Ver Feed RSS

Sukkubus

Estudo: 1/3 dos empregados roubaria dados confidenciais

Avalie este Post de Blog
Cerca de 60% dos empregados roubariam dados confidenciais das empresas em que trabalham em troca de um milhão de libras, quantia equivalente a pouco mais de R$ 3 milhões. O estudo foi desenvolvido pela Infosecurity Europe, feira especializada em segurança empresarial de informação, que ocorre de 28 a 30 de abril, em Londres, na Inglaterra, que constatou que mais de um terço dos funcionários britânicos trairia a confiança da companhia em que atuam para embolsar a quantia.

Segundo o site PC Advisor, de todos entrevistados, 63% responderam que repassariam para a concorrência informações pela quantia milionária em diversas situações. Dos profissionais pesquisados, cerca de 10% toparia a proposta de roubar informações secretas para ter a hipoteca de suas residências pagas.

Uma minoria - aproximadamente 2% das pessoas ouvidas - relatou que até aceitaria a oferta se lhes fosse pago um almoço. Outros 5% roubariam os dados em troca de um feriado e 4% cometeriam o crime para saldar dívidas do cartão de crédito, enquanto 5% tomariam posse das informações sigilosas se ganhassem um novo emprego.

Questionados sobre a dificuldade de ter acesso a informações confidenciais das empresas, 68% responderam que seria fácil obter os dados. Das informações que poderia ser acessadas para o roubo, 83% seriam referentes a clientes, 72% sobre planos de negócios, 53% sobre planos de contabilidade, 51% da base de dados do setor de Recursos Humanos e 37% do setor de senhas de TI.

"Os criminosos são muito hábeis em encontrar os funcionários vulneráveis a trair seus empregadores, por isso, as organizações devem garantir que exista uma proteção das informações e dos processos internos", disse Tamar Beck, diretor da Infosecurity Europe.

Fonte: Redação Terra

Imagina no Brasil...
Categorias
Artigos

Comentários

  1. Avatar de Frusciante
    Tá vai, sejamos sensatos.

    Roubar é errado.
    Trair a "confiança" de alguém, é muito pior.

    Agora, que tem empresas que imploram de joelhos por isso, tem sim. E não são poucas.

    Mas é claro que estamos falando do ser humano. Não nos esqueçamos disto...

+ Enviar Comentário




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L