Ver Feed RSS

Tecnologia de Redes, Mobilidade e Inovação

IPv6 e VoIP

Avalie este Post de Blog
É verdade que a Internet (na verdade, os backbones Internet) não possuem mecanismos de priorização de pacotes. Como muitos backbones são de propriedade de operadoras de telefonia, normalmente não é interesse priorizar nenhum tipo de tráfego, muito menos um que reduza seu faturamento.

Por outro lado, pelo conceito de neutralidade de rede ("net neutrality") nenhuma operadora pode "piorar" nenhum tráfego, sendo assim, basicamente, as operadoras não fazem nada contra ou pró VoIP.

A banda disponível em cada conexão Internet aumenta a cada dia e isso tem um efeito natural favorável ao VoIP: a quantidade de banda consumida pelos protocolos VoIP (G.729 por exemplo) é pequena e assim, quanto mais o tempo passa, mais banda os backbones Internet possuem e menos uma chamada VoIP representa. Não é uma conta linear, mas a consequência é que, quanto mais o tempo passa, mas fácil é realizar chamadas VoIP de boa qualidade graças a essa maior capacidade global de backbone.

No entanto a entrada do IPv6 vai ter seu impacto no tráfego de VoIP via IPv6. Alguns benéfico outros nem tantos.

A favor do VoIP, o IPv6 permitirá a comunicação direta, sem necessidade de NAT, STUN e os problemas normalmente associados com essas tecnologias. Muitos usuários de VoIP (principalmente os de menor experiência) acabam tendo grandes dificuldades com esses protocolos (chamadas com áudio apenas em uma direção, dificuldades em realizar mais de uma chamada ao mesmo tempo através do mesmo link, etc.) e o IPv6 deve então ajuda-los pois o IPv6 simplesmente dispensa NAT pela enorme quantidade de IPs que estarão disponíveis.

Outro benefício do IPv6 (porém menor) é o Mobile IPv6 que irá facilitar o uso de VoIP, principalmente em equipamentos móveis e permitir o roaming (ou handoff para ser mais correto) transparente de redes: de casa para rua, rua para rede interna do escritório, escritório para rua, rua para casa, etc.

Além disso temos a criptografia nativa que irá diminuir o receio daqueles que se preocupam com a confidencialidade das suas chamadas.

Contra o VoIP o IPv6 tem o overhead maior do cabeçalho IPv6, consequentemente demandando mais banda, o que pode eliminar algum dos ganhos devidos à expansão dos backbones.

Um ponto que eu não considero nem contra, nem a favor, é o recurso QoS (byte de classe de tráfego). Ele seria ótimo se os backbones usassem seu conteúdo para priorizar (talvez façam no futuro), mas creio que é mais provável que ele seja ignorado pelos backbones assim como o tipo de tráfego é ignorado hoje.

Assim, apesar de que o IPv6 é um protocolo de transporte e o VoIP um protocolo de aplicação, existirá uma dependência do VoIP sobre as características do IPv6 e a maneira como a rede irá tratar ambos.
Categorias
Não Categorizado

Comentários

  1. Avatar de alexandrecorrea
    mto bom..

    conhece alguma operadora que tenha voip ipv6 ? seria legal fazer um teste :P
  2. Avatar de mlrodrig
    Citação Postado originalmente por alexandrecorrea
    mto bom..

    conhece alguma operadora que tenha voip ipv6 ? seria legal fazer um teste :P
    Cara, essa pergunta me fez pensar... eu não conheço nenhum ATA, gateway VoIP ou Softphone que suporte IPv6. Deve existir (espero que exista), mas devem ser tão poucos e incipientes, que estão totalmente fora do meu radar. Já vi telefone de mesa IPv6, mas custam uma fortuna.

    Para se testar VoIP sobre IPv6 os problemas são ainda enormes.

    Como não temos backbone em IPv6, a esperança seria fazer através de um tunel 6to4, porém os tempos de atraso hoje dos brokers disponíveis (Hurricane Eletric, Freenet6 ou SixXS) estão tipicamente na casa dos 300mS. Ou seja, não servem para VoIP.

    Depois desconheço operadoras VoIP que estejam ofertando VoIP sobre IPv6. Imagino que alguns estejam fazendo testes, mas nenhum oferece como opção comercial (até porque poucos clientes possuem IPv6 nativo).

    O interessante disso tudo é que faltam menos de 2 anos para acabar o IPv4 e o mundo ser forçado a entrar em IPv6 (ou então começarmos a fazer NAT sobre NAT). Quanto mais eu penso nisso (como será depois que o IPv4 acabar), mais acredito que será uma confusão enorme.

    A meu ver, a unica esperança para quem quer testar VoIP sobre IPv6 é fazer o entroncamento IP entre dois Asterisk em uma rede local (ou um link WAN de pouco atraso com tunelamento) e medir a característica e performance das chamadas entre eles usando IPv4 e depois IPv6.
  3. Avatar de alexandrecorrea
    eu tenho dual-stack aqui, nativo.. o problema eh que.. quase ninguem tem ipv6..

    faço peering em ipv6 com o google.. gmail e outro serviços aqui sai via ipv6.. minha ideia seria registrar em algum voip ipv6 com um softphone.. talvez funcione :P
  4. Avatar de Daniels
    Quando você fala dos benefícios do IPV6 em relação a NAT, hoje grandes empresas utilizam links de internet e compartilham dentro das corporações para seus funcionários usando NAT, com o IPV6 como ficaria esse ambiente?Outro exemplo bem parecido são os links de internet para usuários finais que recebem os modem "roteados/NAT" e compartilham para mais de um PC, como vão ficar esses ambientes com adoção do IPV6.

    Abraço

+ Enviar Comentário



Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L