Ver Feed RSS

lipeiori

Por que as letras no teclado não seguem a ordem alfabética?

Avalie este Post de Blog
Acredite se quiser, mas o teclado que usamos hoje - conhecido como QWERTY (por causa das seis primeiras letras na fileira superior, na mão esquerda) - foi escolhido por tornar a digitação mais lenta. Isso aconteceu porque as primeiras máquinas, de tecnologia rudimentar, travavam os tipos quando a datilografia era muito rápida. Quando o impressor americano Christopher Latham Sholes (1819-1890) inventou a máquina de escrever, em 1868, tentou ordenar as letras em ordem alfabética - como acontece na segunda fileira, onde temos uma seqüência quase completa: DFGHJKL. As mudanças de posição foram feitas para forçar o datilógrafo a bater as teclas numa velocidade adequada, sem embaralhar os tipos. Por isso, o E e o I, duas das letras mais freqüentes na língua inglesa, foram retiradas da segunda fileira, a mais acessível. A letra A, outra das mais comuns, ficou relegada ao dedo mínimo esquerdo, o menos hábil de todos.

Em 1932, depois de 20 anos de estudo, August Dvorak, também americano, criou o teclado que leva o seu nome, extremamente eficiente para língua inglesa: 3 000 palavras podem ser escritas com as letras da fileira principal (contra 50 no teclado QWERTY) e a mão direita é a mais usada. Alguns fabricantes chegaram a realizar competições entre os dois teclados para determinar qual era o melhor. Infelizmente, o datilógrafo que usou o QWERTY havia memorizado o teclado inteiro, enquanto o outro ainda catava milho. Por conta disso, o QWERTY acabou se tornando padrão industrial e assim permanece até hoje.
Categorias
Artigos

Comentários

Página 1 de 4 1234 ÚltimoÚltimo
  1. Avatar de ALVERNEPAIVA
    Puxa! extremamente curioso. Gostei bastante do post.
  2. Avatar de osmano807
    Então porque eu digito rápido?
    Acho que vou comprar um Dvorak para ficar catando milho.
  3. Avatar de kakinho
    kkkk vai intender, mas se mudarem de novo pra ordem alfabetica tamu ferrado :P
  4. Avatar de 1929
    E nem o Dvorak mostrou-se eficiente para o português.

    Mas tem um grupo que desenvolveu o teclado brasileiro.

    Quem testou, depois de um período breve de treinamento, gostou.
    E relataram que não causa confusão entre os dois sistemas na mente do usuário.

    Como não tive tempo, nem tentei. Mas um dia quem sabe.
  5. Avatar de fbugnon
    Muito interessante!

    Atualmente uso um teclado ch_FR, bem diferente do padrão brasileiro (ABNT) e dos teclados americanos. Mas consigo alternar sem muita dificuldades de um ao outro, quando uso outros computadores; acho que a gente se acostuma depois de um tempo mas não bloqueia para voltar aos costumes antigos, o que é realmente genial.

    É realmente incrível como nosso cérebro é capaz de armazenar novos conhecimentos, interagindo com os que já tínhamos, sem embaralhar tudo .
Página 1 de 4 1234 ÚltimoÚltimo

+ Enviar Comentário



Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L