Ver Feed RSS

root@blog:/# chmod o+r *

[Curso de Python] Primeiros passos

Avaliação: 2 votos, 4,50 média.

Antes de prosseguir leia os artigos anteriores aqui



Ok, agora que instalamos o Python vamos verificar a versão (tanto no GNU/Linux quanto no Windows) abra um terminal e digite o seguinte comando:
Código :
 $ python -V
Python 2.6.2
Atenção: o V utilizado é maiúsculo, se for utilizado o v minúsculo o python iniciará no modo verbose e mostrará diversos logs dos imports iniciais.


Primeiro programa



Para criar o primeiro programa em Python crie um arquivo vazio com a extensão .py. Para esse exemplo de o nome de hello.py e abra-o com seu editor de texto predileto.

No linux, com ambiente gnome, pode ser utilziado o gedit.

No Windows clique com o botão direito sobre o arquivo e selecione a opção Edit With IDLE. Irão aparecer 2 janelas, uma em branco e outra do modo interativo. Por enquanto feche a tela interativa do python.

Escreva a seguinte linha no arquivo:

Código :
print 'Hello World!'
O velho Hello World! Para executar esse programa (vale tanto para Linux quanto para windows) digite python hello.py. Para quem está utilizando o IDLE aperte F5. Uma nova janela interativa irá aparecer com o resultado da execução.

Pronto, esse é o nosso primeiro programa em Python. Quem já programa em alguma linguagem sabe que esse Hello World é típico. Novamente vale ressaltar a simplicidade de um programa em Python. Vejamos exemplos de 'Hello World's' em outras linguagens:

Em C...
Código :
#include <stdio.h>
#include <stdlib.h>
int main() {
    printf("Hello World!");
    return(0);
}
EM Java...
Código :
class HelloWorldApp {
   public static void main(String[] args) {
       System.out.println("Hello World!");
   }
}
Execução "Direta" (Windows)

Para executar o programa diretamente (sem chamar utilizar o comando python hello.py) no Windows basta, utilizando o Windows Explorer, clicar duas vezes no programa. No Windows automaticamente o programa é vinculado ao interpretador Python. Como o nosso exemplo não tem nenhuma solicitação do input ou comando que faça a tela parar nos não iremos visualizar a saída do programa. Para alterar isso podemos alterar o programa da seguinte forma:

Código :
print 'Hello world!'
raw_input('Press ENTER to continue...\n')
Aqui podemos ver a chamada da função built-in raw_input. Ela é responsável por captar entrada de dados pelo teclado. Ela é semelhante à chamada gets da linguagem C.

Para uma lista completa de funções Built-in consulte a documentação on-line no site python.org: Built-in Functions




Execução Direta (no Linux)

No linux é um pouco mais complicado de vincular esse programa ao interpretador Python. Mas da mesma forma temos que inserir algo para que a janela "possa ser visualizada". Para isso altere o programa da seguinte forma:

Código :
#!/usr/bin/env python
print 'Hello World!'
raw_input('Press ENTER to continue...\n')
Muito cuidado ao utilizar acentos em programas em Python. Por padrão o Python interpreta o arquivo com a codificação ASCII

Em seguida é necessário adicionar a permissão de execução a esse programa. Isso pode ser feito de diversas formas. Uma delas é através do bash executando o seguinte comando:

Código :
$ chmod 755 hello.py
Após isso basta clicar duas vezes no ícone e que o programa será executado! Ou digitar no bash ./hello.py



Codificação do Arquivo

Como mecionado anteriormente, o Python por padrão tenta interpretar os arquivos com a codificação ASCII que não compreende acentos. Então, nós brasileiros, temos que alterar a codificação padrão do arquivo para a codificação ISO 8859-1, também conhecida como Latin1, ou UTF-8, unicode de tamanho variável.

Existe algumas formas para definir a codificação do arquivo. Aqui é possível ver a proposta que criou a forma de definir a codificação dos arquivos.

Para definir a codificação de um arquivo adicione na 1ª ou 2ª linha do arquivo a seguinte linha:

Código :
# encoding: <codificação>
Essa é uma forma "mais limpa" de se definir a codificação. Outra forma mais utilizada, inclusive indicada por Guido van Rossum (criador do Python) em seu livro An Introduction to Python, é decorada com dois aviões (-*-):

Código :
# -*- coding: <codificação> -*-
Esse método é o mais utilizado pois, muitos editores texto (como o EMACS) compreendem esse formato.

Na verdade as únicas restrições pra definir a codificação do arquivo é que ela seja um comentário, esteja nas duas primeiras linhas e satisfaça a seguinte expressão regular: "coding[:=]\s*([-\w.]+)"



Algumas codificações aceitáveis:
Código :
# -*- coding: latin-1 -*-
...
# -*- coding: iso-8859-1 -*-
...
# This Python file uses the following encoding: utf-8
...
# coding: latin-1

Comentários

  1. Avatar de juniorphy
    Estou acompanhando seus artigos pois de momento não entendo de Programação mas quero aprender uma linguagem e aprender a programar. Muitos falam pra mim aprender Java, mas me interessei por Python pois parece ser uma excelente linguagem. Trabalho com Linux/Servidores/Redes e estou testando python no Debian Lenny. Até agora maravilha. Estarei aguardando novos artigos. Valeu !!!
  2. Avatar de Magnun
    Será um prazer auxiliar o seu aprendizado.

    Cara, eu aprendi a programar em C. É uma linguagem muito difícil mas e ensinou duras lições. Aprendi Java sozinho para um projeto pessoal. Depois Python por pura curiosidade. Na minha opinião Python é superior ao Java (atenção!! Na minha opinião). Achoque começar com uma linguagem inflexível (C) é importante, mas não impede de você começar a aprender a programar em Python.

    Se você começar a programar em Python mesmo, pode contar comigo para ajudar. Se você (e quem mais tiver lendo) começar um projeto de Software Livre/OpenSourcede desenvolvido em Python conte comigo como contribuidor. Ou se quiserem contribuir com algum projeto open source, é só entrar em contato comigo, fico feliz em ajudar e ensinar.

    Digo isso, porque quando começei meus projetos tive muita dificulade em achar materiais sobre certas coisas.

    Até mais...
  3. Avatar de starkshow
    Olá!
    Parabéns por tão nobre iniciativa.
    Hoje dei os primeiros passos na programação com Python.
    Já fiz várias tentativas no passado, mas nunca consegui ir longe, espero agora, poder dar continuidade. Não vi pelo pouco que olhei aqui se uma vez feito o arquivo, o navegador o enxerga ou tenho que indicar no Apache, mas mesmo essa dúvida, penso que logo vou conseguir resolver.
    Parabéns e torço que vá em frente. Grato
  4. Avatar de nennogabriel
    Achei Bem interessante colocar eferencias na propria documentação do Python para que possamos ver maiores detalhes... é bom saber que tem tudo lá, so é preciso procurar (ou saber procurar), assim como é bom saber que há quem se disponha a ensinar isso...
    Muito boa a iniciativa.. começo hoje e vou seguir o curso todo... mesmo ja sabendo um pouquinho de python, não vou pular nada.. pois sempre usei o # -*- coding: utf-8 -*- sabendo que era necessário, mas estranhando a maneiroa pouco intuitiva (com uso de smile), sem saber que haviam outras maneiras.
  5. Avatar de Magnun
    Sejam todos bem vindos e, para os mais avançados na linguagem, caso tenham dúvida, temos um forum de discussão sobre Python aqui na under-linux. Ou se quiserem simplesmente começar um novo projeto opensource usando Python e precisem de colaboração, contem comigo!

    Até mais...
  6. Avatar de wapistos
    Magnun, começei hoje seu curso, algumas coisas ficam bem difíceis para mim pois como juniorphy sou iniciante também, já tentei por conta própria fazer lógica de programação, mas fiquei apenas nisso. Obrigado pelo apoio
  7. Avatar de Bhior
    Bacana a iniciativa, vou acompanhar as aulas.

    Abraços
  8. Avatar de rubensk8
    Parabéns pela sua gentileza! acompanharei as aulas!
  9. Avatar de beta
    Estou usando a versão 3.1.2 e o resultado da divisão 5 / 2 # retorna 2.5 normalmente...
  10. Avatar de Magnun
    Olá beta. Sim, a nova versão do Python tem certas diferenças. Dentre elas está a divisão sempre retornar valores "quebrados".
  11. Avatar de minimonics
    Parabéns meu amigo,

    Excelente trabalho. Estou acompanhando.
  12. Avatar de rairojr
    Cara, muito obrigado pelo curso....
  13. Avatar de wenyo380
    Cara, eu já fiz um minicurso de python, e sinceramente fiquei surpreendido como o python é simples, fácil e rápido de programar.
  14. Avatar de sidtj
    *DICA*

    No Linux, usem o GEANY como editor. Pra executar o código basta um F5.
    Além de ser um simples e poderoso editor.
  15. Avatar de Magnun
    Citação Postado originalmente por sidtj
    *DICA*

    No Linux, usem o GEANY como editor. Pra executar o código basta um F5.
    Além de ser um simples e poderoso editor.
    Não vou entrar no mérito de editores/IDEs pois minha opinião com certeza irá gerar polêmica
  16. Avatar de sidtj
    [QUOTE=Magnun;bt9152]Não vou entrar no mérito de editores/IDEs pois minha opinião com certeza irá gerar polêmica :D[/QUOTE]

    Verdade, sempre gera. Por isso foi dada a *dica*.
    Trabalho com Netbeans e Eclipse, mas pra estudar o python o geany tá sendo mais que suficiente. Talvez n seja caso eu venha a começar algum projeto nele. Mas para estudo tem sido ótimo.

    Abraço e obrigado pelos artigos muito úteis.
    [LEFT][COLOR=#FFFFFF][FONT=Trebuchet MS]UE quatr [/FONT][/COLOR]
    [/LEFT][COLOR=#000000] [/COLOR]
    Atualizado 12-07-2011 em 21:02 por Magnun
  17. Avatar de sidtj
    Desculpem, não sei que palhaçadinha foi essa aí dos idiomas não.
    Talvez seja do plugin de tradução in-line (ou seria in-trometido?).

    t+
  18. Avatar de Magnun
    Citação Postado originalmente por sidtj
    Desculpem, não sei que palhaçadinha foi essa aí dos idiomas não.
    Talvez seja do plugin de tradução in-line (ou seria in-trometido?).

    t+
    Ok, sem problema, eu editei e retirei aquilo. Quanto às IDEs e editores, até o próprio GEdit funciona bem (com algun plugins), mas eu sempre uso (seja para scripts rápidos ou projetos grandes ) o VIM. Acredite se quiser, mas ele é excelente!
  19. Avatar de Clovissilva
    Como faço para experimentar este curso no windows 7?
  20. Avatar de MarcioSa
    Magnun, Parabéns pela iniciativa e o desejo de partilhar conhecimento. Tenha certeza de que será uma grande fonte de troca.

    Sou um desenvolvedor de software que iniciei com Cobol, passei por Fortran, Clipper, Pascal, C, C++, Delphi, pouquinho de Java e entrei na área gerencial. Agora resolvi voltar a desenvolver. Após pesquisar entre o RoR e Python/Django, optei por Python. Achei seu site e estou iniciando meus estudas.

    Muito Obrigado!

+ Enviar Comentário



Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L