Ver Feed RSS

raus

Protótipo da Sony é capaz de enviar eletricidade pelo ar

Avalie este Post de Blog
Energia wireless...Aparelhos poderao funcionar sem receber fio algum,...


Por Matheus Gonçalves
Projeto da Sony cria novo sistema para alimentação elétrica que dispensa o uso de fios, no qual dispositivos eletro-eletrônicos podem receber energia pelo ar, através de campo magnético. Embora já exista no mercado dispositivos de recarcarga ou alimentação elétrica por contato ou por indução, a nova tecnologia da Sony pode atravessar distâncias de até 80 cm – quase um metro.
De acordo com o site Tech.Blorge, esse pode ser mais um passo para a criação de dispositivos completamente sem fio. A tecnologia wireless já está difundida para a transmissão de dados mas, apesar de esforços em busca de um estilo de vida completamente sem fios, os fabricantes ainda encontram barreiras quando lidam com fornecimento de energia. Outras fontes de eletricidade sem fio (como baterias de relógio, por exemplo) precisam de manutenção e trocas periódicas e a energia solar só é viável em condições específicas.
Segundo a PCWorld, a Sony obteve êxito em testes onde enviava-se os convencionais 110 volts a partir de uma tomada para uma televisão LCD de 22", a uma distância de meio metro.
Este feito é possível através de ressonância eletromagnética. Uma bobina de 40cm de diâmetro, denominada bobina primária, recebe a eletricidade de uma fonte até produzir um campo magnético a uma determinada frequência. Quando uma bobina secundária é atingida por esse campo, uma corrente elétrica é induzida concretizando então a transmissão de eletricidade.
Ambos os dispositivos precisam estar sintonizados na mesma frequência de ressonância para que essa transferência seja bem sucedida. Mas não há necessidade de alinhamento exato entre as duas bobinas, como em um transformador comum, que usa o centenário princípio da indução eletromagnética.
O protótipo teve uma eficácia comprovada de 80%, o que significa que um quinto da energia alimentada se dissipou. Outras perdas ocorreram no circuito ligado à bobina secundária: 60 watts chegaram, dos 80 watts originais, mostrando que um quarto do que foi enviado acabou sendo consumido durante a transmissão.
De acordo com a Sony, o uso de repetidores passivos entre as bobinas primária e secundária pode aumentar o alcance total do sistema para até 80 cm. Pode parecer pouco, mas os cordões de tomada normalmente presentes nos aparelhos têm pouco mais que isso. Caso a tecnologia consiga ser aprimorada para transmitir eletricidade a uma distância maior que um metro, os fios podem ser definitivamente aposentados.
Durante os testes, dispositivos metálicos foram colocados no meio deste campo magnético e aparentemente não sofreram aquecimento. O sistema ainda está em fase de desenvolvimento e não há previsão para lançamento comercial.

Fonte: http://tecnologia.ig.com.br/noticia/...r+8745947.html

Seria uma boa tal sistema? ateh quando isso afeta com interferencias... vamos aguardar para ver ne...

Atualizado 06-10-2009 em 07:40 por raus

Categorias
Artigos

Comentários

Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
  1. Avatar de WhiteTiger
    Eu prefiro carregar a fonte com fio do que carregar uma bobina de 40cm de diâmetro que gasta 20% mais energia :P

    Vamos ver como isso vai evoluir.
  2. Avatar de GuilhermeCM
    imagina o peso desse trem por sedex
    um fiozinho vale mais a pena
  3. Avatar de romeubisso
    eh isso ae raus, pelo que entendi do estudo realizado, a transmissao e feito como se fosse um raio! muito loko a bagaça lah...abraços
  4. Avatar de raus
    sim, um fio vale a pena, mais lembre-se, como era as tvs antes e como sao agora? como eram os celulares hj e como sao agora? e a tecnologia evoluindo....

    E Romeu, entendi +- isso tb, vamos ver ate onde vai chegar rs...
  5. Avatar de Pirigoso
    Galera a intel ja lanco energia via rádio a KM/s de distancia com eficiencia de 20% apenas mas nao esta ainda comercialmente
  6. Avatar de RobertoLima
    Na minha opinião em tempos que se precisa gerar mais energia. não é viável desperdiçarmos nem 10% só por ser sem fio, creio que se a eficiência não chegar a pelo menos 95% os órgãos mundiais não vão liberar, o que acho mais que correto. pois imagine se desperdiçar mesmo 10% que seja, a economia que dizem ter o horário de verão irá só pra manter esse sistema.
    Abraços.
  7. Avatar de TiagoAraujo
    Eu ja tinha visto mouse q funciona sem fio e sem bateria, so q ele tem q ser usado em cima do pad mouse proprio dele q eh ligado na usb da maquina.
    Mas energia desse jeito ai não!!!

    Amigo Pirigoso, não achei o link da intel q fala em longa distancia...
    Tem como vc disponibilizar!?!?

    Abs
  8. Avatar de TiagoAraujo
    Muiito interessante isso.
    Ja tinha visto um mouse q funcionava sem pilhas e sem baterias, mas tinha q ser utilizado em cima de um mouse pad proprio q esse sim era ligado em uma usb do PC.

    Amigo Pirigoso, não achei esse seu link dizendo energia a equilometros... Tem como disponibilizar ai?!!?
    E so uma duvida, KM/s vc quis dizer kilometros de distancia neh?!
  9. Avatar de beirsdorf
    parce bem possivel sim , hje em dia temos etiquetas de RFID que se alimentam por eletromagnetismo também, mas com uma corrente muito menor que as da tv de 22 polegadas da sony, espero pra ver, sempre quis um mundo sem fios mesmo.
  10. Avatar de goodposting
    ja ví que as interferências vão aumentar exponencialmente!

    agora vai ficar 10 vezes pior do que ja está. 2,4 ghz ta osso... 5,8 ghz tb ta ficando... e wimax só a embratel pode usar.

    sei não eim.
    Atualizado 08-10-2009 em 16:37 por goodposting
Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo

+ Enviar Comentário



Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L