sua pequena rede, ou aqueles iniciantes que vão tentar aprender por conta própia e montar os pequenos provedores de internet via -rádio, os caras já pagam para configurarem o seu rádio ABOCOM agora vão ter que pagar tambem para configurar seus clientes!
    O usuário leigo não vai querer definir IP, criar política de firewall nem IPS. Ele quer ligar o equipamento e usar. Para isso o IPv6 vai ser fantástico.

    Se a operadora de ADSL suportar IPv6, o usuário vai ligar o modem/router IPv6 e ele vai magicamente aprender o IP que ele pode distribuir e vai - também magicamente - criar a tabela de alocação.
    Cada link (que é como o IPv6 chama a conexão do usuário final) recebe 65.000 IPs válidos. Para uma casa, por mais ineficiente que seja o modo automático de trabalho do modem/router, ainda sobra IP até para a torneira.
  7. Avatar de alexandrecorrea
    ipv6 r0x !!

    aqui ja tem !

+ Enviar Comentário



Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L