Ver Feed RSS

Sukkubus

Mark Shuttleworth diz que Ubuntu não pode ser um Windows

Avalie este Post de Blog
06 de Maio de 2009 às 15:34
Fonte: Bestlinux.com.br

Quando foi perguntando sobre como o Wine pode implacar no sucesso do Ubuntu, Mark Shuttleworth (fundador do Projeto Ubuntu) disse que o Ubuntu não pode ser simplesmente uma melhor plataforma para rodar aplicações do Windows.

Nas palavras de Mack: "O Windows e o Linux rodam ambos aplicações importantes, o universo do Software Livre, precisa desenvolver nossas proprias regras, é um universo diferente o software proprietario. Nos precisamos alcançar o sucesso na nossa propria plataforma e nas nossas proprias regras. Se o Linux rodar apenas aplicações Windows, nos não poderemos vencer."
Categorias
Noticias

Comentários

  1. Avatar de gladstony
    Concordo, mas se nem o governo federal esta ajudando, vi numa pagina que o programa de declaração de imposto de renda esta vetado a plataforma Unix.
  2. Avatar de 1929
    Não conhecia o Ubuntu. Instalei e gostei.
    Algumas vantagens é que para o usuário mediano acostumado com o Windows, não vai sentir muita diferença na navegação.
    Mas como desvantagem está a dificuldade para fazer instalações de programas. Ao usar linhas de comando para algumas instalações, cria uma barreira para com o usuário.
    Com certeza o Linux ainda é mais indicado para o pessoal que gosta de ir mais a fundo.
    Com relação ao governo, eu acho que está limitação está mais relacionada com o pessoal técnico deles.
    Pois até os programas para rodar windows não são muito amigáveis. Vai mexer num programa da RAIS para ver a dificuldade. Só os escritórios de contabilidade conseguem com rapidez porque fazem isso todo dia.
  3. Avatar de rogfanther
    Quanto ao imposto de renda, tem sim pra linux. Na verdade, a única versão é feita em java, para rodar no windows, linux, mac e solaris. O cara daquele artigo que não olhou direito, ou não soube se expressar.
  4. Avatar de caiocc12
    Sobre o imposto de renda, acredito eu que 2009 será a última versão Java. 2010 não terá mais versão para *x.
  5. Avatar de gladstony
    Beleza.
  6. Avatar de rogfanther
    Nesse ponto, discordo de você. No início dos tempos era só win32, daí veio win32 e em java, e agora só em java. Acho muito difícil de eles voltarem a ter só win32, mesmo porque, como já está desenvolvido em java, e programador do governo é preguiçoso, é muito mais pratico pra eles ter o treco em java, e poder escapar de reclamações do povo do mac, linux, unix, solaris, etc, porque **em teoria ** a versão java roda em qualquer coisa.
  7. Avatar de Sukkubus
    Pela declaração do Mark, o fato é o Linux tem que ter seu próprio espaço e não somente basear em programas no estilo "Windows" para ser adaptado. O sonho é ser "ao contrário".

    Sobre essa do IE, é muito simples, o que diz no artigo da Info Plantão é que a RF não vê necessidade futura de adaptação das declarações pensando no usuário linux, pois supostamente o considera "minoria". Esse é o ponto chave de atenção, é pela (falta de) perpetuação de esforços pensando no linux.
    Atualizado 08-05-2009 em 00:11 por Sukkubus (para melhor entender...)
  8. Avatar de rogfanther
    Bom, se vai ter versão java ou não ano que vem ,só esperando pra ver. Mas o que a receita por certo vai chegar a fazer, num futuro talvez próximo, é transformar o programa em algo online, feito pelo browser...tão até demorando pra aparecer com essa idéia....
  9. Avatar de 1929
    Cara, vira essa boca prá lá.
    Tu já imaginou a encrenca? Vai ter contabilista preenchedor de declaração, desesperado para fazer fechar os cálculos, sem entregar a "realidade" online.
  10. Avatar de rogfanther
    Seria um problema mesmo. Mas ainda acredito mais que vá permanecer em Java.

+ Enviar Comentário



Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L