Ver Feed RSS

[email protected]:/# chmod o+r *

Curso: Gerenciadores de Boot - Configurando o Grub

Avalie este Post de Blog

Veja o restante deste conteúdo aqui



Lembrando que este é um conteúdo livre obtido no CDTC. A abertura dessa série de posts pode ser vista aqui.

Obrigado!

5 - Configurando o GRUB




O arquivo de configuração do GRUB


O arquivo de configuração do GRUB é o menu.lst que fica no diretório /boot/grub. Abaixo temos um exemplo desse arquivo:

#menu.lst
timeout 30
color light-cyan/black white/blue
default 0

#imagem de boot do Linux
title Linux 2.4.21
root (hd0,1)
kernel (hd0,1)/boot/vmlinuz-2.4.21

#imagem de boot do FreeBSD
title FreeBSD
root (hd0,2,a)
kernel /boot/loader

#imagem de boot do GNU/Hurd
title GNU Hurd
root (hd0,0)
kernel /boot/gnumach.gz root=hd0s1
module /boot/serverboot.gz

#imagem de boot do winsdows
title Windows XP
rootnoverify (hd0,0)
chainloader +1
makeactive
#fim do arquivo



Para alterar o arquivo o usuário deve estar logado como root, diferentemente do LILO, não é necessário reinstalar o GRUB quando o arquivo menu.lst for modificado, na próxima vez que o sistema for reiniciado as alterações já estarão aplicadas.

Há a opção de especificar o runlevel que o sistema será inicializado, basta adicionar o mesmo na linha dos parâmetros do kernel:

Para o modo single user:
kernel (hd0,0)/boot/vmlinuz-2.4.21 single

Modo console (runlevel 2):
kernel (hd0,0)/boot/vmlinuz-2.4.21 2

Boot gráfico (runlevel 5):
kernel (hd0,0)/boot/vmlinuz-2.4.21 5


Configurações globais

Dentre os vários parâmetros que podem ser usados nas configurações globais do GRUB as mais comuns são:

  • timeout - Define um tempo (em segundos) de espera. Se nenhuma tecla for pressionada, carrega a imagem padrão;
  • default - Define qual será a opção padrão que deve ser automaticamente selecionada quando nenhuma outra for especificada em um tempo definido por timeout;
  • fallback - Caso ocorra algum erro inesperado e a opção padrão não possa ser carregada, este parâmetro define qual a outra opção deve ser utilizada;
  • color - Permite que você escolha as cores usadas no menu de boot;
  • password - Permite que você especifique uma senha. Está será solicitada sempre que houver necessidade de realizar uma função que não seja carregar as imagens disponíveis, como por exemplo acessar a linha de comandos do GRUB;
  • hiddenmenu - Está opção faz com que o menu de opções não seja mostrado e de boot na imagem especificada por "default" depois de expirado o tempo definido em timeout. O usuário pode requisitar o menu com as opções pressionando a tecla <ESC> antes que o tempo definido em timeout expire.


Opcções de configuração de imagem

As principais opções de confuguração por imagem no GRUB são:

  • title - Define um texto que será apresentado no menu de boot para identificar o sistema a ser inicializado;
  • root - Determina qual a partição raiz do sistema a ser inicializada;
  • rootnoverify - IIdêntica à opção root, mas não tenta montar a partição-alvo, o que é necessário para alguns sistemas como Dos e Windows;
  • kernel -Nesta opção você informa qual o kernel vai ser inicializado. Você pode passar parâmetros diretamente para o kernel também. Ex.: kernel (hd0,0)/boot/vmlinuz-2.4.16
  • module - Faz com que algum módulo necessário para o boot seja carregado. Lembre-se que estes não são módulos do kernel (módulos de som, rede, etc.) e sim módulos necessários ao boot de alguns sistemas, como por exemplo o GNU Hurd;
  • lock - Quando você quiser controlar se uma pessoa pode iniciar um sistema que esteja listado nas opções do menu de boot, você pode utilizar esta opção que faz com que a senha especificada com o comando "password" seja solicitada no momento em que se tentar carregar a imagem em questão;
  • makeactive - Torna a partição ativa. Este comando está limitado a partições primárias dos discos;
  • chainloader - Alguns sistemas como o Windows ou Dos armazenam seu próprio gerenciador de boot no início da partição em que ele está instalado. Para efetuar o boot destes sistemas através do GRUB, você precisa pedir para que o gerenciador de boot de tal sistema seja carregado e faça seu trabalho, dando o boot;
  • hide e unhide - Esconde e mostra partição respectivamente. Estas duas opções são necessárias quando houver mais de uma versão do Dos ou Windows na máquina em partições diferentes, já que estes sistemas detectam automaticamente a partição e quase sempre o fazem de modo errado. Suponha o Windows na primeira partição primária (hd0,0) e o Dos na segunda partição primária (hd0,1). Quando quisermos carregar estes sistemas devemos proceder da seguinte maneira:

title Windows
hide (hd0,1)
unhide (hd0,0)
rootnoverify (hd0,0)
chainloader +1
makeactive

title Dos
hide (hd0,0)
unhide (hd0,1)
rootnoverify (hd0,1)
chainloader +1
makeactive



  • map - Alguns sistemas não permitem ser inicializados quando não estão no primeiro disco (Dos, Win 9x, etc.). Para resolver esta e outras situações o GRUB tem um comando que permite enganar tal sistema mapeando as unidades de disco do modo como lhe for mais conveniente. Imagine que você tenha o primeiro disco (hd0) com o GNU/Linux instalado e em um outro disco (hd1) com o Windows/Dos instalado. O Windows/Dos não permitem serem inicializados desta forma e para resolver esse problema você poderia usar a seguinte entrada no arquivo de configurações do GRUB:

title Windows
unhide (hd1,0)
rootnoverify (hd1,0)
chainloader +1
map (hd1) (hd0)
makeactive




Opções de imagem do kernel

As opções de imagem do kernel são as mesmas que as do LILO, segue abaixo uma lista com algumas delas:

  • append - Permite passar opções adicionais ao kernel. Essa opção é usada normalmente para configurar dispositivos que não foram auto-detectados;
  • read-only – Faz com que o GRUB monte uma imagem somente para a leitura. (Todas as imagens do Linux devem conter essa opção);
  • root - Permite especificar o local que deve ser montado como root;
  • vga – Permite especificar como o modo texto deve ser carregado (o tamanho da tela, as letras, etc) . A opção mais utilizada é a normal, se for colocada a opção ask, na hora da inicialização serão peguntadas ao usuário as configurações desejadas.


Mais informações sobre o GRUB podem ser encontradas no manual no endereço: http://www.gnu.org/software/grub/manual/grub.html

Atualizado 18-01-2010 em 11:39 por Magnun

Categorias
Cursos , Gerenciadores de Boot

Comentários

  1. Avatar de Dácio
    Tenho 2 HD. Numa está o Linux ubuntu 10.04. Na outra estava o xp rodando os dois sem problemas. Formatei a hd onde estava o xp e instalei o windows 7. Rodou tudo bem até o fim.
    Conectei a internet, naveguei nos arquivos das duas hd. Instalei programas. E ai vem o problema. Ao reiniciar, fui para o Linux primeiro, fiz o update-grub, e o windows 7 apareceu lá, com o nome Windows 7 (loader). Reiniciei novamente, e ao optar por esta linha, o sistema entra em looping e volta para a reinicialização. Ou seja, não consigo usar o windows 7 pelo multi boot. Nem sei se consigo de outra forma também. Cheguei a pensar em desligar a hd do linux para ver, mas desconfio que dará erro de grub. Aliás nem sei onde está o grub, se na hd do linux ou na outra.
    O que fazer?
    Obrigado, Dácio - [email protected]

+ Enviar Comentário




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L