Ver Feed RSS

Desvendando o Arch Linux

Desvendando o Arch Linux: Instalação do Sistema – Parte 2

Avalie este Post de Blog
Seguindo com o nosso tutorial de instalação do ArchLinux, vamos ver neste post os seguintes itens do nosso menu do instalador.
  1. Prepare Hard Drive – Particionamento de Disco
  2. Select Packages – Seleção dos pacotes iniciais
  3. Install Packages – Instalação dos pacotes, buscando do source configurado.


Particionamento

Então vamos ver o particionamento do disco. Este é um ponto importante, principalmente para o que você deseja. Se você já tem um sistema operacional na máquina, seja ele qual for, e quer adicionar o Arch, deve prestar muita atenção neste ponto, para não perder nada no seu disco. Agora, se você tem um disco, onde pode simplesmente ignorar e apagar tudo que tem nele ( se tiver algo ) e particionar a vontade, será bem mais fácil.

Como sempre, aconselho você a testar estes procedimentos em uma máquina virtual, pois é melhor você demorar mais para instalar, garantindo o processo do que tentar fazer direto e perder algo, senão tudo! E eu não me responsabilizo por quelquer perda que venha a ocorrer, se você não sabe o que faz, peça ajuda a alguem, isto não é vergonhoso, muito pelo contrário, mostra que você está realmente interessado em aprender! Ok !

Legal! Vamos ver dois cenários fictícios para você entender como fazer:

Cenário 1: Tenho somente o Windows ( ou até outro Linux ) funcionando na minha máquina!
Aqui, geralmente o HD está somente com uma partição, onde ficam além dos seus arquivos pessoais, os arquivos do sistema. Ele pode ser NTFS ( se for WindowsXP ou mais novo ) ou FAT ( se for do Win98 ou anterior ).

Neste caso, eu aconselho fortemente você a passar o desfragmentador de disco, do Windows, para que os dados não fiquem espalhados por toda a superfície do disco, facilitando para liberação de espaço. E aproveite também para fazer uma limpa nos dados que você não utiliza mais, e fazer um backup em DVD tb é uma opção, tanto para guardar os dados importantes como para liberar espaço.

Feito isto, você precisará diminuir o espaço utilizado pela partição existente. Se você conseguir deixar uma 50Gb de espaço para instalar o Arch, já está de bom tamanho. Mas isto depende mesmo é de qual utilização você dará para o novo sistema, se for utilizar bastante, reserve mais espaço.

Cenário 2: Tenho um HD que posso “matar”! Beleza! Este é o jeito mais fácil. Neste cenário você pode utilizar a primeira opção do menu, que é “Auto-prepare”, ou seja, ele vai analisar o disco e automaticamente decidir como particioná-lo. Bem prático e confiável!

Ou você pode escolher a opção 2 e 3, onde você manualmente define quais as partições e pontos de montagem que deseja.

Clique na imagem para uma versão maior

Nome:	         disc-prepare.png
Visualizações:	465
Tamanho: 	8,8 KB
ID:      	15406

Se você está no cenário 1 ou escolheu a partição manual no cenário 2, você pode particionar seu HD ( ou espaço disponível ) em 3 pedaços.
  • Swap – Necessário para o funcionamento do linux. Sempre se cria uma partição de swap com o dobro da sua memória RAM, mas não maior que 2GB.
  • / (barra)- Onde vai ser instalado o sistema. Acredito que 50Gb seja um bom tamanho. Também, aqui depente do que você tem de espaço disponível e qual a utilização desta instalação.
  • /home – Geralmente criado em separado, e bastante útil quando queremos formatar nosso ambiente ou instalar outra distribuição. Não perdendo nossos arquivos pessoais.


Esta é a formatação de HD que utilizo e no geral não é necessário mais do que isto.

Em ambos os casos também aconselho utilizar a formatação em “ext4”, que está bem rápida e estável também.

Seleção de Pacotes

Pois bem, já estamos com nosso disco particionado corretamente, vamos selecionar agora os pacotes que serão instalador inicialmente.

Lembrando que no Arch não instalamos mais que o sistema básico na instalação.

Selecionando o item “Select Packages” no menu, ele vai fazer a atualização das listas de pacotes.

Depois disto ele mostra os grupos de pacotes disponíveis. Marque “base” e “base-devel”.

Após isto, o instalador irá mostrar uma lista de pacotes disponíveis para você fazer uma seleção mais pontual caso queira. Não desmarque nenhum e procure e marque o “sudo” também.

Instalação de pacotes

Depois de selecionados todos os pacotes vamos partir para a instalação de fato.

Este é o passo que pode demorar um pouco, dependendo bastante do poder de processamento do micro, da rede e do link de internet disponível.

Se você necessita configurar um proxy para conectar a internet, é neste momento que você o informa. Escolha “Yes” na próxima tela, onde é perguntado se quer utilizar as configurações atuais de rede nas configurações dos sistema ( “rc.conf” ).

Então deixe rolar a instalação...

No próximo post mostrarei como configurar o sistema para um bom funcionamento inicial e para que serve cada um dos itens da configuração do Arch.
Até lá.
Categorias
Não Categorizado

Comentários


+ Enviar Comentário



Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L