Ver Feed RSS

Novidades do Mundo Open Source

Ser de graça tem suas desvantagens

Avalie este Post de Blog
É cada vez maior no mundo open source (principalmente das distribuições Linux voltadas para desktop) a preocupação em não sair colocando para o usuário qualquer coisa, apenas porque não tem custo. E não estou falando de colocar programas de baixa qualidade, na verdade é o inverso: não colocar programas poderosos demais e que sejam complicados.

Ubuntu tira o GIMP

A próxima versão do Ubuntu virá sem o GIMP. Ele foi removido por ser considerado complexo demais para o usuário típico de desktop, que na maioria das vezes quer apenas mudar o brilho de uma foto ou eliminar os olhos vermelho de outra.

O problema do excesso de open source é esse: como não tem custo, se pensa em usar o que existe de melhor e mais poderoso. No entanto isso normelmente é sinonimo de aplicação mais pesada (consome mais CPU e armazenamento de disco) e mais complexa em se usar.

Um usuário leigo não compra um Paintshop Pro para editar suas fotos (até porque o preço é proibitivo), no entanto ele não se acanha em tentar usar um GIMP e - obviamente - ficar frustrado por não compreender como ele funciona.

Assim, é necessário que os projetos de open source (principalmente quando levam em considerção o publico menos técnico) use de bom senso na escolha do tipo de dificuldade que cada aplicação trás.

Perder para ganhar

Dessa forma muitas distribuições Linux estão realizando um trabalho especial para encontrar as aplicações adequadas para cada perfil de usuário. Isso está ajudando a eliminar a sensação de que o Linux é complexo e díficil de utilizar.

Isso também está abrindo caminho para o desenvolvimento de "concorrentes" open source. Ou seja, aplicações cujos desenvolvedores param de contribuir porque haviam outras opções "melhores" voltaram a atuar.

A moral da histório, por incríve que pareça, é muito antiga, mas que vive sendo esquecida: vamos nos focar na real necessidade do cliente que estamos buscando.

Para saber mais

[1] http://www.omgubuntu.co.uk/2009/11/g...ved-lucid.html
Categorias
Não Categorizado

Comentários

Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo
  1. Avatar de osmano807
    to querendo matar o cara que falou isso lá no Ubuntu
    só pq o software está chegando no nível de um Photoshop da vida tem que tirar ele do SO? Hora, ninguém que não sabe mexer no Photoshop mexe nele. Só porque o GIMP é open-source essa regra não vale?
    Atualizado 27-11-2009 em 18:56 por osmano807
  2. Avatar de Não Registrado
    Sou apenas eu, ou tem mais gente que gostou dessa atitude da Canonical ??

    Gente, foco na necessidade.. Se você não obriga um usuario a editar arquivos de configuração de rede por achar desnecessario, porque obrigar ele a usar o gimp, uma ferramente de alto nivel comparado a editar as configuracoes de rede na mão..

    Acho incoveniente eu ter que aprender coisas avançadas da area grafica para criar um grafico representando bancadas em um laboratorio, assim como acho que quem mexe no gimp, deve achar um saco configurar uma conexao PPPoE na mão..

    Ubuntu é uma distribuição para todos.. Se quiserem algo em edição de imagem e videos, usem o ubuntu studio (nem sei se existe ainda..).
  3. Avatar de mlrodrig
    Este assunto é polêmico e tem potencial para gerar um boa flame war
    Eu acho que o usuário leigo não tem a obrigação de entender (e nem que tivesse obrigação ele entenderia) que existem softwares que não são para ele.
    O GIMP é seguramente um software para poucos. Eu não me considero leigo, mas levei um tempo para compreender como ele funciona (não sou usuário do Photoshop, então acho que isso atrapalhou).

    Não havia opção perfeita: se tirar o GIMP, reclamariam que estariam boicotando o software, se deixa os usuários leigos iam dizer que "Linux é difícil" (ninguém nunca teria nem chance de explicar para esses usuários que o problema é que ele usou o programa errado). Eles então tiveram que fazer a escolha "menos pior".

    Eu apoio a Canonical e não creio que isso vá matar o GIMP, que já tem notoriedade própria e sempre pode ser baixado e instalado a parte.
  4. Avatar de magrock
    Eu tambem concordo com a ideia de tirar o software, o que pode ser feito é ser criado uma lista de software na hora da instalação e ir marcando, e o que não for instalado ficar em cache para uma instalação posterior caso o usuario decida, enfim, são milhares de ideias que podem ou não ser feitas... Sei lá as vezes voce tem a certeza mas não AQUELA certeza...
  5. Avatar de osmano807
    Certo, esqueci que era Ubuntu! Ubuntu é para inciantes mesmo...
    Por isso odeio a distro... Só falta colocarem um painel de controle e um sistema de serial que nem o Windows. (Ou já tem isso?)

    Tudo bem, é para iniciantes, mas, isso está acabando com o linux real, e com os reais usuários linux...

    ------------
    Voltando ao assunto:
    Certo, GIMP é difícil... Então Canonical, trate de colocar algo bem fácil mesmo nesse Ubuntu. E que não seja tão pesado como o GIMP para colocar mais 'coisas' no live cd se foi esse o verdadeiro motivo...
Página 1 de 2 12 ÚltimoÚltimo

+ Enviar Comentário



Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L