Ver Feed RSS

lemke

Microsoft corta acesso a MSN em países embargados pelos EUA

Avalie este Post de Blog
A política americana parece ter chegado de vez à internet. Segundo nota publicada pelo site Digital Trends, a gigante Microsoft cortou o acesso de países que sofrem sanções americanas ao seu sistema de mensagens instantâneas, o Windows Live Messenger. Foram afetados Cuba, Síria, Irã, Sudão e Coréia do Norte.

Todos esses países fazem parte do “eixo do mal”, uma denominação criada pelo ex-presidente Bush para designar os inimigos declarados da nação norte-americana.

Além de serem países embargados economicamente pelos Estados Unidos, os usuários de internet desses locais também não poderão mais se comunicar pelo Live Messenger, ou MSN, seu antigo nome. O Windows Live Messenger é um dos comunicadores mais utilizados da internet. Qualquer usuário desse país que tentar se conectar ao sistema recebe a seguinte mensagem:

810003c1: Estamos impossibilitados de conetá-lo ao .NET Messenger Service. Razão: A Microsoft descontinuou o serviço de Mensagem Instantânea em certos países sujeitos à sanções dos Estados Unidos. Detalhes dessas sanções estão disponíveis no Escritório de Recursos Estrangeiros dos Estados Unidos.”

O blog All About Microsoft, do site ZDnet entretanto, não sabe dizer o porquê de a empresa de Bill Gates ter cortado o acesso desses países ao MSN só agora, uma vez que os embargos já existem há anos. “Eu posso confirmar que o anúncio está correto”, foi a única informação conseguida junto a um portavoz da empresa.

Entretanto, apesar da Microsoft e dos Estados Unidos, a internet ainda é um local livre. Para os que não podem mais se comunicar pelo MSN, é possível ainda utilizar o GTalk, mensageiro instantâneo da Google, o microblog Twitter e até antigos canais, como ICQ e IRC.


Através da Geek

Atualizado 26-05-2009 em 14:19 por lemke

Categorias
Não Categorizado

Comentários

Página 1 de 4 1234 ÚltimoÚltimo
  1. Avatar de lemke
    Achei isso tão sem sentido, primeiro porque George Bush,que os intitulou como "eixo do mal", nem está mais na presidência...

    Se há conflitos de ordem política e outras pendências dos USA em relação a eles,é fator externo...

    Pessoas que vivem nesses países e que nada tem a ver com as diferenças existentes entre seus governantes acabam ficando prejudicadas, pois não podem falar com seus amigos e familiares que muitas vezes moram em outros países...

    Enfim, medida totalmentente absurda, pelo menos do meu ponto de vista!

    Sds,
    Atualizado 26-05-2009 em 13:48 por lemke
  2. Avatar de ilsahec
    Só se o Bush tenha deixou a Casa Branca e foi direto para Microsoft ser Consultor de Assuntos Internacionais. RS
  3. Avatar de lemke
    Citação Postado originalmente por ilsahec
    Só se o Bush tenha deixou a Casa Branca e foi direto para Microsoft ser Consultor de Assuntos Internacionais. RS
    É,hehehe...ou a Microsoft deve algum "favor" a ele.
  4. Avatar de Josue Guedes
    Se são inimigos da nação, não vejo problemas em uma empresa norte-americana cortar o serviço. Aqui meus inimigos quando querem contratar meu serviço prescisam ficar de bem comigo...rsrsrs
  5. Avatar de lemke
    Citação Postado originalmente por Josue Guedes
    Se são inimigos da nação, não vejo problemas em uma empresa norte-americana cortar o serviço. Aqui meus inimigos quando querem contratar meu serviço prescisam ficar de bem comigo...rsrsrs
    Ah, teus inimigos não podem te desautorizar,é? Hehehe


    Eu não sei exatamente se os países em questão são inimigos dos USA ou eram inimigos do governo Bush...

    O problema é que todos que habitam esses países são prejudicados.Conflitos políticos refletindo negativamente na vida de pessoas comuns.
Página 1 de 4 1234 ÚltimoÚltimo

+ Enviar Comentário




Visite: BR-Linux ·  VivaOLinux ·  Dicas-L