Ver Feed RSS

osmano807

O Ubuntu como eu vejo!

Avaliação: 2 votos, 1,50 média.
Bom, já aviso: esse post vai dar briga!
Nesse 'artigo' citarei muitas vezes a palavra Linux, que não está empregada em seu significado correto, que seria o Kernel, mas no sentido que a maioria irá entender e assimilar melhor.

Neste post venho apresentar minha opinião sobre uma das distros mais famosas, o nosso tão "querido" Ubuntu.

O que é Ubuntu?
Segundo seus criadores:
Ubuntu is an operating system built by a worldwide team of expert developers. It contains all the applications you need: a web browser, office suite, media apps, instant messaging and much more.
Ubuntu is an open-source alternative to Windows and Office.
Ô que beleza, então Ubuntu agora é uma alternativa ao Office! Segundo tudo que já vi, Ubuntu é um Sistema Operacional, e não uma coleção de softwares para escritório...
Ok, forcei demais, eles só querem ser amigáveis para os novatos...

E porque você está criticando ele?
Por pura alegria de ver vocês brigando! Não, não sou tão bonzinho assim. Repudio o Ubuntu por razões próprias que talvez muitos de vocês não entenderiam...
Um dos pontos principais que critico é em relação ao 'ser amigável'. Claro, é um ponto positivo, mas no meu conceito está estragando a reputação do Linux. Hoje qualquer um pega um Live CD do Ubuntu, lê um tutorial de como dar boot pelo CD, reinicia o PC, bota o CD no drive, seleciona Inicializar e acha que é o cara mais sabido do mundo porque está usando 'Linux'.
Tenha santa paciência, Linux antigamente era sinônimo de pessoa 'NERD', sabida e que não tinha medo de experimentar novidades. Hoje é sinônimo de Sistema Operacional para quem não tem dinheiro para comprar um Windows pirata no camelô da esquina, ou que querem usar um sistema 'free'.
Tenho certeza que muitos estão me xingando agora, mas é isso que eu acho. Ubuntu não é Linux! É um conjunto de tranqueiras, com um gerenciador de pacotes feito pelo programador do Tibia, com uma grande 'comunidade' que dá suporte (certo, nessa parte tenho que admitir, é boa!), e vários scripts gambiarras, para fazer o trabalho do usuário!

Típica fala de quem não deu conta do sistema...
Isso eu posso garantir que é mentira. Já rodei o Ubuntu em meu computador pessoal, e não faz nem duas semanas que meu servidor da Lan House tinha ele.
Ubuntu tem toda uma filosofia de ser, você não pode querer mexer nele como mexe num outro Linux da vida. Praticamente o que é difícil nos outros, é fácil nele, e o que é fácil nos outros é difícil nele.
O apt-get é porco, tem horas que simplesmente você baixar o pacote e der um 'make install' sem nenhuma opção é melhor e passa menos raiva.
Tirei do meu servidor simplesmente porque não o vi como sistema operacional para servidor. Estou ouvindo um "Mas é para desktop mesmo"? Não pequeno gafanhoto, rodava Ubuntu Server mesmo, e ainda assim não era bom...


Já que é tão ruim, porque muitos usam?
Eu sei lá! Porque muitos clicam nos famosos link's "Veja minha foto nua"? Porque um usuário Windows baixa um aplicativo e sai executando sem nem saber o que é? Apollo 11 foi a primeira missão espacial bem sucedida a descer um tripulante na Lua?
Barack Hussein Obama II é um robô? Etc etc etc...
Certo, vamos tentar responder a essa pergunta: isso se remete nos tempos de Windows de todos os usuários (nunca vi ninguém que nunca tenha usado Windows...). Windows facilita praticamente tudo, e muitos acham que para um Linux ser bom, tem que ser igual ao Windows. Daí vem que muitos gostam do Ubuntu.
Já viu alguém acostumado a dar 'dois cliques' usar o terminal mais de 50% do tempo que passa no Linux? Melhor ainda, já viu alguém acostumado com 'painel de controle' a editar um arquivo de configuração na unha com o vim se sua distro tem um gerenciador gráfico para isso?

Mas eu não tenho
tempo, preciso de facilidade mesmo!
Ok, seja feliz! A menos que você queira um servidor, respeito sua opinião, muitas pessoas não têm tempo para ficar personalizando o sistema e nem para aprender como ele funciona.
Agora, se você pretende usar em um servidor, tenho que te falar uma coisa: @!$@#!$@!$@!
Uai, querer rodar um servidor Linux e ao mesmo tempo ser preguiçoso? Crie vergonha na cara, pare de copiar regras dos fóruns sem saber para que servem e como funcionam, pare de rodar scripts sem saber o que fazem. E principalmente: não se disponha a fazer algo se não sabe a respeito! (Isso vale para Mikrotik também, o que vou fazer um post separado criticando :P)

Certo, o que recomenda?
Qualquer distro que te faça pensar, e não rodar um script automático que faça tudo. (Talvez uma distro que o gerenciador de pacotes realmente funcione )
Distros para Desktop:
Opensuse -> Suporte muito bom, tem o seu lado 'painel de controle', que é o yast2, mas existe uma interface em modo texto também, perfeito para quem quer um Desktop robusto e ao mesmo tempo poder se sentir confortável no terminal.
Mandriva -> Usei por pouco temo, mas ela tem um suporte nos forums magnífico, além de sua compatibilidade avançada com notebooks e hardware brasileiro (SiS e VIA).
Arch Linux -> CD instala só o sistema base, sem nem interface gráfica. Para muitos isso é pouco amigável, mas depois de instalado um, fica uma maravilha! Tudo funciona, startup scripts estilo BSD, rápido, estável, e sempre com os pacotes mais atualizados (na medida do possível stable).
Distros para Servidores:
CentOS -> Nunca usei realmente, mas como é a versão 'Open Source' do Red Hat, deve ser bom.
Debian -> Apesar de tudo, acho o sistema ruim, pois muitas coisas estão desatualizadas, mesmo com o ports, mas para quem quer um servidor que irá rodar software antigo, ou até mesmo como eles dizem, 'stable', está perfeito.
Slackware -> Sim, recomendo, usei muito pouco, mas é um sistema robusto e estável, perfeito para servidores.
Arch Linux -> É, como citei, o CD instala o sistema base, e como esse sistema base só tem o essencial, nada melhor que um servidor em Arch Linux, que tal? O meu está rodando perfeito, ótimo e se você quiser compilar um pacote, ainda tem o AUR, que é como um Ports do Paraguai, que dá uma camada extra de segurança ao compilar um software, criando seu pacote e facilitando a desinstalação;


Então, o texto ficou confuso, não entendi nada!
Sei lá, tentei expressar minha opinião, vai que ela é confusa mesmo?

Epa, tu errou nisso, tu falou aquilo errado!
Ok, poste nos comentários que corrijo com o maior prazer.

Vou te matar!
Nada de brigas, por favor, é chato e não nos leva a lugar algum. No lugar façamos discussões sadias, tentando convencer sobre seu ponto de vista

Ficou faltando algo?
Não sei, acho que postei isso como um preview, para saber se vão aceitar os próximos pots...
Se ficou sem argumento, postem que tento lembrar de algo para colocar

Atualizado 13-12-2009 em 10:38 por osmano807

Categorias
Artigos

Comentários

Página 1 de 7 123456 ... ÚltimoÚltimo
  1. Avatar de Roberto21
    kkkkkkkkkkkkkkkkk

    Sabe o que o Minelli diz? rssssss Que vc é minha cria...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
  2. Avatar de sergio
    Vejo o Ubuntu como outra distro qualquer... Uso todo dia, no meu note e até em servidores e funciona normal. Sou da época do Slackware, tudo compilado via fontes e aprendi bastante com o mesmo. Mas venhamos e convenhamos, o cidadão compilar um driver para funcionar seu adaptador wifi no notebook é pra lascar... A maioria dos usuários querem produtividade (mesmo que essa produtividade seja jogar paciência) e não aprender a semântica complexa por trás de um clique.

    Então acredito eu, que a filosofia do Ubuntu (Canonical) está corretíssima, do contrário não seria tão popular como é e eles não estariam fazendo os negócios que estão (ganhando dinheiro).

    ah... e o título deveria ser: O Ubuntu, como eu vejo.
  3. Avatar de rodrigomanga
    o osmano ta ficando doido... fica tomando bomba (na escola) dá isso!
  4. Avatar de saulopz
    Hahahaha... Deu para me divertir com a leitura . Mas relaxa guri! Tá se estressando com o Ubuntu pra que? Deixa ele lá! Eu o uso, mas sei que não é perfeito e me irrito muitíssimo com algumas versões, as vezes. Aliás, nenhum é perfeito e cada um possui seus focos. Contudo, isso não o exclui da classificação de GNU/Linux. Sou da época que mexer no Linux era garimpar mesmo. Comecei com Linux em 96 e sei o quanto foi difícil. Hoje não tenho mais tempo para ficar configurando tudo na unha, mas me recuso a ficar usando Windows. Então o Ubuntu é uma boa opção.

    E não se estresse, essa sua visão é uma certa arrogância normal (e importante) da juventude. Não sei que idade tu tens, mas pelo texto, o que pareceu foi isso. Com o tempo você amadurece e vê que o mundo não é tão oito ou oitenta. As variáveis são muitas e o mundo é mais fuzzy do que você pode imaginar.

    Um grande abraço.
    Atualizado 13-12-2009 em 00:34 por saulopz (Correções de pontuações)
  5. Avatar de gontijobh
    Eu já usei Ubuntu, Fedora, Mandriva, Arch Linux e Debian e para mim todos tem pros e contras e vou te falar pra mim esse é o melhor do Linux a liberdade de opção.

    Como você falou no seu caso o arch linux foi bom blz, agora tem varios servidores que rodam o ubuntu, grandes(wikipedia) e pequenos... para eles o ubuntu atendeu se nao ele teriam mudado justamente por causa da liberdade .

    Otra coisa quando eu esperimentei o Arch Linux foi justamente pela mesma coisa que você achei o Ubuntu uma distribuição que "trava" um pouco o usuario e parti para outra aprendi muito no arch linux ela e uma otima distribuição mais também tem seus defeitos por usar pacotes supernovos o sistema quebra com mais facilidade, tem menos usuarios e muito menos volutarios para testar, assim pacotes problematicos são colocados no Core.

    Nem vou falar da outra distribuições pois isso da pano para manga, mais todas tem os seus pros e contras, o melhor que tem que testar varias e escolher a que mais te agrada e covem.

    Eu uso todas vai depender da situação.

    Claro que tenho mais preferidas.
    Mais nem por isso deixo de usar as outras.
Página 1 de 7 123456 ... ÚltimoÚltimo

+ Enviar Comentário



Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L