Ver Feed RSS

Tecnologia de Redes, Mobilidade e Inovação

APNIC cria regras para limitar o fornecimento de endereços IPv4

Avalie este Post de Blog
Os IPv4 (IPs tradicionais) estão acabando e a nova versão (IPv6) está com uma adoção muito lenta por parte dos usuários e operadoras. Isso pode causar um problema em um futuro breve, quando o IPv4 acabar definitivamente e as empresas não estiverem prontas para o novo IPv6.

O IANA controla os IP globalmente. O lote de IPv4 do IANA acabou no começo deste ano, aonde apenas os órgãos regionais agora tem um estoque. São 5 órgãos regionais, um para cada região do mundo.

O APNIC toma conta da distribuição dos IPs na região da maior parte da Ásia e Oceania. Eles foram o primeiro dos 5 regionais a adotar uma regra que restringe o uso do IPv4, aonde esses IPs restante serão liberados em pequenas quantidades e, apenas, como forma de ajuda na adoção do IPv6.

As regras, detalhadas neste PDF, criam um controle bastante restrito e manda uma mensagem clara: deixem de usar o IPv4 e comecem já a adotar o IPv6.

O principal motivador desse movimento foi bastante simples: acabou o estoque de IPv4 do LACNIC. Assim, com apenas um "pacote" de IPv4 sobrando, o LACNIC foi abrigado a adotar uma política restrita para seu uso.

Vale lembrar que a Ásia, liderado pelo Japão, já tem um tradição de uso de IPv6, que é usado amplamente a alguns anos. Assim essa postura do APNIC, que pode parecer radical para nós, é compatível com o problema e compatível com o nível de adoção do IPv6 na região.

No entanto, essa postura do APNIC deve servir como laboratório para as demais regiões. Aqui no Brasil, que é regulado pelo LACNIC, ainda não houve nenhum movimento nessa direção mas é bem provavél que, em algum momento ainda neste ano de 2011, teremos regras mais restritas para o uso do IPv4, forçando cada vez mais a adoção do IPv6.

Me acompanhe no Twitter: http://twitter.com/mlrodrig

.

Atualizado 18-04-2011 em 22:11 por mlrodrig

Categorias
Não Categorizado

Comentários

  1. Avatar de kleberbrasil
    Deveriam fomentar a elaboração de documentação do IPv6 no Mikrotik, os provedores sairiam na frente.

+ Enviar Comentário



Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L